=====================

 

Ideias para Blogger

Direito de opinião.

Written By Al Berto on sexta-feira, agosto 18, 2006 | sexta-feira, agosto 18, 2006

Salman Rushdie, escritor indo-britânico, com uma vasta obra publicada onde se destaca, pela polémica criada, o seu livro "Versículos Satânicos", a propósito da revelação feita por Günter Grass numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, de ter pertencido às Waffen-SS, o braço armado da unidade de elite do regime nazi afirmou:

- Não deixamos de ler Céline apesar de ele ter sido anti-semita quando era adulto. Não deixamos de ler Ezra Pound, que era um simpatizante nazi.

... compreende-se a posição do Salman Rushdie que é verdadeira mas, para o melhor e para o pior, ao ler um livro a experiência vivida pelo autor é sempre levada em conta... penso que isso estará fora de questão.
É também lamentável que Gunter Grass tenha escondido esse elemento do seu passado durante tanto tempo
No leitor haverá sempre um estado de espírito resultante duma opinião formada.

13 comentários:

Passarim disse...

Mostardinha,

O perigo de se ler autores sem biografia, reside na medida que um escritor forma consciência cultural, gerando princípios vez por outra destorcidos da realidade humana. É assim que se faz a contra cultura. Abs. Jarbas

Saramar disse...

Querido amigo, concordo com você.
A vida e a literatura são reflexos da personalidade e da vivência das pessoas. Não há como separar, eu creio, principalmente em escritores de obras importantes e que influenciaram várias gerações.

beijos

Amapola disse...

Se agradecer vuestra visita en mi morada.. es un agrado el que mi hostal de sensaciones y pensamientos sea un placer para vos..
te leere con detenimiento.

Amapola Palacios
@>---´{----

Sergio disse...

Realmente muy interesante tu blog, y muchas gracias por tu comentario en mi blog.
Un abrazo.
Sergio Kind

Kalinka disse...

OLÁ

Passo para desejar óptimo fim de semana.

Beijokas.

migas (miguel araújo) disse...

Caro amigo
Não temos que ler apenas o que nos toca ou com o que concordamos.
As opiniões, as convicções constroêm-se pelo contraditório, pela exclusão de partes, pela análise crítica.
É no saber excluir e filtrar o que não interessa que crescemos intelectualmente.
Cpts

José Manuel Dias disse...

Nós somos nós e as nossas circunstâncias, como referiu Ortega Y Gasset.

Abraço

Lola_Chupa disse...

Esse Rushdie é um desgraçado, ao lado do Céline, do Pound e do Grass. Teve a sorte de ser amaldiçoado por aquela praga dos ayatolahhs, que nunca mais acaba.

P.S. - 'brigado pela visita ao curral de rameiras do "Braganza Mothers", brevemente irá para os "links" :-)

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Olá...

Estive lendo os comentários sobre o Ex presidente e o atual, e os feitos... Óbvio que esse país caminha sozinho e além disso, arrasta junto os presidenciáveis, mas ainda que não se fale de nada além da postura, um ao menos estudou e sabia se portar como o homem mais importante de nosso país, enquanto o atual...
Penso que há dois brasis... Ou até mais, mas é certo dizer que não é a política e muitíssimo menos os políticos brasileiros, que levam nosso país pra frente. Muito pelo contrário!!!

E tem mais: o atual presidente é sim um ignorante, que se vangloria disso - para tristeza de todos os brasileiros com algum entendimento acima da estupidez total - e de operário, teve apenas uma breve passagem... O que ele fez mesmo, vou politicagem sindical e pelo que deu para ver, não é uma das melhores escolas políticas, mas serviu sim como uma boa catapulta...

Um lindo final de semana para ti!!!
E...a dona dos gatinhos, está em alguma parte do blog... Há um post datado de 14 de março e um outro mais atual, que deve ser do mês de maio, que tem foto minha. Vá lá e descubra!!!

Beijinhos,
Cris

Macillum disse...

Por outro lado, quanto mais livros lêmos, mais informação obtemos para construir a nossa visão de vida.
Eu já li uns quantos livros do "outro lado", expressando as maiores oposições contra os direitos cívicos naturais: só me ajudaram a conhecer melhor a visão de vida das visões de vida destrutivas.
Com isto, escolhi o meu lado da trincheira.
Leiam, p. ex., os "Protocolos dos Anciões de Sião"... querem livro mais terrivel do que este (independentemente da veracidade acerca da sua fonte)? Neste livro compreendemos um pouco melhor como funciona o pensamento daqueles que procuram poder, riquezas e opressão.

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha, eu acredito na superioridade da obra do que nas orientações ideologicas do autor. Se fossemos ler apenas o que nos agrada ideologicamente, provavelmente leriamos muito pouco. Alias, é sempre bom ler o que faz a cabeça dos outros, não?

Susana Barbosa disse...

Caro José Alberto

Um tempo que convida à leitura e à reflexão, mesmo que contraditória, porque não?

Um abraço e bom fim de semana

Ricardo Rayol disse...

O cara é um idiota. Só pq o sujeito é um brilhante qualquercoisa mas com o rabo preso com açoes e simpatias nefandas não temso que admirá-los. Jogá-los para o subterraneo do ostracismo também é uma punição e deveria ser aplicada.