=====================

 

Ideias para Blogger

A Paz é possível... - Peace is possible...

Written By Al Berto on domingo, setembro 10, 2006 | domingo, setembro 10, 2006





Sobre a segurança no mundo uma entrevista para lêr e reflectir aqui.

26 comentários:

Cristina disse...

Linda a tua homenagem ao dia 11 de Setembro.
:)
beijinhu

AVC disse...

Parece-me essencial combater as causas do terrorismo e não o terrorismo com mais “terrorismos”. Neste mundo tudo gira à volta do princípio causa e efeito, portanto, eliminando a causa não surge o efeito, óbvio não é? Bem a mim parece-me que assim é, contrariamente à maioria das opiniões generalizadas que defendem aspectos mais ou menos bélicos ou de policiamento e segurança que, conforme referi, não eliminam as causas reais dos terrorismos, mas apenas adiam o problema e talvez até estejam na origem de mais atentados. As relações entre os países ricos e os países pobres têm forçosamente que ser revistas. Tem que ser eliminadas as assimetrias sob pena de estar no horizonte um futuro sombrio para o planeta. Estas é que são, do meu ponto de vista, as verdadeiras questões, tudo o resto são tretas e aspectos superficiais.

Cumprimentos.

António Silva disse...

que mais justiça no mundo traga mais paz.
bonita homenagem.

Augusto Marques disse...

Sempre que aqui venho fico surpreendido pela qualidade apresentada.
Que o mundo jamais assista a acontecimentos semelhantes com a morte, imperdoável, de inocentes.

Robbie disse...

Forgive me but I don't read Portugese and Google didn't translate it very well. What I comprehended of the article seems to be quite true. We, the US, need to stop strong-arming the rest of the world into seeing things our way. Unfortunately, everything seems to be a power struggle of which I have no power in. I believe peace is possible but my faith in it occurring any time soon fades more and more each day. Peace to you and yours, at the very least.

AC disse...

Bom dia JA. O mundo guerreia-se desde o início dos tempos. É bonito dizer-se que a paz é possível mas, creio que os Homens ainda não atingiram o nível de inteligência colectiva que permita efectivamente que vivamos em Paz.
Por enquanto, a guerra é um negócio demasiado grande e lucrativo para que se acabe.
Boa semana.
Cpts

Jorge Ortolá disse...

Olá José Alberto,

Quantos mais 11 de Setembro serão precisos para que finalmente se cumpra a letra de John Lennon "Imagine"?

Sou contra toda a forma de terrorismo, incluíndo aquela que a Administração Busch tem feito ao seu povo... o Terrorismo do "medo".

Aproveita-se disso para "manipular" as mentes da terra do Tio Sam e assim levar os seus "joguinhos" de gerra avante.

Notas alguma melhoria no Iraque? Achas que aquele povo é mais livre?

Se era para tirar Sadam do poder, então bastava enviarem as suas tropas especiais "Seal" e fazerem o homem desaparecer.

Lamento as mortes provocadas pelos ataques terrorista, mas também lamento as mortes dos soldados que já tombaram no Iraque e outros pontos, assim como lamento a morte dos inocentes iraquianos e outros.

Um abraço e viva a PAZ

efe disse...

Mostardinha,
Esperava mais...mais do que uma entrevista com o conhecido agente da CIA iraquiano Allawi discretiando sobre este 11 de Setembro...
De ti seria mais legítimo e nobre esperar uma homenagem a um 11 de Setembro em que há 33 anos afundaram o Chile, numa conjugação assustadora de militares fascistas e agentes da CIA.
Esse 11 de Setembro não custou apenas 2990 vidas - custou mais de 50.000 vidas de Chilenos entre as quais a do seu presidente, o socialista Salvador Allende.
efe

!Ya No Mas! disse...

Thank you for stoppin by my page...In my personal memories i will never forget this day sept.11. your homepage dedication to 9-11 is awesome.Peace my friend

woman's secret disse...

no onze de setembro apenas o silêncio...

Uma nova semana tomou o seu lugar, o tempo esse corre sem parar...
Bjx e boa semana

CarpeDiemBeHappy disse...

