=====================

 

Ideias para Blogger

INACREDITÁVEL

Written By Al Berto on terça-feira, abril 17, 2007 | terça-feira, abril 17, 2007

Isto passa-se na actualidade, segundo informação obtida por "roubar" um pão, no Irão dos "religiosos" Khomeinis, e dá que pensar.




Link para as imagens AQUI.


Quem faz, ou permite que se faça, isto a uma criança... não pode ser humano.
Onde estão os direitos universais da criança?
Pensava que o ser humano se não atrevia a tanto.
Os animais não fazem isto aos seus filhos.
Respeito e defendo os usos e costumes de todos os povos mas isto é demais. Não é humano. Não é racional
Não quero acreditar. Estou chocado.
Quando muito deveria ser o adulto a sofrer a pena por não cuidar devidamente de quem pôs ao mundo. Nunca a criança.

INACREDITÁVEL.

Como indicado na Declaração dos Direitos da Criança, adoptada em 20 de Novembro de 1959 pela Assembleia Geral das Nações Unidas:
- A criança, por motivo da sua falta de maturidade física e intelectual, tem necessidade de uma protecção e cuidados especiais, nomeadamente de protecção jurídica adequada, tanto antes como depois do nascimento.



Artigo 37.º

Os Estados garantem que:
a) Nenhuma criança será submetida à tortura ou a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes. A pena de morte e a prisão perpétua sem possibilidade de libertação não serão impostas por infracções cometidas por pessoas com menos de 18 anos;



ACTUALIZAÇÃO:

Baseado em alguns comentários aqui feitos, e após pesquiza na internet, tudo indica que esta sequência de fotos tenha a vêr com uma qualquer encenação de rua do tipo número de circo.

Francamente, e a ser assim, é a primeira vez que me considero satisfeito por ter sido enganado.

Mas duma coisa não se livram e da qual não poderão dizer que é número de circo, que é o facto de cometerem na realidade estas atrocidades contra a integração física das pessoas pelo facto de elas terem cometido um qualquer roubo não olhando sequer ás suas caracteristicas... mesmo que seja um simples pão.

Ou será que também isto não é verdade?

43 comentários:

Menina do Rio disse...

Não estou conseguindo abrir o vídeo, mas já imagino do que se trata. Infelizmente a lei nestes paízes não segue as diretrizes das Nações Unidas e muito menos reconhece os direitos humanos!

The Executive Officer disse...

Não dá pra abrir o vídeo, mas imagino que sejam mãos decepadas ou algo assim.

Há muitos vídeos obtidos no Iraque q mostram esse tipo de coisa, e outras bem piores, praticadas pelas forças de segurança de Saddam Hussein.

The Executive Officer disse...

A propósito, eles são humanos. Bastante humanos. Ser humano não é ser "bom", essa coisa abstrata. Muito pelo contrário. O problema desses caras é q eles são extremamente humanos. E a humanidade não é algo muito agradável de se ver às vezes. Ela é capaz do melhor e do pior.

Angela disse...

José, não consegui ver o vídeo que acredito não mostrar algo bonito de se ver. Talvez seja melhor assim porque há coisas que me emocionam muito e depois fico revoltada.

A mim mete-me bastante confusão entender porque pessoas tão religiosas são capazes de cometer tamanhas atrocidades. Penso que quem comete crimes deve de alguma forma ser punido mas penso também que o castigo deve ser adequado ao tipo de crime.
Para mim, quem faz esse tipo de coisas é gente fanática e gente fanática é gente doente.
Subvertem a religião para justificar o seu sadismo.
E neste caso foi uma criança... Não consigo entender mesmo.

José, embora tenha ficado assim um pouco mal-disposta, um grande beijinho para ti. Custa ter de pensar em certas coisas mas também acho que não podemos fechar os olhos ao que se passa neste mundo.

Cris disse...

