=====================

 

Ideias para Blogger

Uma "justiça" lamentável...

Written By Al Berto on quinta-feira, janeiro 04, 2007 | quinta-feira, janeiro 04, 2007


A Justiça brasileira ordenou que o serviço online de vídeo YouTube, unidade do mecanismo de busca Google, seja fechado até que sejam removidas as imagens da modelo Daniela Cicarelli com o namorado, Renato Malzoni Filho, filmadas numa praia espanhola

O casal processou o YouTube por não ter suspenso a exibição de um vídeo em que os dois aparecem em cenas de sexo, em pleno mar numa praia de Cádiz, no ano passado. O vídeo foi o mais visto da Internet no Brasil durante vários dias.

Cicarelli, ex-mulher de Ronaldo, e Tato Malzoni pediram à Justiça que o YouTube retirasse o vídeo, ao que o Tribunal decidiu em favor do casal.
A acção judicial pedia pagamento de multa diária de 250 mil reais (cerca de 67 mil euros) caso o vídeo continuasse disponível.

Algumas cópias do vídeo de Cicarelli e Tato têm sido retiradas do site, mas os utilizadores voltaram a colocar as imagens polémicas online.
O caso arrasta-se há meses e o casal iniciou um terceiro processo em Dezembro, pedindo que o YouTube fosse encerrado enquanto fosse possível ver o vídeo.

A 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo concedeu uma decisão liminar em favor do casal na quarta-feira, mas como é obvio só a ignorância destes juízes não permite saber que tal é, praticamente, impossível.
Mostra um desconhecimento confragedor do que é a internet o que, nos tempos que correm, dá mostras de muito pouca preparação para o exercício da função no que a ela diz respeito.

No ano passado, um tribunal brasileiro ordenou que o Google revelasse dados pessoais de alguns dos utilizadores do popular Orkut (cujo impacto nas redes sociais se pode equiparar ao HI5, em Portugal) que contivessem conteúdos racistas ou relacionados com a pornografia infantil.
O Google eliminou algumas dessas páginas, mas afirmou que pelas leis norte-americanas não poderia revelar informações de utilizadores

A justiça brasileira em vez de condenar os autores da "proeza" por atentado ao pudor, condenam a informação.
É o descrédito e a vergonha internacional para o Brasil.

Já me sacanearam o video mas ele há-de aparecer.

Para quem quiser dar uma lição a essa pseudo-justiça brasileira que pretende limitar o direito á livre informação em vez de, neste caso, estar quieta e/ou julgar os pretensos protagonista duma acção pública pretensamente imoral, apesar do video somente apresentar cenas banais e vulgares, cá vai o código:

Isto é uma imagem, é necessário copiar o código para texto.

... e não é que já me sacanearam outra vez?

Mas como é possível as pessoas com responsabilidades pactuarem com esta autêntica censura?
Alguém foi dentro da casa daquela fulana filmar alguma coisa?
Onde é que está a moralidade... ou a falta dela?
Direito á privacidade numa praia pública?
Mas que é que é isto?


... já cá está outra vez!

48 comentários:

Anónimo disse...

Ahhhhhhhhhh q bom q eu vim aqui...
Vc Tem toda a razão, estou hiper-super-indignada!
É o cúmulo q uma criatura, q faz qualquer coisa para aparecer na mídia, só faltando andar com uma melancia na cabeça, prive todos os brasileiros de usufruir de um site importante, inovador e democrático apenas pq não sabe se comportar em público e não tenha classe para se fazer respeitada.
Realmente meu querido amigo, estou hiper-super indignada!
Essas cretinices só acontecem no Brasil mesmo, é uma vergonha!

LCMarques disse...

Cá prá nós, se todos que aparecem na imprensa forem pedir 'direito de imagem' é melhor acabar com a imprensa.
Ainda sou da época do recato, se faço algo em público é para que todos possam ver e aí não tem perdão, meus amigos, inimigos e indiferentes irão ver e achar o que quiserem...
Tem jurista que gosta de aparecer e aí, fica o registro.

Quem me garante que não foi intencional? Na terra onde reina o Ronaldo, pode ter sido uma provocação...

