=====================

 

Ideias para Blogger

Um tributo a Carl Sagan

Written By Al Berto on sábado, julho 21, 2007 | sábado, julho 21, 2007

Cresci a ouvir Carl Sagan.
Sempre me senti fascinado pela sua eloquência associada a uma rara inteligência.
Hoje, por razões que a própria razão desconhece, lembrei-me dos seus programas e resolvi prestar-lhe um pequeno tributo.

Ou será que a "estória" do sujeito que foi "feito do barro" faz algum sentido?



Por falar nisso, se Deus é a justificação última para a origem da existência... quem é que criou Deus?

11 comentários:

mim disse...

Que bom momento me deste agora... Estava a tentar terminar o trabalho que tenho entre mãos e, numa pausa, fui dar uma olhadela aos blogues. E salta-me este vídeo... e saltam-me as memórias todas do nascimento e da consolidação da minha paixão pela Física e pela Química... Cosmos... li, reli, é uma companhia em toda a minha vida.
Obrigada!
Tentei enviar-te um mail através do Estados gerais mas penso que não chegou ao destino. Podes dizer-me como faço para to reenviar?
E também para terminar o trabalho... porque agora só apetece navegar na memória!
Um beijo.

veritas disse...

Carl Sagan tem o mérito de cativar para a ciência qualquer mente. Desde "Cosmos" até " O Cérebro de Broca", li com deleite. Principalmente "O Cérebro de Broca" sobre o cérebro conservado de Paul Broca, um investigador do séc. XIX que foi responsável pela descoberta do centro da fala no cérebro.
Obrigada pelo destaque, vindo de alguém com o seu extraordinário perfil, dá-me força para continuar por aqui e dar sempre o meu melhor.

Bjs. Bom fim-de-semana.

João Figueira disse...

Viva. Também eu sou um grande fã de Carl Sagan. Tenho a sorte de ter a série Cosmos não só em livro como em DVD, o que dá uma perspectiva diferente das suas ideias. Confesso que ao ler o livro e ver a série Cosmos, fez renascer em mim um sonho antigo: o poder estudar o nosso universo. Sempre gostei de tudo o que tivesse a ver com cosmologia, mas Carl Sagan fá-lo de uma maneira tão apaixonada que eu próprio sinto-me contagiado por essa paixão. Esta homenagem é justa e em boa hora a fez.
Já agora, aconselho também a lerem os outros livros de Carl Sagan como Biliões e Biliões. Vão ver que não se arrependem.

Porfirio Silva disse...

Sabes uma coisa, meu Caro:
Conhecemo-nos há tantos anos e vejo que não te conhecia!
Se calhar poderás dizer o mesmo de mim. Ou se calhar, mas nesse caso infelizmente, não (por culpa minha, que não te surpreendo).
Abraço.

Ricardo Rayol disse...

Está aí uma coisa que também gosto, cresci também acompanhando o trabalho dele e o filme Contato, baseado em uma de suas obras é muito interessante.

Yvonne disse...

Querido, estou muito triste com esses últimos acontecimentos no meu querido país. Beijocas

Stella disse...

Carl Sagan trouxe a ciência para mais perto do povo

quanto tua pergunta a minha resposta é:criaram os deuses para imporem regras e aplacar o medo do desconhecido

JotaCê Carranca disse...

Carl Sagan sabia falar de coisas complicadas com palavras simples. Com ele, o cosmo, era um virar de esquina.
Bem lembrado, para não variar.

Abraços

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Programas de TV inteligentes e instigantes.

Livros ótimos, claros e acessíveis, sobre ciências.

Um dos melhores romances que li na vida, Contato.

Um filme ótimo que seguiu o romance.

Uma vida em prol da ciência e mais que isso, em prol de divulgá-la para o grande público.

Carl Seagan foi um dos grandes cientistas da história não pelas suas descobertas, mas por aumentar o sentimento de importância da ciência entre nós!

Pata Irada disse...

Oi Mostardinha
Legal essa homenagem a Carl Sagan que por "razões que a própria razão desconhece" te fizeram lembrá-lo.

por falar nisso,
o homem feito de barro não está de acordo com a idade mental da humanidade na época que foi escrita?

Quem criou Deus só pode estar acima dele, portanto, não tenho dúvidas que aqui no Brasil, foi o PT.

Um beijão.

Pedro Link disse...

Viva José Alberto.

Carl Sagan foi enorme!
Sempre defendeu a necessidade da promoção do pensamento crítico e racional, sem misticismos.
Li o seu livro “Cosmos”vezes sem conta.
Era uma pessoa que parecia entender de tudo, tal o seu a vontade em qualquer conferência. Era capaz de discutir detalhes sobre moléculas orgânicas e a origem da vida, ou lançar uma discussão sobre política.
A sua passagem pela NASA foi importante e quando morreu, alguém disse:

“O mundo da Astronomia ficou um pouco mais pobre, mas o céu, sem dúvida alguma, ganhou mais uma estrela.”

Abraço