Também não abrí o vídeo , mas acho que foi providencial. Sei do que se trata e me impressiono com imagens assim. Não é a toa que ainda estamos nesse planeta, Zé.
Olha, o último texto lá do outro lado foi alterado. Coisas da transição.. rsrsr Beijão, amigo .

tunico disse...

Como todos, não deu para ver o vídeo.Mas maltratar ou torturar ou seviciar uma criança é inaceitável.A barbárie está se implantando no mundo todo. Veja o caso aqui do menino João Hélio literalmente esquartejado por assaltantes ao ser arrastado pelas ruas do Rio.

Yvonne disse...

Querido, como os demais, não consegui abrir o vídeo, mas eu sei do que se trata, pois já vi um arquivo pps mostrando as atrocidades que foram acometidas contra o menino.
Hoje em dia temos a Internet que possibilita que eu e você tenhamos contato ainda que não sei quantos mil quilômetros de distância. Temos também celulares e um monte de facilidades tecnológicas, mas em termos emocionais ainda somos bárbaros vivendo em cavernas. Essa é a verdade.
Muito obrigada pelos parabéns. Gosti do carinho.
Beijocas

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Acho muito bonitinho quando passas pedindo minha opinião e é sempre com prazer, que venho te deixar minha contribuição, nem sempre bem aceita, é óbvio.

Independente de tudo, precisamos antes de mais nada buscar entender e respeitar as diferenças culturais e não quero dizer com isso que devemos aceitar cegamente atos insanos, mas sim, que devemos entender o que faz com que cada povo crie e coloque em prática, suas próprias regras de conduta e normas, capazes de dar ao convívio social a harmonia necessária para a sobrevivência. Não considero que sejamos mais ou menos do que ninguém, somente por termos nossas concepções éticas ocidentais, diferentes das demais e muito especialmente por não serem elas, capazes de evitar os desmandos humanos que sempre houve e haverá em quaisquer meios - veladamente ou não - e muito especialmente quando é possível que o mais forte, se valha dos mais fracos para o exercício do poder e é desse mesmo modo que todas as organizações humanas sobrevivem e onde as crianças, idosos são sempre os mais sacrificados.
Não pude ver o vídeo, mas lembrei de um que vi, onde aparece um menino que é colocado no chão e com o braço esticado de modo a facilitar a passagem da roda de um carro por cima do braço num processo declaradamente de grande tortura e envolvendo uma série de adultos. Tais imagens choca sem a menor dúvida, por ser algo que instiga a pensar, mas temos no ocidente e a despeito de tantas leis, normas, regras, direitos humanos e o que bem mais pudermos imaginar, outras tantas formas de torturas veladas ou explícitas qu quando muito lamentamos quando sabemos delas, mas nada de mais consistente fazemos para que deixem de acontecer. Todos sabemos da enormidade dos abusos sexuais praticados contra crianças, pelos ocidentais e embora ela seja um ato ilegal e sujeito as penas da lei, isso não implica que não exista e por pessoas que aparem ser pessoas do bem... Há crianças nas ruas, sendo envolvidas na máfia do tráfico; há crianças em trabalhos escravos; há crianças sendo submetidas a todos os tipos de tortura e vivendo em esgotos e isso, bem aqui, debaixo dos nossos olhos. Há crianças desrespeitadas e regeitadas de todas as maneiras. Há um desrespeito generalizado, por tudo e por todos. A ética e a moral, quando muito e quando existe, limita-se apenas ao próprio homem, como ser absoluto e poderoso, não se emocionando jamais com nada que envolva ou diga respeito além do Eu, Eu, Eu, Eu, Eu...