Melancias, melões e jacas ainda são uma fonte inspiração para algumas pessoas.

Amplexos alvinegros...

Anónimo disse...

Eis aí o despudoramento em sucessivas e intermináveis doses e versões.
http://cadinhoroco.blogspot.com/

Stella disse...

Meu caro, só posso definir esses eventos como oportunismo ( do casal ) e hipocrisia da justiça em tentar tirar o filme e o Youtube do ar.

Anónimo disse...

LOL Quer dizer, ela faz cenas em público, arranja um emprego de apresentadora à custa desse escândalo e faz piadas acerca do assunto durante a estreia, mas o YouTube é que tem a culpa do sucedido! Moralidadezinha baixa, hem?! LOL

sANdrA fasolo disse...

Most, estou usando o pc de minha mãe e por isso não deu ainda para autorizar teus comentários nas flores do mal, assim que der coloco em dia, ok? Obrigada por eles, a Pan também agradece, diz para você visitar a página dela no orkut "Pancita Fasolo" & manda lambeijinhos.
Quanto ao post, sabe, nunca me interessei muito pela vida de pessoas (de nossa época) que não fazem parte do meu mundo; prefiro as mentes brilhantes que embora distantes soam bem de perto e as pessoas que me são próximas... não sou muito chegada na realidade humana... humanos não mudam muito, percebes?, hehe, Platão já era indignado com atitudes "idênticas" às de hoje, salvo a época e circunstâncias etc e tal, a humanidade continua sendo consumida pela vaidade, não pensas assim?, gostaria muito que fosse consumida pela filosofia e pela poesia, paix & bem, most. :)

rouxinol de Bernardim disse...

é a procura do sensacionalismo a qualquer preço1 Primeiro a "exibição"... depois o falso pudor... QUE NOJO!!!!

Ricardo Rayol disse...

Mostardinha, no minimo uma bizarra visão do impacto da internet na vida das pessoas. O não entendimento de como isso funciona é que faz com que juizes despreparados tomem decisoes desse tipo. Mas isso ainda vai longe pois existe um longo caminho na justissia brasileira até uma decisão definitiva. Sem contar que é interessante notar a velocidade com que a decisão fosse tomada. Se fosse eu processando alguém por razões semelhantes meus netos veriam uma decisão de primeira instância. Teve um nobre senador da republica que queria passar um projeto de lei que acabava com a liberdade de ir e vir na internet. ... e vamos produzindo factóides.

Alexandre disse...

Olá, desta vez vou comentar aquele que eu acho um dos blogues mais úteis... da blogosfera, claro!
Sobre o video da Cicarelli acho um absurdo tanta polémica ao seu redor, eu vi o video e mesmo em Portugal já vi coisas bem mais avançadas em praias públicas... penso que se deu importância demais ao assunto, claro, pela protagonista ser quem era.
As figuras públicas ainda não aprenderam que poderão ter um preço a pagar pela sua exposição, preço que eu acho justo pois elas (essas figuras) têm muita vantagem sobre nós, «anónimos»: senão vejamos, um qualquer assistente de uma qualquer das nossas televisões rabisca umas letras, edita em forma de livro e garante logo à partida uma boa choruda maquia em direitos de autor... os desconhecidos podem fazer investigações, teses, ensaios, romances do melhor que há mas se vendem mil exemplares (geralmente aos amigos) já se podem dar por muito contentes, o que é injusto!
Portanto, figuras públicas ou mediáticas ou chamem-lhes lá o que quiserem, tenho pena mas há um preço a pagar... e depois não reclamem!

Parabéns pela abordagem do tema e pelo blogue que está fantástico! Um abraço e um bom ano!

Anónimo disse...

Alberto: já escrevi por aí e reafirmo cá para teus lados. Essa moça arranjou tudo para auto-promoção. Depois nossas mulheres ficam magoadinhas com a fama pouco honrosa (e falsa, diga-se)que os estrangeiros tem delas.
Pessoas como essa talzinha aí devem sempre sofrer a pena maior, que é o ostracismo. O que já conteceu neste caso.