11 de Setembro, uma data a não esquecer para que todas as pessoas tenham a consciência de que temos que lutar por um Mundo melhor, um Mundo de Paz e Amor.
Conseguir a tão desejada Paz é dificil, mas acredito que ela exista!Temos que aprender a respeitar as difenças entre povos, paises e não fazer do terrorismo um negócio.
bjs

Kalinka disse...

Olá J.A.Mostardinha

Esta noite, já depois das 00.00h estive a postar e tu já lá foste comentar sobre os meus defeitos.
No entanto, estava a pensar quem iria abordar novamente o 11 de Setembro, hoje?
Eu não o quis fazer, julgo que já chega as televisões explorarem as terríveis imagens, sempre...

por exemplo, a minha neta não era ainda nascida, e hoje, com 3 anos e 11 meses tem quase que forçosamente VER estas imagens horrendas...não concordo!
As crianças têm muito tempo, para durante a sua Vida, ver tantos horrores, mas, todos os canais de TV dão as imagens vezes repetidas.

Lamento as mortes provocadas pelos ataques terrorista, mas também lamento as mortes dos soldados que já tombaram no Iraque e outros pontos de guerra.

Beijos com ternura.

Guilherme Roesler disse...

Mostardihna, bonita homengem para os que morreram o dia de hoje no WTC. Abraços, Guilherme

Kafé Roceiro disse...

Amigo, citei você lá no Blog hoje em relação ao 07 de setembro. No mais bela homenagem, porém acho que pensamos de maneiras diferentes sobre certos assuntos. Mas mesmo assim te considero muito!

José Alberto Mostardinha disse...

Caro Kafé:

Em relação ao que dizes, "...pensamos de maneiras diferentes sobre certos assuntos", acho isso muito estimulante.

Pessoalmente não me agrada muito o unanimismo.
Normalmente ou é por imposição... ou por imbecilidade.

Como não gosto nem de uma coisa nem de outra só me resta dar-te os parabéns pelo que disses-te pois essa também é a minha opinião.

A consideração pessoal não tem nada a ver com esta diferença de pensamento... está acima diso.

Um abraço,

veritas disse...

Olá José Alberto:

É sempre bom repetir que admiro a sua sensibilidade. Isso, a meu ver, torna-o uma pessoa diferente das demais. Paz? É aquela palavra tão preciosa, com um significado tão almejado, porque paz não significa, necessariamente, ausência de guerra...é bom reflectir nisto...

Bjs.

Nick!! disse...

JAM,

Respondendo a sua pergunta deixada em meu blog, lá tem vários links para blogs em apoio ao governo Lula.

Quanto ao 9/11, entendo que a resposta dos EUA é coerente com a tradição americana de intervencionismo militar em países considerados fracos. Com o fim da URSS, que dava sustentação aos países socialistas, o perigo comunista deu lugar ao perigo muçulmano no principal motivo para o governo americano remexer a vida particular dos cidadãos americanos e influir na política dos países considerados "imaturos" politicamente.

Luna disse...

Bonita a tua homenagem, não tenho a formula, mas penso que não podemos procurar a paz contrapondo a violência .
beijinhos

JotaCê Carranca disse...

A paz é sempre possivel desde que o Homem lute contra a sua fragilidade beligerante. Todo o Homem sente necessidade de lutar. Saudavel mas infeliz quando o faz

Passarim disse...

Mostardinha,

Essa guerra tem que acabar, já dura mais de 3000 mil anos. Alguém precisa mostrar a luz para os conservadores e para os xiitas. Abs. Jarbas do Aparte.

Poemas e Cotidiano disse...

Jamais esquecerei esse dia. Ficou marcado na minha memoria de uma forma tao intensa! Estava trabalhando, e de repente todos nos corremos para a sala de conferencias, televisao ligada, ouvindo o Presidente gritar! Ficamos boquiabertos olhando para tudo aquilo, como se fosse um filme, e que de repente o SuperMan fosse chegar, voar, salvar todo mundo.
Foi horrivel. Foi simplesmente horrivel. Uma marca que ficarah para sempre no coracao humano.
Quando fui em Washington visitei o Museu onde fizeram uma sala especial para o dia 11 de setembro. La fiquei horas, lendo depoimentos escritos, vendo pedacos de roupas de pessoas que morreram, herois bombeiros, policias, vi fotos de criancas que nao vou esquecer nunca mais.
Este eh um dia de profunda reflexao.
Lindo o que voce fez no seu Blog.
Um beijo
MARY

migas (miguel araújo) disse...