Antonin Artaud diz:
"Mais urgente não me parece tanto defender uma cultura cuja existência nunca salvou uma pessoa de ter fome e da preocupação de viver melhor, quanto extrair daquilo que se chama cultura, idéias cuja força viva é idêntica à da fome. Todas nossas idéias sobre a vida têm de ser revistas numa época em que nada mais adere à vida. E esta penosa cisão é motivo para as coisas se vingarem, e a poesia que não está mais em nós e que não conseguimos encontrar mais nas coisas reaparece, de repente, pelo lado mau das coisas; e nunca se viu tantos crimes, cuja gratuita estranheza só se explica por nossa impotência em possuir a vida. Se o teatro existe para permitir que o recalcado viva, uma espécie de atroz poesia expressa-se através de atos estranhos onde as alterações do fato de viver mostram que a intensidade da vida está intacta e
que bastaria dirigi-la melhor".

Se não somos capazes de respeitar o que nos cerca, nosso próprio meio e ambiente, como poderemos então respeitar nossa própria espécie???

Sugiro aqui o filme que de certo modo, nos faz pensar sobre o que somos nós, humanos e das atrocidades que somos capazes de fazer, a despeito do que entendemos como sendo ético e moral...

Para mim, o ser humano é sem a menor dúvida a pior de todas as espécies que habita a terra e de tão ruim, é a única e cabemos todos, sem excessão, na mesma vala comum!!!

Beijo,
Cris

O filme vale muito ser visto!!! Nele podemos ver escancaradamente onde é que se encontra a ética humana...

http://video.google.com/videoplay?docid=-239204330856039070&hl=en

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Eu, como sempre, escrevi por metro linear...

Desculpas, mas tu foi lá me chamar!!!

Beijinhos de bom dia!!!
Cris

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Como os demais, não consegui ver o video.

Gostaria de ressaltar que sou contra violência, não só contra crianças mas contra qualquer inocente (humano ou não).

E gostaria de acrescentar que em 1959 as coisas eram outras. Um homem de 18 anos, muitas vezes era pai de família.

Mas nesses 48 anos tudo mudou. O estatuto deveria rever o que é criança e o que é adulto. Penso eu que um adolescente de 13 anos está apto a responder pelos seus atos. Converse com um deles e verá.

Desculpe o sumiço, mas o tempo está curto.

Grande abraço e avise-me quando o video estiver visível, hehe.

Pata Irada disse...

Mostardinha
Não sei do que realmente trata o vídeo mas posso imaginar.
Posso te dar uma sugestão?
Quem sabe tu comentas o que está no vídeo?
Deve ser alguma coisa muito chocante.
Qualquer coisa que envolva crianças me revolta e eu fico sem muita "classe", minha posição foge do normal. Nem sempre se pode mudar coisas que nos indignam, mesmo assim temos que denunciar.

Um beijo.

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Aqueles países só saíram da Idade Média há uns 40 anos, ainda não entenderam certos aspectos do iluminismo, que dizer aceitar a declaração universal que você citou.

Aliás, aqueles países não se consideram membros da ONU. Para eles, a adesão à ONU é apenas um imperativo comercial, que facilita vender seu petróleo para os países ocidentais. Ademais, a ONU, naquela região, é associada às invasões estrangeiras que ela, a ONU, sempre autoriza.

Nada justifica violência contra crianças, mas eles, pela precariedade de suas sociedades, não sabem o limite entre educação e violência... e não entendem no ocidente um modelo para coisa nenhuma!

É uma pena. Pensamos viver num mundo civilizado, mas a barbárie é que ainda é a regra entre os seres humanos.

Catellius disse...

Viva, amigo Mostardinha!

Venho aqui lhe dar uma boa notícia! Como imaginei, pelas fotos, onde o menino não opõe muita resistência à "punição" e sob cujo braço colocam um pano para amortecer o peso do carro, pesquisei na Internet e não deu outra: incontáveis sites apontam a história como hoax (enganação, mentirinha), ainda mais que se pode rastrear o nome do fotógrafo estampado na base das fotografias. As fotos foram tiradas para uma revista iraniana e o fotógrafo acompanhava uma trupe mambembe que se apresentava pelo interior do Irã. O pai da criança primeiro anuncia a "façanha" e depois o filho a executa, fazendo carinha de dor.
Um dos sites que tratam do assunto: Cliquem aqui

Um grande abraço!