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

A "modelo" gosta mesmo é de chamar a atenção. Uma pessoa que pega carona na fama do Ronaldo, acha que simplesmente pode transar em uma praia pública que ninguém vai notar. O video não me parece coisa de amador, no mínimo ela mesma arranjou tudo para ter seus 15 minutos de fama.
Insatisfeita com o resultado, quer aparecer mais processando o YouTube.
Quanto a decisão da justiça brasileira, é um dos motivos que mata de vergonha. Ela é realmente cega no que diz respeito a realidade e o bom senso.

Um grande abraço.

Kafé Roceiro disse...

Amigão,
isso se chama hipocrisia. A pessoa que é pública e transa na praia sabe que será filmada. Pois foi sabendo, agora quer chamar a atenção de novo!
No mais, meu amigo, obrigado pelo apoio. Você é um grande amigo...
Abraços do Kafé.

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha,

isso é uma verdadeira piada. É por isso que imprensa no Brasil (leia-se no mundo inteiro hoje) passa por um processo em que a informação deve ser barrada a qualquer custo por "ferir direitos" alheios.

Ora, o papel da imprensa é divulgar. Pouco importa que tipo de informação seja. Quem deve dizer se uma informação é boa ou ruim, mentirosa ou verdadeira, somos nós, o povo.

Com este video ocorre a mesma coisa. Antes de transar na praia seria mais logico pensar que poderia haver a possibilidade de alguem estar filmando.

Uma pessoa publica, antes de querer tirar algumas informações que o desagradem da internet, deve pensar o que dela sairá na internet.

A postura da Dabiela Cicareli nem deve ser levada a sério.

A imprensa é livre. O material que nela circula é livre. Não foi obtida por meio criminoso. Não feriu a liberdade de ninguem para ser obtida.

A retirada deste material da internet é uma afronta à imprensa livre.

Ceder aos caprichos da Daniela Cicareli é negar qualquer possibilidade da imprensa divulgar informações.

Se isso acontecer com um simples video desse o que será no futuro em que a imprensa tiver de divulgar um acaso de corrupção no governo?

Será que ela irá ceder e retirar estas informações?

Penso eu, Mostardinha, que este video representa não apenas uma mulher transando na praia, mas um passo a mais para que a nossa imprensa e nossa internet permaneça livre de qualquer tipo de pressão externa.

Abraços, Guilherme

CAntonio disse...

Caro Alberto,

Ela quer mesmo é que seja, cada vez mais, visto o vídeo.

Cá prá nós, o vídeo não é lá algo que se possa perder tempo.

Ainda prefiro imaginar as curvas perigosas que maiôs (não biquinis) escondem. Laranja madura na beira da estrada, está bichada ou tem marimbondo no pé.

Aqui no Brasil (em certas águas) existe um minúsculo peixe (Gambiru) que entra pela uretra e dá um trabalho danado para ser tirado (só com intervenção cirurgica); da próxima vez espero que a Cicarelli e seu eventual bofe sejam "visitados" pelo Gambiru.

Abraços,

Guilherme Roesler disse...

Mostardina,

este seu texto rendeu um outro texto la no blog.

Saramar disse...

Meu querido, boa tarde.
Ontem, ao ouvir tal absurdo e vergonha nos jornais noturnos tive engrulhos.
Porém, depois fiquei pensando: não deveria ter porque, neste pobre e corrompido país, a começar dos dirigentes, só os mensageiros são punidos, enquanto os criminosos se refestelam no cinismo tosco dos irresponsáveis e riem em nossas caras de bobos.
A moça citada, contumaz provocadora de escândalos para se manter sob os holofotes (coisa que seu inexiste talento não permite) agora nos obriga a todos os brasileiros a fazerem papel de palhaços diante da comunidade internacional para proteger aquilo que ela própria deveria ter protegido: sua privacidade.
Perdoe-me, querido, mas é nojento!

beijos indignados.

Cris disse...

Ai,ai, José Alberto.. Pra ser muito sincera com você e nada hipócrita, a única coisa que me chateia nessa história é de mais uma vez sermos notícia no mundo todo por conta agora da burrice caolha da justiça. No mais, tá tudo certo..cada um mostra aquilo que quer e pode ( eh ou não eh??) Beijos!!!!

