=====================

 

Ideias para Blogger

Portugal... um país maioritariamente terrorista?

Written By Al Berto on terça-feira, janeiro 02, 2007 | terça-feira, janeiro 02, 2007


O aborto e as pesquisas em embriões foram, ontem, comparados ao terrorismo pelo Papa Bento XVI, que os considerou um "atentado à paz" durante a homilia.
"Junto com as vítimas dos conflitos armados, do terrorismo e das mais diversas formas de violência, temos as mortes silenciosas provocadas pela fome, pelo aborto, pelas pesquisas sobre os embriões e pela eutanásia", afirmou Bento XVI na sua mensagem.

Pois é meus caros, como amplamente sabem sou contra uma lei que manda mulheres para a prisão pelo facto de acharem não ter condições para uma gravidez indesejada pelos mais diversos motivos e que só a cada uma cabe avaliar.
O resto é hipocrisia e condenar a mulher que já sofreu bastante, sobretudo as que não têm meios, a uma situação que deveria, essa sim, ser motivo de preocupação para algumas consciências.
Por isso sou defensor do SIM á despenalização do aborto até ás 10 semanas tal como está formulado na pergunta que vai a referendo no próximo dia 11 de Fevereiro.
Convém notar que continua a ser crimimalizado fora desse periodo.

O que eu não sabia era que, tal como a maioria do povo português que é favorável a esta alteração na lei, também seremos por isso terroristas nas palavras daquele ex-membro da criminosa juventude do Hitler, de todos bem conhecida.
Pelos vistos não bastou a embrulhada em que, ainda á pouco, se meteu com os muçulmanos e em que logo a seguir "andou que nem barata tonta" a pedir desculpas na Turquia.

NB: ao clicar na imagem será redireccionado para uma página com declarações sobre este assunto.

14 comentários:

António Silva disse...

eu voto sim e vou ver se consigo lá colocar no blog esse tal banner.

Anónimo disse...

Vcs estão anos luz a nossa frente, aqui ainda estamos nos recuperando da reeleição de um apedeuta mafioso.
Eu votaria sim 1 milhão de vezes, parabéns Portugal, vcs servem de exemplo!!!
Amigo, tenho uma dívida com vc, sua gentileza denota uma amizade, e eu estou honrada de merecê-la.
Tentei o dia todo vir aqui lhe agradecer a visita, como não consegui, vc está na minha ultima postagem: "A Turma Está Com A Corda Toda".
Obrigada por tudo!!!!!

Anónimo disse...

Sempre fui favorável ao sim. Apesar de continuar a achar que deveria ser até às 12 ou mesmo 16 semanas, além de que sempre que o feto apresente problemas graves, doenças mentais, trissomias e outras ainda mais graves, deveria ser permitido abortar em qualquer altura. Boa semana

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha,

acho que no Brasil deveria haver um referendo como esse.

Portugal está na frente de nós, como disse SSRJ.

Entretanto, pelo que eu sei, Portugal é bem conservador quando o assunto é aborto não?

Será que o "sim" irá ganhar?

Abraços, Guilherme

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Eu votaria sim, mas acho que tal referendo deveria ser respondido apenas por mulheres.

andre wernner disse...

Caro Mostardinha,
Respeitando os ensinamentos espirituais em nome do Sagrado, na vida prática e diária, muitas vezes, os movimentos religiosos, ao invés de ajudar acaba conturbando ainda mais. Parece que à distância em que vivem tais senhores da realidade é aterrorizante.

Por exemplo, numa época em que a aids é uma das mais dramáticas doenças do mundo, o Vaticano, no passado recente, discriminou o uso da camisinha. Foi veementemente contra, inclusive a distribuição pública nas periferias pobres.
Como se não bastasse, disse que era a favor da vida. Ora, mas quem não o é? Só os loucos, não é mesmo? Porém, se cada ato sexual praticado gerar uma criança, num Universo de 6.5 bilhões de pessoas, já imaginou o caos a curto espaço de tempo?

Ou se não o caos pela procriação, quem sabe, a mortandade em massa pela aids, assim como já acontece na África, um dos países mais penalizados pela doença.

Os conflitos armados, o terrorismo e outras formas de violência, como diz o ilustre sacerdote, é uma questão política de falta de segurança, por um lado, e de incentivo à indústria bélica por outro, como bem se sabe. Em todo esse meandro, há os interesses inconfessáveis como, aliás, até mesmo às Igrejas do passado e do presente, também têm os seus interesses, que nem sempre o fiel e contribuinte permanente, está em primeiro lugar.