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

No comentário de Catellius, logo acima, ele mostra a cena montada para que a produção fotográfica ou de filmagem, fosse realizada. Montagem ou não, a cena foi feita e com uma criança, ficando comprovado o uso indevido da imagem do menino, para o deleite dos adultos, sendo explícito o domínio e poder do maior, sobre o menor e isso não é mérito de orientais sejam eles de onde forem e sim, de humanos que, por mais que se valham das leis de conduta que regem a humanidade e que estabilizam ou tentam ao menos fazer com que o convívio entre as pessoas torne-se menos sofrido, ainda assim sempre houve e sempre haverá o abuso de uns, sobre os outros e essa é uma conduta humana e humanos não são bons. Se fossem, não teríamos de viver sob domínios...

O ser humano é naturalmente cruel.

..............~°~..............

Rei Lear pergunta a Gloster:

"Como você vê o mundo?
E Gloster que é cego, responde: vejo-o comovidamente"...

Beijos,
Cris

Angela disse...

Pelo que li, trata-se de uma montagem... de mau gosto. No entanto sabemos que em certos países ainda se cortam membros, ainda se apedreja como formas de punição. Sabemos também que há países onde existe a pena de morte, sendo um deles intitulado de maior democracia do mundo.

José, quando tiveres um tempinho, passa no meu blog. Tenho lá uma surpresa para ti.

Mais um beijinho para ti.

Catellius disse...

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba,

Concordo com você. Sou contra crianças serem usadas pelos pais nessas coisas degradantes. Criança deveria brincar e estudar.

Abraços

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Mesmo que seja "brincadeirinha", ainda assim não é aceitável.

Concordo com o Catellius, criança tem que brincar, viver e estudar... e convenhamos, essa "brincadeirinha" não é muito diferente das crianças que são obrigadas pelos pais a mendigarem aqui nas esquinas brasileiras, entregando o que ganham para "pais" que muitas vezes nada fazem a não ser se aproveitar delas e encher a pança de cachaça!

Moura ao Luar disse...

Desculpa mas não tenho coragem para rever... vi uma vez que recebi por mail e... chorei... porque não concebo tamanha atrocidade, e acima de tudo a minha impotência perante os factos...

Evaristo Cadenas disse...

Me ha dejado impresionado. Vivimos en un estado de locura colectiva y mires por donde mires te encuentras con casos similares e incluso peores. Por lo que se intuye en el vídeo es un espectáculo de feria que un padre, se supone, explota a base de la tortura pública de un niño. Inadmisible. Te mando un abrazo y perdona si no debo comentar en español. En portugués aún no me atrevo. Abrazos y enhorabuena por tu extraordinario blog. Evaristo.

CAntonio disse...

Caro Alberto,


Não sei que mágica fizestes para que o teu excelente blog "abra" sem que tenhamos que esmurrar o computador: mereces um beijo; não o farei para que não me chamem de "paneleiro" Estarei aqui sempre.

Também não consegui abrir o vídeo, mas já o conhecia. Suspeitei também de uma fraude. Mas a verdade é que tempos atrás vi fotos de uma execução de uma jovem que "traíra" seu "senhor" (sem provas muito concretas, é claro). A verdade é que eu não consigo entender essas "execuções" como fazendo parte de uma "cultura". O respeito à vida deve ser sempre maior que uma cultura; seja indígena, indiana, árabe ou judaica.

No mais, meu caro amigo, obrigado por "dar um safanão" no Blog.

Um grande abraço,

veritas disse...

Olá!

Infelizmente existem ainda direitos da criança que não se encontram salvaguardados nem nos países considerados"civilizados". Recorda-se do processo Casa Pia? Entre outros aspectos por aí fora...
Mas voltando ao vídeo, chocante, do mais horrífico que existe. Como se podem permitir tamanhas atrocidades?

Bjs.

MARIA VALADAS disse...

