=====================

 

Ideias para Blogger

Assim não dá... vou emigrar!

Written By Al Berto on segunda-feira, janeiro 22, 2007 | segunda-feira, janeiro 22, 2007


Um Cónego, de seu nome Tarsício Alves, da paróquia de Castelo de Vide, Portalegre, distribuiu hoje o Boletim Paroquial em que refere que as mulheres que cometem o aborto estão impedidas de ter um funeral religioso invocando, para tal, o cânone 1184 do Código Canónico.

Segundo o Cónego, o funeral eclesiástico é um sinal da plena comunhão e quem comete um aborto incorre automaticamente numa excomunhão, a mais pesada das censuras eclesiásticas.

Já na última edição de 2006, do folheto que publica semanalmente, este Cónego pôs à "reflexão" dos fiéis cinco casos reais da vida concreta e num deles pergunta se recomendaria o aborto a uma jovem grávida e não casada.
Sabem, os meus caros amigos, o que ele escreveu como adenda á pergunta?

- "Se respondestes Sim, terias morto Jesus Cristo".

E, conforme reportagem da TV, trata de fazer a apologia do não ao próximo referendo durante o culto religioso o que é proibido, e punido, por lei.

Mas eu até nem digo mais nada, só gostava de saber a opinião dos meus caros leitores perante casos destes... em pleno Séc.XXI.

24 comentários:

Augusto Marques disse...

Este padre é que já está excomungado na sua consciência.

Stella disse...

por isso que sou atéia

Anónimo disse...

Agradeço profundamente a sua participação em Bancada Directa, pois Estados Gerais, sem qualquer tipo de retribuição é uma referência para mim, e por isso, obrigada,o qual também não posso de me deixar sensibilizado, pelo meu humilde blogue estar referenciado no 'Blog da semana', no respectivo Estados Gerais, onde a inteligência que partilha é de louvar nos dias que correm.

Quanto ao Aborto, penso que dizer mais, seja destoar do que ambos partilhamos nesta questão e por isso, os meus parabéns, pela sua forma de estar do qual me sinto perfeitamente integrado.

E quanto a este Sr.Cónego, penso que o melhor a dizer será: cada um é responsabilizado pelo que diz, e que tome de consciência cada um dos seus actos no culto que pratica.

Abraço e Um Bem Haja

Giulia disse...

Imigrar, José Alberto?... Qual o planeta? rs

Yvonne disse...

Esse assunto é muito delicado para mim, até demais, por isso não farei comentário algum para manter a minha saúde mental. Beijocas

Pata disse...

Oi Mostardinha
Sou cristã, sem religião.
Acredito em Deus, mas não acredito nem confio em templos.
Acho que nenhuma religião deveria julgar seus crentes.
Casos como este mostram que a Igreja quer uma posição acima de Deus.
Entre o ser humano e Deus não deveria existir intermediários, aqui no Brasil, usamos a palavra "atravessadores", então...

ENTRE DEUS E O HOMEM NÃO DEVE EXISTIR ATRAVESSADORES

Uma boa semana e um grande beijo da pata.

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostradinha,

Esse padre tem a mentalidade da idade média. É assim que se freia a evolução da espécie humana.

Quanto ao comentário lá no meu blog, concordo com você. Com uma trupe de basbaques como esta, a América do Sul está a deriva na história. O mundo todo está se organizando emquanto os pamonhas brincam de generais e poderosos.

Aproveito para convidá-lo a conhecer o blog http://movimento-evolucao.blogspot.com
Uma iniciativa nossa para tentar restaurar a ética no Brasil.

Repare que ao invés de Revolução escolheu-se evolução. Revolução é coisa do passado.

Esperamos seus brilhantes comentários.

Um grande abraço.

Anónimo disse...

Desse quadrante já nada me espanta, por essas e por outras que a Igreja está na miséria que está. Boa semana

Alexandre disse...

Eu sempre desconfiei que este problema da Igreja com a questão do aborto tinha a ver com Cristo.

Realmente, uma coisa leva à outra: a própria concepção de Cristo não é lá muito... católica!

Por mim, acima de tudo está o respeito pelas mulheres e principlamente o apoio que a sociedade lhes deverá dar - afinal um ser vivo a mais é uma mais-valia para a sociedaade (ou deveria ser) - porque o companheiro geralemnte é o primeiro a ... fugir!!!

Um abraço!!!

António Silva disse...

este padre e outros como ele são "cartas fora do baralho".
ninguém liga nenhuma a estes idiotas.
volto a repetir que, o que é verdadeiramente importante, é que niguém fique em casa e todos cumpram o seu dever cívico de ir ás urnas no dia do referendo.

