=====================

 

Ideias para Blogger

Do Portugal profundo...

Written By Al Berto on sábado, setembro 08, 2007 | sábado, setembro 08, 2007


A mentira tem "perna curta"... o ditado já é velho.

Provando que o seu grau de desenvolvimento intelectual se tem vindo a ajustar aos novos tempos, os portugueses vão dando o benefício da dúvida a um governo que, "contra ventos e marés", tem lutado contra o imobilismo que, nos últimos anos, se vinha verificando em Portugal.

É um facto que os portugueses, nós todos, deveríamos estar melhor a todos os níveis.
Essa é uma pretensão de todos os povos.

No entanto, para que isso seja possível, torna-se necessário um esforço conjunto que assim permita alcançar tal desiderato.

Não se pode estar à espera dos governos como se eles fossem os "salvadores da pátria".
Aos governos exige-se seriedade, contenção, serenidade, organização... e inteligência.

"A maioria dos portugueses vêem confiando neste governo porque lhe reconhecem estes valores.

A demagogia grosseira duma oposição incompetente e sem soluções para o futuro, demagógica nas suas propostas populistas e sem qualquer sentido prático, não colhe junto dos portugueses que vêem em José Sócrates a pessoas certa para o lugar certo.

O país tem finalmente um rumo... e os portugueses reconhecem isso.

Ao governo é pedido que colabore estrategicamente na criação de riqueza, mas cabe ao tecido empresarial criar essa mesma riqueza... mais e, sobretudo, melhor.

O pais vai caminhando, devagar mas inexoravelmente, para deixar de ser o pais da subsídio-dependência.
A luta contra os corporativismos ainda existentes tem de continuar... sem tréguas.

Aqueles que entendem isso como "autoritarismo" e "prepotência" vão ter que se "adaptar" a uma governação que não cede aos interesses confortavelmente instalados.

13 comentários:

António Silva disse...

Os "velhos do Restelo" estão cada vez mais a "falar sozinhos".

Pata Irada disse...

Mostardinha
Tudo que se quer é que aqueles que nos governam sejam sérios e honestos e que tenham condições para fazer o que é necessário para o país, com inteligência e humanidade. Todos juntos e cada um fazendo a sua parte só pode dar certo.
Ontem assisti um documentário e fiquei encantada com as maravilhas de Portugal.
É lindo o teu país.
Vi Berlengas a ilha preservada, o parque Serra dos Gerês e o Douro Internacional, é assim que se chama?
Fiquei sabendo de muitas coisas que não fazia a menor idéia, uma delas é que em Portugal se fala uma língua que é uma mistura de espanhol com o português, o mirandês.
Eu que sou uma formiga, adorei saber como fazem os doces, os ovos moles de Aveiro...e o que é aquele travesseirinho com ovos moles e amêndoas?
Portugal é fantástico e as pessoas são educadíssimas. Vocês estão de parabéns.

Um final de semana "tudo de bom"!
beijos

Ricardo Rayol disse...

Isso me lembra muito um certo país sul-americano que começa com B e termina com rasil. Durante decadas a oposição falava bobagens, mas conseguiram o poder e agora as fazem. Medo, muito medo.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Silvana:

Pois, tu e a tua tradicional simpatia.
Também temos os nossos problemas.
Como se costuma dizer... "não há bela sem senão".

Também temos os nossos corruptos, pedófilos, políticos desonestos, etc. etc. ... provavelmente em menor proporção que no Brasil mas ainda assim... cá os temos.
Um já seria demais.

Sobre beleza acredito no que dizes se o vires de forma proporcional, porque quando comparados com a imensa e diversificada beleza do Brasil... é bom nem falar.

Somos, tradicionalmente, um povo pacífico e que gosta de receber bem quem o visita.

Beijinhos,

veritas disse...

É verdade. Acho que muitos já começaram a entender que temos de nos unir e fazer um esforço conjunto para a melhoria da vida do país. Os portugueses têm de entender que têm de lutar e ter uma atitude construtiva, não existem milagres nem "salvadores da pátria".Lembra-se do "Sassá Mutema"? Foi só um aparte :))

Bjs. Boa semana.

Doutroladodomar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Doutroladodomar disse...

Fico aquí, deste lado do mar a torcer por esse povo português tão querido, José Alberto. Bj!

Stella disse...

o importante é que o povo está reconhecendo as melhorias que estão sendo propostas e feitas, cabe a eles pressionarem para que o restante da sociedade participe e apóie, assim feito a oposição não terá espaço para atravancar o projeto de governo.

Anónimo disse...

Os portugueses não são parvos. Sabem que o Governo de José Sócratas está a fazer mais do que o que os antecederam para eliminar privilégios injustificados e sanear as finanças. Não é fácil!!

Cfe disse...

Sei não, Mostardinha. Eu só confio 100% no diagnóstico de médico-legista: acerta sempre!

Há que reconhecer o trabalho do Sócrates pois é muito difícil mexer com interesses instalados já que incomoda muita gente; se fosse no Brasil já tinha sido derrubado. É muito difícil avaliar com justeza se o governo poderia ir mais fundo, pois de fora é sempre fácil criticar. Só tenho uma certeza: vai ter de aprofundar mais, agora se isso vai se refletir eleitoralmente bem ou mal...

E 100 pontos para Portugal com seus novos quadros interativos nas salas de aula! É claro que não melhora o currículo mas favorece o "entranhamento" das novas tecnologias nas novas gerações, despertando a curiosidade e o intelecto. (Enquanto isso no Brasil...buaaa!)

E outros 100 no 2º lugar da Europa na desburocratização da aquisição de casa, em breve será o 1º.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Cfe:

Grato pelo teu contributo.

Espero que as autoridades brasileiras também trabalhem no sentido de tornar o teu país na verdadeira potência mundial que terá inevitavelmente de ser.

Nós somos pequeninos, a nossa "massa crítica" é pequenina e precisamos dum "irmão", grande e forte, para que nos possa ajudar.

Ao Brasil não falta absolutamente nada para que isso seja uma realidade.

Um abraço,

Cfe disse...

Mostardinha,

O que o Brasil ofereceria a meus filhos? Nasceram aqui, o mais velho tem seis anos e é benfiquista doente. Minha ascedência é portuguesa, meu irmão vem pra cá com a família. Gosto muito do Brasil, do Vasco, das praias, de dormir de janela aberta(só em apartamento), de andar descalço, mas não volto pro Rio nem amarrado: a cidade está um caos, uma favela autêntica.

Tenho plena convicção que financeiramente estaria melhor no Brasil. Mas pra que? Para levar uma bala? Para ter medo de vizinho? No Brasil tem (muita) gente que está completamente convencida de que uma colonização inglesa teria sido melhor: é desculpa pra tudo, até nos erros.
Portugal não é um paraíso, mas o Brasil é uma surcursal do inferno por mais exuberância e riqueza que possua.

Um dia quem sabe vá pra lá... Ou quem sabe vá pro Algarve...

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Cfe:

Essa história de colonização já cheira a "mofo".
E quando falam da colonização inglesa... bom nem falar.

Essa foi a colonização da pirataria mundial... e da Indonésia... e da India.

"Lindos" exemplos duma colonização "exemplar".

Um abraço,