=====================

 

Ideias para Blogger

Energia, que futuro?

Written By Al Berto on quinta-feira, março 16, 2006 | quinta-feira, março 16, 2006

... e no entanto 30 anos depois penso que, se não houver uma aposta viável nas energias renováveis, a energia nuclear surge como inevitável.


Também não poderá deixar de ser avaliada a questão da segurança.
No entanto a tecnologia nuclear disponível na actualidade não tem nada a ver com a tecnologia existente há 30 anos. Enquanto há 30 anos um acidente nuclear poderia ser considerado uma eventualidade de alto risco, hoje em dia é uma eventualidade quase descartada tais os níveis de segurança atingidos.

Por outro lado a questão do lixo nuclear poderá ser tratada por tecnologias actuais e, sobretudo, futuras. Armazena-lo na Lua será porventura uma alternativa que além de viável poderá tornar-se uma rotina.

Há a questão técnica da produção do urânio enriquecido que, por sua vez, obriga á produção de gases de estufa. Resta saber se esta forma de poluição é suficientemente pequena que compense o uso do nuclear.

Uma coisa é certa o ocidente, se quer continuar a ser o que é, não pode, nem deve, continuar dependente do petróleo de países altamente instáveis e com regimes de legitimidade duvidosa que se alimentam desse mesmo petróleo.

No que diz respeito a Portugal penso que, dada a sua extensão de costa marítima e a concentração da população ao longo dessa costa, o aproveitamento da energia das ondas poderá ser uma alternativa interessante se fôr pensada, e enfrentada, como desígnio nacional.

Tal como outrora os portugueses se atreveram na aventura marítima, porventura também agora Portugal poderá ter de se virar para o mar... seu fiel e eterno aliado.

Vantagens da energia das ondas:

1- É uma energia livre, não é necessário qualquer combustível nem existe produção de lixos;
2- A operação e manutenção não é dispendiosa;
3- Pode produzir grandes quantidades de energia


Desvantagens da energia das ondas:

1- Depende das ondas, algumas vezes conseguem-se grandes quantidades de energia outras vezes...nada;
2- Precisa de estar colocada num sítio propício para esse fim onde as onda sejam constantemente fortes;
3- Alguns modelos são muito ruidosos;
4- Deve estar preparada para aguentar estados de tempo muito agressivos.

2 comentários:

Luís Campos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Luís Campos disse...

De facto parece que a energia nuclear se torna inevitável para os consumos energéticos domésticos e industriais.
Relativamente aos transportes as tecnologias ligadas á electricidade (baterias) ou o gás natural, poderão ser a alternativa.