Anónimo disse...

Não têm sido as religiões as causadoras das maiores atrocidades?
Cpts e Boa Semana.

Anónimo disse...

A ignorância não escolhe onde calha - cada um é que escolhe ser ignorante e esse deve ter escolhido em duplicado.

Não votarei porque 'imigro' a 31 de Janeiro, não sabendo quando ou se volto (isto a propósito do título deste post e por ser verdade)
Abraços

Anónimo disse...

Olá!

Acho absolutamente castratório. Funciona como uma ditadura que precisa das pessoas com os horizontes cerrados , pouco esclarecidas, com a visão toldada para assim não reflectir, nem expandir sentido crítico que as faça pôr em causa os preceitos da instituição...
Achei muito pertinente o seu comentário no meu blogue, pois lança a questão da segurança no trabalho. Com a visão prática e alargada que tem das questões a que se dedica, acho que seria bom um post seu esclarecedor sobre essa matéria. É uma sugestão.

Bjs. Boa-semana.

Cris disse...

Querido amigo... A opinião da igreja e de seus padres ( que nunca deixaram de ser e muitas vêzes praticar o lado homem - se é que me entende ) , pouco importa hoje...é inócua, é só dar uma observada no crescimento de "bispos"das igrejas universais da vida. O buraco é bem mais embaixo ( literalmente ). Minha opinião se aproxima muito da tua e agora (graças ao teu sítio ) do meu novo e querido amigo Pedro Souza . Pessoalmente não faria , por acreditar em comprometimento e em responsabilidade dentro da fé espiritualizada que tenho .Mas acho também que cada um tem que ter domínio e autonomia sobre o próprio corpo. Vejo como grave problema moral , ético, social, etc..uma mulher que engravida como consequência de um estupro, manter uma gravidez indesejada, gerando um ser sem amor , com total desprezo, por ex. Acho mesmo que o aborto deva ser livre ,em hospitais , higienicamente , acessível a qualquer bolso e não só aos ricos, porém com critérios , não é só chegar no balcão e solicitar "o serviço ". Acho também que nenhuma sociedade deva se calar frente a uma oportunidade dessas de manifestar-se e decidir os rumos de seu país , do seu povo. É omissão imperdoável. Obrigada pelo carinho de sempre.Grande beijo.

Ekilibrus disse...

BIll Clinton sintetizou de uma forma exemplar o propósito da despenalização do aborto " Vamos permitir mas tornar raro e seguro".
Cumprimentos

jeremix disse...

Quem quer abortar não vai deixar de o fazer por ser ilegal, quem quer abortar provavelmente ja passou pelo suficiente para nao kerer saber para nada,se é excomungado ou não. quem liga a esse padres sofre de uma terrivel falta de visão do que é o mundo real.

Acordem!!!

fiquem bem:P

Patacoadas do Cleber disse...

JAM, acho lícito que todos (os dois lados) possam colocar seus argumentos nessa questão. O duro na igreja, é que na falta de argumentos mais lógicos, ela parta para a sua velha fórmula: a disseminação do medo.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Cleber:

O problema é que não é só jogar com o medo.
Eles pretendem ir mais além e prejudicar mesmo a pessoa que deles possa divergir na análise, seja desta ou de outra matéria.
Não são só os fundamentalistas muçulmanos, tão criticados por eles, que são perigosos.
Estes, á sua maneira, também o são.

Um abraço,

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha,

são criaturas como esta que tornam o mundo cada vez mais sombrio.

Abraços, Guilherme.

Anónimo disse...

desculpo-me no que concerne à ausência mais ou menos prolongada das visitas habituais, no entanto o tempo corre e eu tento sem qualquer sucesso chegar primeiro...
Agradeço o carinho dos teus comentários e das tuas visitas semanais aos meus espaços, és sempre bem vindo.
obrigado.
beijos e boa semana

Jonice disse...

Mas se emigras desfalcas teu país de alguém que vê com lucidez absurdos como o que descreves.

Hoje meu post é a favor de uma causa.
Se quiseres dar lá um pulinho ...

Beijinho

Ricardo Rayol disse...

Nada como lutar pela perpetuação da miséria. Não sei aí, mas aqui com tantas opções de ganho de dinehiro fácil fazendo filhos e o despreparo para o trabalho as classes menos favorecidas reproduzem-se como hamsters.

SaltaPocinhas disse...

Que a mãe dele devia ter abortado??

Ou então: se recebesse 5 euros por cada aborto feito de mulheres que engravidaram de padres era capaz de não ter de aturar mais a minha querida ministra!!

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ commander cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ prix cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis italia
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis