=====================

 

Ideias para Blogger

Dupla portuguesa descobre «molécula destruidora».

Written By Al Berto on quinta-feira, setembro 07, 2006 | quinta-feira, setembro 07, 2006

Cecília Arraiano e Maria Arménia Carrondo, duas cientistas portugueses, descobriram como funciona uma enzima que destrói moléculas responsáveis pelo metabolismo celular, numa descoberta que será publicada na próxima edição da revista Nature.
A conquista científica permitirá novas aplicações da genética à medicina.

Pela primeira vez, cientistas conseguiram tirar o retrato a três dimensões da enzima ribonuclease II (RNASE II), a «molécula destruidora», cujo funcionamento permanecia desconhecido até agora.

A «molécula destruidora» foi descoberta em Oeiras por uma equipa que inclui investigadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa, em Oeiras.
A conquista científica, que custou 125 mil euros, demorou cerca de três anos.

A investigação portuguesa em geral, e estas investigadoras em particular, estão de parabéns.

Agora vamos lá a ver se a exemplo dos homens que após o Mundial de futebol, para além de forte "maquia", receberam medalhas por andar aos chutos a uma bola, também estas "estrelas" têm direito a alguma coisa.

É que os princípios andam todos subvertidos e a sociedade nem dá por isso.

12 comentários:

AC disse...

É nestas raras ocasiões que tenho orgulho do povo a que pertenço.

Aos investigadores, a minha gratidão.

Quanto ao reconhecimento, Caro JA, isto, este sítio, é Portugal...

Cpts

Vera disse...

Boa tarde José! PARABÉNS PARA ELES! Curas poderão existir após esta GRANDE descoberta!

I-M-P-E-R-DÍ-V-E-L

FIDEL CASTRO CANTA YO VIVIRE

http://www.youtube.com/watch?v=XI4Q8opj4Ik

Jorge Ortolá disse...

Olá José Alberto,

vamos agora esperar que após esta descoberta magnifica, Portugal possa contribuír para a melhoria do nível de vida de centenas de milhares de pessoas.

Quanto às medalhas...enfim, certamente podemos esperar sentados pelo reconhecimento público de tão bela descoberta.

Abraços

João Ferreira Dias disse...

boas noites.

Serve o presente "comment" para o convidar a fazer parte da equipa da Cidadela dos Incultos, blogue actualmente no wordpress.

mais informações: kontrastes@sapo.pt

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Aprendi a não gostar de futebol com meu pai, que detestava a prioridade que sempre foi dada para os jogadores, em uma prática que foi considerada como profissão muito antes dos biólogos e outros tantos estudiosos. Ele comentava sempre, de uma vez que Sabin veio ao Brasil e não havia ninguém para recepcioná-lo no aeroporto...

Sabemos que tais feitos, que trazem benefícios calados, não são festejados como o fazem todos os países, para os atletas de campo...

O que consola é que esses vencedores de laboratórios, já sabem que mesmo com grandes conquistas, permanecerão quase no anonimato e não é pela fama e ou reconhecimento popular, que se dedicam e merecem sim, todo o nosso respeito.

Parabéns para Portugal!!!

Beijinhos de boa noite,

Cris

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

esqueci de te dizer que deixei um comentário aos cuidados de D.Pedro...

Beijo,
Cris

Susana Barbosa disse...

Oxalá, José Alberto, será bem merecido!
E dá mesmo vontade de dizer: "nada de invejas mesquinhas... já vai sendo tempo, oh Portugal, Portugal dos pequeninos, quando cresces?"

Um abraço

Ricardo Rayol disse...

Falou tudo, uma brilhante conquista cientifica é meritória de toda as homenagens.

sarah disse...

olá!!!
poxa a ciencia é mesmo mt bacana...a cada dia novas descobertas ... tomara que um dia descubram a cura pra currupcao hahaha brincadeirinha!
té mais!
beijinhos

spersivo disse...

Grande Mostardinha,
Fico feliz de que Portugal tenha, enfim gente que participe de forma tão extraordinária na vida moderna. Sempre estranhei que, apesar da inteligência portuguesa e de sua participação inconteste na construção do mundo moderno, houvesse um distanciamento intelectual da modernidade científica. Você me provou que não é assim, que mais é, como acontece no Brasil, uma falta de respeito aos verdadeiros cientistas e o desrespeito ao bem que produzem para a humanidade. Tão Portugal! Tão Brasil. Abs. S.

Nick!! disse...

O reconhecimento popular do êxito científico (como o futebol com seus Ronaldinhos e Beckhans) tem muito de charlatanismo (não necessariamente) movido por ganância ou soberba, como exemplo o caso recente do cientista coreano que alcançou a popularidade em seu país mediante fraude em pesquisa de clonagem, e outros casos fraudulentos que entraram para na história científica. ATENÇÃO: Não estou a duvidar dos pesquisadores aí de Lisboa. Faço esse comentário apenas para ressaltar que os pesquisadores portugueses podem ficar plenos de satisfação se reconhecidos apenas no meio científico, que afinal é de âmbito mundial.

JotaCê Carranca disse...

Felizmente a Ciência em POrtugal não fica atrás de NINGUÉM no Mundo. Apenas, por falta de verbas há coisas de importâncial vital que não são divulgadas para o grande público, porem a classe Académica a utiliza