Realmente, é inacreditável o que acabei de assistir no vídeo.
Consegui abrir e foi arrepiante o que os meus olhos estavam a presenciar!
Montagem ou não...é cruél!
Mesmo que a punição fosse executada por um adulto, já por si é monstruoso, quanto mais tratando-se de uma criança. Já não ponho a questão se é o pai ou não que assiste impávido e sereno, a tal punição! É uma criança que lhe está a ser aplicado um castigo!
Esta questão da punição ser efectuada em cultura orental, não desculpa nada e ninguém! Claro que vemos a toda a hora enormes atrocidades nesses povos de cultura diferentes da ocidental! Mas no entantanto tenho observado em alguns documentários, o sofrimento, de crianças e seus familiares. Apesar de tudo, são seres humanos, tal como nós, mas obrigados a serem regidos ás miseráveis leis dos seus governantes, e de um mundo bárbaro!
Quero acreditar que seja uma montagem ( talvez para apaziguar a revolta que sinto)... mas uma montagem cruél!
Fiquei impressionada ao ver as imagens... e agora mais do que nunca, afirmo com toda a convicção
que o verdadeiro inferno, está aqui! Onde os racionais se tornam sádicos, capazes das maioeres atrocidades.
Se é brincadeira, ao fazerem passar pela internet tal barbárie..
.quem o fez, é um individuo sem escrúpulos ( talvez, fosse capaz de o fazer o que mostra)!
Resumindo:
É COMPLETAMENTE ARREPIANTE|

Patacoadas do Cleber disse...

Os fundamentalistas, sejam católicos, evangélicos, mulçumanos, judaicos, etc, são o que há de pior na humanidade. Gente que comete verdadeiras barbáries em nome de um Deus ou de uma moral completamente deturpada. Lamentável e triste, principalmente quando temos filhos e vemos o mundo que estamos deixando para eles. Abraço

Patacoadas do Cleber disse...

Acabei de ler alguns comentários. Pode até ser hoax, mas que coisas tão brutais como essa acontecem o tempo todo, é uma realidade: Mulheres que são acusadas de traição são apedrejadas até a morte, o corte do clitóris quando as meninas nascem e pessoas que tem membros do corpo arrancados diante de alguma acusação grave.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Vou colocar um pouco de lenha na fogueira, como é do meu costume.

Então vamos lá...

Relendo comentários sobre o que se vê no post e independente das cenas serem reais ou não, temos algumas questões bastante relevantes e como segue:

° Se tais cenas foram ou não montadas, as imagens registradas fazem uso de uma criança em sofrimento, mas certamente com a aprovação dos adultos e sem que possamos saber se a criança em questão, por exemplo, não aceitou participar da montagem em troca de uma refeição;

° É fato verídico o caso de uma menina lindíssima em uma cidade da Índia, que todos os dias passava com um metalzinho nas mãos, raspando-o pela grade do belo hotel 5 estrelas, fazendo com que o barulho chamasse atenção dos hóspedes, em plena Índia, mas envoltos em uma espécie de micro cosmos, exótico e beirando o irreal...
E lá vinha a menina, dia sim e dia não e de um momento para outro, desapareceu. A viagem continuou até Nepal e Paquistão e de volta na Índia e na mesma cidade é hotel, passado já algum tempo, lá estava a menina novamente, mas dessa vez, sem o reconhecível barulhinho de metal nas grades, que anunciava a sua chegada e a razão de sua aproximação agora bem mais silenciosa, devia-se ao fato de que seu pai havia lhe tirado uma das mãos, pois como era muito bonita, as pessoas lhe davam pouca esmola e então como o pai não lhe podia retirar a beleza de todo, criou um modo de fazer com que as pessoas se compadecessem dela, lamentando sua deficiência a justamente por ser tão bela. Isso é verdadeiro e não foi montagem, mas é a vida vista tal e qual ela é...