Meu caro amigo.
Nesta questão, mesmo com o meu fervor (mais ou menos grande) católico, sou extremamente, se quiser mesmo, fundamentalmente céptico.
A paz não é possivel.
Os homens são impossíveis.
Não pensam da mesma maneira, não têm as mesmas convicções, as mesmas filosofias de vida.
O mundo não tem os mesmo interesses.
Por isso a Paz, não é, nem nunca foi possivel.
A história passada prova-o desde o início do Mundo.
A história presente prova-o.
Cumprimentos pacíficos, meu caro

Susana Barbosa disse...

Caro José Alberto

"Acredito que a paz é possível, sim".

De resto, importa sempre lembrar... para que não caia no esquecimento, a brutalidade! Os homens podem ser seres de bom senso e capazes de construir um mundo melhor. Basta acreditar!

Um abraço

Maine Stay Inn disse...

On this somber day of remembering the victims and the heroes of September 11, 2001, I wish all peace and goodwill.
We are all brothers or sisters.
George

Cfe disse...

Mostardinha, existe um certo consenso por parte das pessoas que tem como princípio o ser contra a guerra, de que a diferença de riqueza é o motivo gestacional do terrorismo. Até posso entender esse raciocínio mas não concordo de maneira alguma. Terrorismo e guerra há entre grupos opositores que possuem muitas vezes o mesmo nível de riqueza (ou outras quaisquer características similares ou iguais). Existem vários exemplos em que a motivação para a violência não é essa, claramente. É extremamente difícil contornar o antagonismo existente entre o Islão radical e os EUA. Pode-se imaginar muitas soluções mas nenhuma até agora foi considerada unânime. Os EUA, ao invadirem o Iraque,pensaram ser possível introduzir um sistema democrático representativo para haver maior liberdade num país árabe. Supunham ser possível um efeito de contaminação. Seu maior erro foi deixar de lado toda e qualquer estrutura governtiva existente. Quiseram começar tudo do zero, achavam que não seria possível cooptar a estrutura e transforma-la; teria sido preferível uma transição suave à espanhola. Essa convicção que eu já possuia, aprofundou-se quando vi, na TV, alguns membros do Baas tentando controlar os saques que seguiram a invasão, confirmou-se ali um exemplo de que estavam a serviço da comunidade e apenas obedeciam ao regime instituído - por mais detestável que fosse. Uma vez destruído o edifício governativo interpuseram-se essas forças terroristas, que destroem ou tentam destruir as fundações de um novo modo de governação. Passaram 5 anos da destruição dos prédios nos EUA, ainda só existe um buraco, uma espécie de vácuo, um vazio não ocupado por nova ou nenhuma construção.Infelizmente o mesmo se passa no Iraque, em relação a democracia. Passado a invasão, o momento é de construir e cooperar para o bem-estar dos irquianos e não de regozijo pelo atoleiro americano, porque a fazer isso, e muitos fazem, apenas mostra a mesquinhez e antevê a falta de argumentos perante uma eventual ação futura de guerra contra a qual não se concorde (vinda de qualquer um).Antes que alguem conteste a adjetivação dos combatentes de terroristas, é melhor esclarecer como podem forças de "libertação" ou "resistência" matar aquele a que se propõe a defender: a população.
Uma pergunta ao EFE que não tem nada a ver com o assunto em questão: onde, cargas d`água, foi buscar o dado de que 50.000 chilenos foram mortos pelo regime de Pinochet? Respeitosamente, Cfe

Macillum disse...

Opa... mais umas raminhas de oliveira maçónicas... sim,este blogue deve ganhar o concurso de blogues, uma vez que faz tanta publicidade à mentalidade maçónica das Nações Unidas... fala bem, até certo ponto, quando começa a revelar tendências exclusivistas e fraternas (para quem pertence à fraternidade)