=====================

 

Ideias para Blogger

Maldita nicotina.

Written By Al Berto on terça-feira, junho 26, 2007 | terça-feira, junho 26, 2007


A maioria dos europeus apóia a proibição do fumo em lugares públicos, segundo um estudo da União Européia divulgado ontem.
A pesquisa também mostra uma estabilização no número de fumantes, apesar de mais de meio milhão de pessoas morrerem devido ao consumo de cigarros no Continente.

As políticas para eliminar o cigarro nos espaços públicos e locais de trabalho nos 27 países da União Européia têm o apoio de 88% dos europeus, de acordo com um estudo do esta pesquisa da Comissão Européia.

O estudo mostrou que um em cada três europeus declara estar exposto ao cigarro durante o trabalho, com porcentuais que variam segundo a profissão.

Segundo números da comissão, 650.000 pessoas morrem anualmente na União Européia em decorrência do tabagismo, enquanto que outras 80.000 são vítimas do fumo passivo, o que torna o vício a causa de doenças e mortes prematuras com mais possibilidades de ser evitada.

Especialistas acreditam que 25% das mortes por cancro e 15% do total de mortes poderiam ser atribuídas a esta dependência da nicotina.
A cessação tabágica levaria a uma redução de 5,8% nas taxas de mortalidade em Portugal.

A OMS-Organização Mundial de Saúde apela, no mínimo, á proibição ao fumo em restaurantes e recintos públicos fechados.

... ontem já era tarde!

13 comentários:

guilherme roesler disse...

Mostardinha, não sei se concordo contigo.

A imagem é repugnante, pois as crianças não tem ideia do que estáo fazendo (pelo menos acredito), mas em relação aos adultos, não creio que assim seja.

Proibir o fumo entre os adultos significa dizer que o governo quer trazer para si as responsabilidades que uma pessoa voluntariamente assume.

Não creio que seja a solução.

Hoje é o fumo a ser limitado, amanhã poderá ser os livros, a divulgação livre de idéias.

Maria Valadas disse...

Eu concordo contigo José Manuel,

Ver uma criança a fumar... é a decadência do ser humano!

Claro que a criança.. está alheia aos perigos que a rodeiam!

Nós...os adultos... e com tantos meios de comunicaçõa social a alertar para o perigo do tabagagismo.. só fuma quem quer!

Infelizmente, no meu agregado familiar,,todos fumam menos eu!

Mas ao pegarem num cigarro perto de mim... é como se eu tivesse a inspirar todo aquele fumo!

Nais um texto... de grande informação!

Beijo

Maria

Ricardo Rayol disse...

Não sou europeu e também apoio apesar de ser um dos imbecis que fumam. Vai entender.

Doutroladodomar disse...

Oi,José:
Acho válido a existência de regras e proibições para o convívio entre fumantes e não fumantes apenas,pois ninguém é obrigado a fumar sem ser fumante. Agora ,proibir sumariamente acho bobagem,conscientização e informação é o caminho , no mais , cada um é livre para optar as formas prediletas de prazer. Bj!

Stella disse...

fumei por muitos anos, inclusive na minha primeira gravidez. ato estúpido! parei 3 anos voltei e agora já são 4 anos que não fumo mais.
sou a favor da proibição mas não admito perseguição.
quanto as crianças a lei é clara: é proibido vender cigarros aos menores, que se cumpra a lei! e educação é fundamental.
(incluo também o álcool)

melga meiguinha disse...

Concordo consigo em género, número e grau.
Sou das pessoas que sofrem com o cigarro dos outros e revolto-me sempre.
Tenho asma e você não calcula o que é sair de casa bem de saúde para almoçar com a família e voltar doente porque o vizinho que estava ao nosso lado no restaurante não sabe o que é o civismo ou os direitos do próximo.
Palmas para toda e qualquer lei anti-tabágica.

Beijocas.