° Somos ocidentais e também temos o disparate de considerarmos que a nossa forma de ver e viver a vida, é a mais correta, nos esquecendo de que cada povo tem sua própria cultura e gerada por diferentes critérios e dos mais variados e que nos cabe apenas buscar entender, compreender, aceitar e procurar seja do modo que for e dentro de critérios éticos, ajudar, sem que tenhamos de segregá-los por serem diferentes de nós. Atrocidades são dignas da humanidade e existem em todos os paíse e meios sociais, independente de cores, condições, credos...

° Não querer ver uma cena forte, é compreensível e eu não consigo encará-las na grande maioria das vezes, mas mesmo não compactuando com a violência, não podemos ignorá-las, pois elas moram ao lado e não se encontram somente em meio a pessoas e culturas que são entendidas como totalmente diferentes das nossas. Nem tampouco somos exemplo para ninguém, pois muito da nossa conduta tida como ética, esquece-se da condições de miserabilidade que os ditos povos desenvolvidos, submetem os subdesenvolvidos ou em desenvolvimento;

° E por fim, fugir de responsabilidades não exime quem quer que seja da omissão e diante dos fatos, quem pode então atirar a primeira pedra??? Afinal, temos belas casas, mas em todas elas e fazendo valer o belo e suntuoso estilo contemporâneo, temos todos belíssimos e completamente transparentes, tetos de vidro!!!

Beijo,

Cris

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

As palavras são parcas quando se trata de descrever uma situação destas!!!!!!
Ou melhor violento, desumano, horror, estupfacção, sofrimento, dor, lágrimas, agressividade, raiva, revolta, podia usar muitas palavras para descrever o turbilhão de emoções que estas imagens causam a quem as vê, mas sinceramente penso que nenhuma têm força para descrever tais actos de barbaridade que são mesmo arrepiantes.
As pessoas que o fazem, as pessoas que o permitem, não podem ser de forma alguma chamada de humanos, nem sequer de animais, porque como muito bem foi referido nem os animais praticam tais actos com as suas crias...
Isto é insanidade total...
Caminhamos para um ponto em que os humanos acabarão por extinguir-se a eles próprios...
Deves ter notado que apesar de ter escrito muito, não disse nada... É que realmente, não consigo achar as palavras certas para descrever o que vi...
Deixo-te apenas 2 textos escritos pela minha mãe, relativamente aos abusos e á violência que muitos que se acham humanos tem a coragem de fazer...

1-A dor de uma criança é grande
Por não ter pai nem mãe
Fica no mundo a sofrer
Os maus tratos de quem
Coração não deve ter…
Autores de tais actos
Não sabem o que é amor
Só espalham à sua volta
Uma vida de terror
Dizem que se sofre
Porque Deus nos põe à prova
O que tem para provar????
Crianças inocentes
Mal entendem o que está à sua volta
Mal entendem o que é o mundo
E só são maltratadas
A única prova que dão
É tornarem-se revoltadas!...


By Odilia Videira (29-10-2005)


2-JOANA, Maria, João, Carla, Miguel, José...
Talvez um destes nomes pertença a uma criança que não teve a oportunidade de viver, e que pelas mãos do ser que lhe deu a vida, acabou por morrer.

As mãos que tantas vezes ao colo pegou, encheram-se de ódio e a sua vida tirou…

Como será possível, que pais tenham acções tão condenáveis, tão desprezíveis, ao ponto de tirarem a vida dos próprios filhos, pelos prazeres da vida.

Dizem que temos um anjo, uma sombra que nos guarda e protege...Onde esteve o anjo protector destas crianças?
Morrem inocentes, pelas mãos de quem lhes deu a vida.

Maria, João, Carla, Miguel, José
JOANA…
Por entre espinhos nasceste
Entre espinhos foste criada
E por entre os espinhos
Tua vida foi roubada

By Odilia Videira (02-11-2005)

Beijos

Keikas disse...

vc chamou eu vim.....