Enfim, parece, que em tudo e por tudo, tem segundas intenções. A fome que o clérigo fala, nada mais é do que a irresponsabilidade dos (des) governos. O aborto, muitas vezes está na conseqüência direta – mesmo que errado – da miséria, que muitas vezes não permite a criação de um filho com dignidade, evitando que se torne mais um marginal nas ruas, assaltando nos semáforos.

Falar do púlpito é muito fácil. Condenar pior ainda. O Poder da Igreja e o Poder do Estado – como num todo mundial – poderia unir suas forças para discutir, colocar em prática e melhor a vida dos menos favorecidos pela sorte nos quatro cantos do mundo. Mas não o fazem. A igreja fala – e acha que resolver. O Estado diz que vai melhorar, mas na prática, investe milhões nas guerras, e módicos recursos financeiros no combate a fome no mundo. Enfim, é uma permanente controvérsia secular!
Não existe, realmente, boa vontade. Existem interesses! Às pesquisas com embriões conforme já ‘quase’ exaustivamente divulgada pelos cientistas vem trazer um alento aos deficientes com probabilidades de cura. Isso também é uma forma de milagre! O milagre da inteligência ajudando a humanidade à sua própria superação.

Enfim, meu caro Mostardinha, vivemos num mundo de contradições. Parece que a lição do verdadeiro Cristo foi trocada, e a Torre de Babel voltou a imperar e não é de hoje.

Parece, também, que quanto mais conturbado o mundo, melhor para os sistemas que dele se aproveitam e se locupletam. E ao povo só cabe a esperança de dias melhores. Quando, porém, não se sabe!
Lamentável, não é mesmo?
Desculpe o tamanho. Mas dialogar é preciso.
Abs

Anónimo disse...

Olá José Alberto:

Acho que a igreja vai retroceder décadas em reformas urgentes com este papa. Desde o início sempre me fez torcer o nariz, se bem que o anterior também não era reformista e eu acho que neste momento a igreja está a precisar de reformas urgentes que a levem de encontro às mutações sociais que se vão operando...Também não me agrada o facto de ver mulheres, que porque não sabem, ou não podem, defender-se de outra forma, vão parar à prisão ou correm risco de vida por fazer aborto em situações precárias...

Bjs.

Anónimo disse...

Quase faço minhas as palavras do André, tirando as partes religiosas.

AnG - Segundo Caderno
AnG

Ricardo Rayol disse...

Mostardinha, apoio plenamente... a Igreja colabora com a miséria da humanidade repudiando métodos contraceptivos e abortivos.. cheag a ser ridiculo

Obrigado pelo presnete antecipado mas estou quebrando a cabeça ainda para coloca-lo no ar ehehehehehe

José Manuel Dias disse...

O meu voto já está decidido há muito! Porque sou a favor da diminuição do número de abortos ( oficiais e clandestinos) vou votar SIM no referendo.
Cumps

LCMarques disse...

Mostardinha

Vamos voltar a ser crianças, apesar do perigo de nos tornarmos pueris, mas vamos sonhar, sonhar e dar muitas risadas.

A vida é bela!

Amplexos...

jeremix disse...

Eu ,que sou ateu , nao consigo entender o porque de as pessaos se terem que "associar" a uma religiao, têm descontos nos bilhetes pra missa dominical?

Acho que quem quizer acreditar em deus, em extra-terrestres, na floribella, pode muito bem faze-lo "em casa", acho que nao precisa de venerar um papa, ou uma instituiçao qualquer, que sabe tanto como eu sobre o assunto(nada),apenas gostam da historia de um best-seller.

Eu ca sou a favor da despenalizaçao do aborto, assim como da eutanasia.

Vamos la ver quando é que vamos poder tomar uma decisao sobre a eutanasia.

peço desde ja desculpa se ofendi alguem com as minhas (nao)querenças.

Anónimo disse...

Que belo lugar encontrei aqui!
Decoração a gosto e assuntos de interesse.
Já me pronunciei no meu sítio a propósito da interrupção da gravidez; como diz um outro comentador, também sou a favor da eutanásia, quando decidida pelo próprio em sã consciência.
Todos temos o direito de manter a nossa dignidade até ao fim.

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ achat cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ acheter cialis france
http://prezzocialisgenericoit.net/ costo cialis farmacia
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis precio