José Alberto Mostardinha disse...

Vivam:

Pois... isto é tudo muito "democrático" mas o facto é que se a lei não for rigorosa e aplicada... ninguém cumpre.

Isso já está mais do que provado.

Não há qualquer perseguição na lei, isso é subverter as situações, os fumadores irresponsáveis é que perseguem quem não está interessado em fumar... do seu fumo.

A natureza humana foi criada no pressuposto da ausência deste vício e não o contrário.

ahh!!!!... já esquecia... eu sei bem do que falo porque já cheguei a fumar quase 2 maços de cigarros por dia... já tive, portanto, a minha dose de irresponsabilidade.

Anda para aí a moda do "Blogue com Tomates" (até eu já fui indicado pelo meu amigo Cleber)... mas, de facto, ter verdadeiramente "tomates" é... deixar de fumar.

JotaCê Carranca disse...

(Anda para aí a moda do "Blogue com Tomates" (até eu já fui indicado pelo meu amigo Cleber)... mas, de facto, ter verdadeiramente "tomates" é... deixar de fumar.)

olha amigo, ainda há dois minutos deixei de fumar...
infelizmente deixo de fumar muitas ezes por dia... e nunca mais definitivamente, tambem quando for para o crematório não irei saudável...
Mas falando mais sério, estou plenamente de acordo com a proibição do fumo em lugares publicos e fechados, mesmo sendo fumador de 40 cigarros dia.


Abraços

Patacoadas do Cleber disse...

Desse vício eu escapei. Passei ileso na juventude pela propaganda do cigarro e hoje que tenho um filho me sinto privilegiado de não dar esse mal exemplo pra ele.

Lana disse...

Olá mostardinha,
melhor do que isto só mesmo uma receita feita por mim ... a ver no sitio do costume...
bom mas deixemo-nos de brincadeiras ... como isto é possivel e horrivel não tem explicação.
O estados vão geralemnte mal ...
1 sorriso mto luminoso e até breve
Lana

Lusófona disse...

Sofro muito com o tabaco, pois tenho rinite alérgica, e sempre trabalhei com alguém que fumasse, é horrível. Acho o fumante inconveniente, e acima de tudo um [des]respeitador à saúde alheia.

Uma vez fui jantar num restaurante e não conseguia sentir o cheiro da refeição, era só tabaco..

Gostei do blog :)

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Comecei a fumar com 13 anos. Na época não sabia onde estava me metendo. Estou usando um novo medicamento que custa os olhos da cara, pois amigo, o vício pelo cigarro é pesado. Acho que nenhum viciado fuma por falta de vergonha na cara ou culhões para parar de vez.
O interessante é que no governo brasileiro passado chegou-se a conclusão que pagar até mil reias (cerca de 300 euros ) em tratamentos para abandonar a dependência ficava mais barato do que bancar o tratamento de câncer. Porém isso foi cortado no atual governo. E é uma pena, pois estou conseguindo não fumar pela primeira vez depois de 10 tentativas frustradas e essa verba é exatamente o preço desse medicamento. No meu caso eu ainda posso pagar com certo esforço , mas e quem não pode?

Gostaria de pedir que divulgasse uma barbaride que está ocorrendo aqui no Brasil, para ver se desta vez não acaba em impunidade. Dê uma olhada no blog do serjão http://serjaocomentadoceu.blogspot.com e no Ricardo Rayol para se inteirar do assunto.

Grande abraço.

Thunder disse...

Eu acho que devemos fazer de tudo para ter um ambiente mais saudável. Não só nas questões do fumo de tabaco, mas também em outras fontes de poluição.

Sinceramente, não gosto nada do fumo de tabaco e fico incomodada quando estou em restaurantes e/ou pastelarias e "comer" fumo!

Fico mais indignada, quando as pessoas fumam para cima dos próprios filhos ou outras crianças!

Há falta de civismo.

Beijos.