Anónimo disse...

Olá José Alberto:

É lamentável essa justiça...faz-me lembrar a do Hugh Grant nas traseiras do automóvel...só que o desfecho foi o inverso... Concordo com o que o Alexandre diz em relação às figuras públicas.

Bjs. Bom fim-de-semana.

Anónimo disse...

Mostardinha,
sinto que é mais uma forma de publicidade, afinal a imprensa sabe bem como manipular a opinião publica.
beijokas

CAntonio disse...

Ah.... esse Alberto é terrível.

Mas eu voltei não para ver o vídeo; como disse antes, a Cica (intimidade é preciso)não é o meu sonho de consumo. Ela está bem distante das minhas preferências.

Voltei mais para dizer-te que, através dessas suas páginas, sempre agradáveis, conheci Cristina Bondezan (doutroladodomar).

Lá no blog dela, desculpe-me, falei de tí.

Um grand'Abraço.

Orlando Tambosi disse...

Salve, Mostardinha:

É assim mesmo: primeiro expõem a intimidade; depois vão à Justiça pedir a probição da exposição.
Que se danem!

Anónimo disse...

Pois é. Não é o meu estilo de 'filme'. Mas quem tudo faz para aparecer deve ter mesmo muito cuidado com os telhados de vidro.
No importante mesmo é que sou contra qualquer tipo de censura, desde que o 'artigo' em questão não seja manipulação. O que não creio seja este caso... mas aconteceu com 'sósias' de portuguesas e aí sou a favor que haja o bom senso.

Anónimo disse...

Amigão, tentei de todas a formas possíveis e imagináveis copiar e salvar no meu blog esse filmeco, para poder usar em revanche caso ela consiga nos privar do YOUTUBE, mas algo acontece e o vídeo tanto embed qto downloadrd/upçoaded estão zerados qd eu coloco no blog.
A madame deve ser poderosa!!!
Se eu fosse a esposa desse juiz ficaria com todos os sentidos e alerta!

Anónimo disse...

Oh JA, isto pouco tem que se diga. Está tudo dito no post. É putedo público, atentado ao pudor, à moral e bons costumes que a justiça? Brasileira entende ao contrário. Não tem por onde se lhe pegue excepto, o caricato da ordem de um tribunal? Brasileiro ordenar a uma empresa Americana…

Bom, enquanto pornografia, o vídeo não vale nada e não tem qualquer interesse tanto mais que nem sequer sei quem são os protagonistas. Agora as peripécias do tal tribunal são uma boa piada.

Anónimo disse...

Olá José Alberto,
Se retirarem o video diz que eu envio-to.
Não percebo qual é o problema dos protagonistas, da justiça e de quem se levanta contra a acção.
Os protagonistas ao fazerem-no onde fizeram deveriam de ter noção da exposição. A justiça nem se devia meter e os que condenam o acto certamente ainda pensam que nasceram da cegonha ou apresentam-se como uns falsos puritanos.
Grande abraço

Anónimo disse...

Porrrrrrrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaa!!!
Issu afnar é anssim???? Essa mboa fika aí a brinkare á toa kom o mwadiê e ainda pru cima fika zangana nas imprenssas do tubo ou Tube ou kiê la´da néte???
Bwé de kara podre, xê!!!
Nada! Exibem mesmo essa filme. Gostei de assistire paka!!.
kandandu!

Yvonne disse...

Querido, antes de mais nada, obrigada pela sua visita lá no meu cantinho. Quanto à modelo, eu só digo que jamais serei objeto de problemas com o YouTube porque lugar de namorar é dentro de quatro paredes. Beijocas

Anónimo disse...

José Alberto:

Finalmente consegui visionar o vídeo. Confesso que estava curiosa...depois de tanta celeuma... mas o facto é que já vi bem pior, penso que esse casalinho fez um bom aproveitamento da coisa, apareceram...quem sabe se não foi tudo propositado? Se essa modelo não estava farta de ser conhecida como apenas a ex qualquer coisa de Ronaldo?

Bjs. Bom-fim-de-semana.

Terra & Sal disse...

