=====================

 

Ideias para Blogger

Idiota... com as letras todas.

Written By Al Berto on segunda-feira, outubro 09, 2006 | segunda-feira, outubro 09, 2006

Este sujeito foi eleito á risca (menos de 4% de diferença para o segundo candidato mais votado) e lamentavelmente.
Como é possível uma população esclarecida eleger um sujeito "metido á besta" como este cujo comportamento é, sistematicamente e no mínimo, estúpido.

Depois de nos "brindar" com "a canção do bandido" já aqui referida e as "protuberâncias" que já teve na testa, o "chico-esperto" ataca de novo nesta entrevista metendo "os pés pelas mãos" (sabe-se que Lula não compareceu no referido debate), faltando ao respeito e á ética social.
Definitivamente, apesar do sorriso "manso", o brasileiro mais parecido com o incompetente, malcriado e irresponsável que temos na Ilha da Madeira.


Foi este sujeito eleito senador do meu querido Brasil.
Não há pachorra.

12 comentários:

Anónimo disse...

Pena não estar mais um pouco da entrevista...

Um abraço

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Não é preciso, melhor, eu não preciso, os exemplos anteriores dados e aqui referidos são exemplares.
Verifica que a sua falta de sentido ético e anormal até conseguiu confundir a jornalista.

Um abraço,

Stella disse...

pelo menos os paulistanos e paulistas se livraram da ex-esposa Marta Suplicy
postei minhas impressões sobre o debate:-)

blogdopatrick disse...

José Alberto

O senador Suplicy é respeitado em todo o Brasil, tanto por seus colegas de partido como também pela oposição. É um homem integro!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Patrick:

Oopps!!! já não percebo nada outra vez.
Apesar de não ser a questão de integridade que está em causa, desconheço, fico perpelexo com esta embrulhada que é a política brasileira.

Mas a acreditar no que dizes já me convences-te, o Suplicy apoia o seu "querido amigo" Lula portanto eu voto Lula... deve ser isso que queres dizer meu caro Patrick.

É que cá em Portugal há um ditado que diz:
"Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és".

Um abraço,

PS: O que está em causa é a sua postura no debate político com grande propensão para uma encenação estúpida e nada ética.
Um político responsável não se põe aos urros "armado" em cantor, não conta anedotas estúpidas e sem gosto nem imaginação e, quando perante os seus eleitores, porta-se civilizadamente, particularmente na TV.
Não é isso que uma vez mais se vê neste trecho de video da entrevista.

Carnaval tem o seu tempo... está devidamente assinalado no calendário.

Um abraço,

Susana Barbosa disse...

Acredite José Alberto, como este existem no Brasil às centenas...

Um abraço

Ricardo Rayol disse...

Mostardinha, se elegem Collor, Maluf e afins re-eleger esse sujeito não é nada demais.

Passarim disse...

Mostardinha,

Aqui temos temos políticos de todas as cores e para todos os gostos. Mas a nossa preocupação no momento é outra. A propósito do debate deste domingo que passou, existem duas formas de vê-lo. Uma como quem está reportando e comentando os fatos e outra como analista político que comenta as conseqüências, fazendo juízo de valores. São dois jornalistas produzindo a mesma notícia de ângulos diferentes. Essa é uma característica do jornalismo em todo mundo. O que não perdoável é um jornalista se sujeitar a fazer jornalismo de empresa, do patrão, ai a coisa se complica, se confunde com a imprensa "marrom", servindo a interesses governamentais e/ou econômicos/financeiros privados com propósitos intervencionistas. Abs do Jarbas do Brasil.

Cfe disse...

Mostarinha,

Nem vi o vídeo porque eu não suporto ver o Suplicy falando, portanto não sei o que fez, nem quero saber. Em anterior post sobre essa figurinha, eu visionei o conteúdo porque a imagem estava desfocada e não o reconheci de início.

Mas cantar, contar piada e outras cositas mas fazem parte da expectativa do imáginário coletivo do povo, acerca do político brasileiro.

Políticos como o Cavaco ou Sócrates seriam considerados uns chatos no Brasil.

O importante é ser simpático, popular, seja de que maneira for: o nosso guia por exemplo esmera-se em falar a língua do povo. Você acredita que uma pessoa que é candidato profissional a presidente, há vinte anos (!), sem trabalho fixo, que se encontra sempre com professores, empresários, intelectuais, não consiga adquirir uma linguagem apurada gramaticalmente (ou próxima disso)?

Eu não acredito, por isso sempre disse que esse homem é um mito. Muito, muito antes de terem coragem de usar essa palavra para identifica-lo.

Sabem porque insistem nessa questão da honestidade e integridade do senador paulista? Porque ele adota um discurso políticamente correto: foi por exemplo o primeiro ( ou que deu mais destaque) a questão da renda mínima garantida.

Em Portugal, ou em outro qualquer país europeu, uma figurinha dessas ou seu chefe Lula não sobreviveriam politicamente porque os jornalistas e eleitores são mais inquiridores e não se contentam com respostas evasivas e superficiais.

Em tempo: eu sempre apoiei o Alckmim, antes mesmo da disputa com Serra. Mas não é que o "bicho" saiu melhor que a encomenda? É uma qualidade impar, encontrada em poucas pessoas aquela capacidade de auto-domínio e incisividade sem agressão. Nunca tive essa certeza interior acerca de um político brasileiro: temos aí o líder. Seria ótimo se fosse eleito.

Kafé Roceiro disse...

Amigo,
Apesar de ser do mesmo partido de Lula, Suplicy é um homem íntegro e respeitado por todos os brasileiros. Sua ex-mulher sim, é da laia de Lula.

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Veja você onde o Enéas chegou : Senador!!!
Um lunático reacionário como ele que todo mundo começou a votar só de gozação. Fora Clodovil,Maluf e Celso Russomano que não passa de um repórter sensacionalista.

Quanto ao Suplicy que vá a merda,com o perdão da palavra, não caio mais nessa de aparencias, é um pilantra com ligações lulisticas.

Um abraço.

CarpeDiemBeHappy disse...

Há cada embrulhada...são todos do mesmo saco.

Gostei da comparação ao outra da ilha da madeira:):)

beijos