Meu Caro Mostardinha:

Efectivamente a rapariguita resmunga sem razão de queixa...
Fez praia, massajou-se, comeu gelado sem beber água nenhuma, desentupiu-se com escovilhão, sem ninguém a chatear, “assebentou” as águas europeias, e ainda vai fazer queixa para o Brasil?
Bem, ela faz isso ali em Espanha que eles não são gente como nós...
Ela que venha aqui para a Barra banhar-se nas nossas águas a ver se é capaz de sair de lá sem as carnes cozidas do frio....
A Justiça brasileira não tem razão e ela de comportamento também não,
é que eu acho que ela devia ter ficado só pela lambidela no gelado...
Cumprimentos, está interessante.

Nelson Peralta disse...

Li os comentários na diagonal. Falam da fama que as brasileiras tem no exterior e dizem que é por vídeos destes.

Nada mais errado! A culpa é mesmo do vosso Governo! Não conheço nenhum panfleto de turismo brasileiro onde na foto da praia não esteja em primeiro plano o cu de uma mulher de fio dental! A promoção do turismo vende a praia paradisíaca ou a mulher?

Quanto ao vídeo, não conheço os intervenientes, mas entendo que tem todo o direito de pedir a retirada do vídeo da net! Mas que estejam cientes que é impossível. Mas mais que competência da Justiça é competência do cidadão voyeur! É claro que não sou nenhum santo, também vejo deste tipo de vez em quando. Sou aliás acérrimo fã do vídeo de uma cantora croata!

Agora a pergunta: acaso tenham feito sexo nalgum local público ou semi-público, ainda que deserto... fossem famosos, e sem o saber tinham sido filmado por um parasita que anda sempre atrás das estrelas. Consentiriam a exibição pública do filme? Em que ficamos?

Jonice disse...

E assim caminha a humanidade a passos de formiga. Dando importância ao que não importa e nem ligando pras verdadeiras necessidades sociais. A "justiça/circo" não cansa de apresentar seus números apenas requentados.
Além do mais, a hipocrisia nesta questão parece continuar a ser fábrica de milhõe$$$$$$$$$.

ariadne disse...

Ah, peraí que eu quero descer. Bem, preciso ao menos discordar. O direito de ' informação' que Meu amigo Mostardinha busca preservar não pode ser maiorque o da imagem dos sujeitos em questão. Que diabos de informação é essa , o direito á invadir a vida sexual de quem quer que seja. Essa informação eu dispenso. Outro fato é o de que a Justiça brasileira não pode punir o autor do video se o pedido não for formulado. Só pune o que é pedido, o juiz , creio que em qualquer ordenamento jurídico está preso aos limites da lei. Só pergunto quem gostaria de ir parar no You Tube sem consentimento. :-) Abraço

Alexandre, The Great disse...

José Alberto.
Cá estive para "rever" o vídeo da Ciccarelli, atendendo sua convocação.
Realmente lamentável todo qualquer ato de censura, pois penso que o casal tem tanto "direito" de fazer o que fez, como o papparazzi tem de filmá-los nestes atos.

Saudações!

Alexandre disse...

Cá estou eu de novo: o meu blog continua na onda das leituras, desta vez eu pergunto quem lê mais em Portugal, homens ou mulheres? Está aberta a participação...

Um abraço!!!

José Alberto Mostardinha disse...

Para o Nelson Peralta e para a Ariadne:

Meus amigos:
Já puseram as vossas cabecinhas pensantes a analisar o comportamento, público, desses personagens?
Ou será que a praia onde vão adultos, mas também crianças, é o local indicado para fazer sexo... dentro ou fora de água e perante todos os olhares?
Quem é que prevarica?
Quem é que "... invadiu a vida sexual de quem quer que seja."???
Quem invadiu a privacidade do público, que estava na praia pública, foram esses irresponsáveis que, qual individuo atacado por diarreia aguda logo ali defecta.
Mas para este há desculpa fisiologica... para os "artistas" não.
Não mistifiquemos as coisas que "estão claras como a água".

A nossa liberdade acaba onde começa a liberdade do próximo... é o facto de misturar esta realidade que conduz ao conflito.


Então em que ficamos?

Kalinka disse...

Depois da azáfama dos presentes de Natal, da caminhada desenfreada e decrescente para o Ano Novo, chega, sereno e mansinho o dia de Reis. Mas desde o dia 25 de Dezembro até ao dia 6 de Janeiro, há uma tradição que é genuinamente portuguesa, o cantar das Janeiras…

É maravilhoso ver os inúmeros grupos de pessoas que saem à rua, com frio, gelo e em alguns sítios até mesmo neve, para cumprir a tradição. Para ir de casa em casa, de porta em porta, de família em família, apenas para cantar e louvar os reis que visitaram o Deus-Menino.

É importante manter estas tradições que são tipicamente portuguesas, onde se cultiva o convívio e a alegria.

Abraços sempre.

Kalinka disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Kalinka disse...

J.A.Mostardinha
Muito obrigado pela visita que me fez. No seguimento do seu convite para participar aqui da minha opinião, não o faço pois já em tempos aqui, neste mesmo lugar manifestei uma opinião pessoal, que foi lida e depois serviu de tema para outros que aqui vêem, acharem-se no direito de escreverem comentários dirigidos à minha pessoa e que não gostei.

Também o tema em questão, neste caso, está mais que falado e comentado. Por mim fica:
Sem comentários.
Beijo. Até sempre.

SaltaPocinhas disse...

tens um TPC no meu blogue...

sANdrA fasolo disse...

O que é um escândalo desses se comparado ao da insegurança urbana no RJ e em Sampa? O que é um escândalo desses se comparado às centenas e centenas de pessoas que vivem na miséria?, outras na quase-miséria e outras batalhando para não voltarem para uma vida indigna? Não consigo me importar com este fato (do tal vídeo)diante de tantas outras coisas onde os escândalos humanos (ou melhor desumanos) estão bem longe de qualquer momento de prazer, ah, não dá nem para entrar em comparações, óh, país!
obrigada pela reflexão, Most.
Pan-pan manda lambeijinhos

david disse...

Nem acredito!
Finalmente consegui acessar a caixa de comentários.
A Cicarelli quer fazer gracinha, do mesmo jeito que adora fazer escândalos. Ora, se transou numa praia era porque queria mesmo ser vista.

Cris disse...

Continuo "metida " e convencida depois de ser "Blog da semana"...
A D O R E I!!!!!!!!!

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Postei o video lá no meu blog.
Se por acaso tirarem todos os videos do ar, vou arrumar um video de cachorros transado na rua e postar, por que os cães em sua inocência transam em público já as modelos ...

Um abraço.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Magistral a tua comparação com os cães... de facto o ser humano tem muito a aprender com os animais.

Ocorreu-me logo de que:

-"Se os animais de repente começassem a falar, tratariam logo por tu os seus donos, por lhes não reconhecer superioridade sobre eles."

Esta reflexão assenta que nem uma luva no artigo... e no teu comentário.


Um abraço,

Patacoadas do Cleber disse...

Mostardinha. Esta história não tem heróis. Só vilões.
A Cicarelli e o namorado, pessoas públicas que "não imaginavam que podiam ser filmadas" transando em um local público.
O paparazzo, que é uma espécie de parasita da mídia, que bem poderia usar seu talento para algo mais construtivo.
E a justiça brasileira, cheia de juizes querendo criar uma situação para se mostrarem. Um abraço

Anónimo disse...

Meu caro
Concordo plenamente com o seu post, principalmente no que diz respeito ao pudor e ao bom-senso. Enquanto espaço público não se preocuparam com quem lá poderia estar na praia. Agora preocupam-se com o espaço público da net?!
O que acho também é que não vale a pena a importância que estamos a dar aos factos. Antes pelo contrário. Estamos a ser nós mesmos que empolgamos a situação e lhes acabamos por dar um indevido protagonismo. Como é certo que o YouTube saberá como lidar com a situação, os dois que se amanhem.
Um abraço

Jorge Sobesta disse...

Mostardinha,

Tive uma idea melhor e mudei o post. Passa lá para ver.

Tenha uma ótima semana você também.

Um abraço.

Anónimo disse...

Ridiculo não é? Pelo que ouvi, eles conseguiram mesmo encerraar o YOU TUBE