HORRIVELMENTE CRUEL !!!!
isso penso eu é apenas uma mostra do que deve ocorrer no mundo, não só la, mas com crianças maltradas que recebem torturas doméstica. Alguns dias atras aqui em sampa um avô foi preso pro prender o neto com uma corda no pescoço, a criança 2 anos de idade ficava junto com 3 cachorros um deles da raça pitibul.

AC disse...

Caro JA,
Estamos a falar de culturas, princípio e estádios de desenvolvimento não comparáveis. Estamos a falar de pessoas que nada mais têm para além de uma crença absurda. Uma pobreza humanista, económica e intelectual que produzem seres animalescos.
Cpts.

Rose disse...

José Alberto,
recebi este video em um email, confesso que chorei ao ver o tamanha desumanidade daquelas pessoas.

perdi sim um bocado de crença no ser humano. por dias esta cena grotesca ficou desenhada em minha memória. ñ quero nem pensar como ficou a criança, em seu corpo e em sua alma.

abraços amigo
fique bem

Luna disse...

Não deu para abrir o vidio, mas ainda bem pois deve de ser muito cruel, e crer que somos nós dito humanos de fazemos tanto mal
beijinhos

impulsos disse...

Já conhecia o vídeo...
A tortura é das coisas mais horríveis que se possam imaginar!
E por roubar alimento...
Os direitos das crianças existem sim,no papel, mas... e na prática?!
A indignação toma conta da nossa alma!!

Solicitaste a minha presença aqui, pois bem, aqui estou eu e com muito gosto, mais... voltarei sempre!
Só que venho disfarçada...

Beijo num impulso

Pedro Link disse...

Caro Mostardinho.

A nação iraniana hoje envia ao mundo uma mensagem de autodestruição e aniquilação. A morte é constantemente evocada por apedrejamentos, execuções públicas, linchamentos, massivo consumo de drogas e doenças como HIV. A morte é também promovida através do suporte político e financeiro oferecido pelo regime islâmico aos homens-bomba do Hamas e Hezbollah. A construção da pior das armas de destruição em massa, a bomba atómica, é uma busca constante neste país, que não hesitaria em usá-la para aniquilar Israel. O Ocidente tem hesitado por muito tempo a encarar a situação no Irão; inércia e pacificação têm contribuído não somente para a constante deterioração das condições de vida dos iranianos, mas também para o enfraquecimento da segurança dos países vizinhos e do próprio Ocidente, que é o principal alvo da fúria islâmica .
Enquanto não se desafiar directamente o Irão eles irão estar constantemente a desafiar o Ocidente. Quem ganha com isso? O próprio Irão através do Petróleo. Andar com pezinhos de lã não resolve nada, façam como em Cuba, embargo total ao Irão e verão os resultados a aparecer bem depressa.

Abraço

Kafé Roceiro disse...

Mostardinha,
não deu pra abrir o vídeo. Mas já imagino que seja mais uma das atrocidades vindas do radicalismo religioso. O radicalismo em todas as suas facetas gera sofrimento. Agora mexer com criança é demais!
abraço procê, amigão!

wicky disse...

já conhecia , sob outra forma mas o video é o mesmo.

É chocante, mas é no mesmo país onde a s mulheres morrem ainda por apedrejamento

mas é chocante tb que na China onde vão deccorrer o s Jogos Olimpicos de 2008 , estejam a matar barbaramente todos os ca~es que encontram ou a matar quem se desloca ao Tibete para visitar Dalai Lama...

Não tenho palavras. Há anos atrás conheci um casal de iranianos, ambos licenciados e que já tinham vivido nos Estados Unidos. Ela dizia que não se podia deitar sem pôr perfume e que frequentemente o senhor seu marido a acordava bruscamente a meio da noite para exercer os seus direitos conjugais

Arauto da Ria disse...

Caro JAM,
que dizer da violência... então quando ela é exercida sobre crianças. Enfim, além de chocante é degradante.
Realmente os animais irracionais, tratam melhor os seus filhos.
A falta de valores é muito preocupante, mas infelizmente eles cada vez se estão a esfumar mais em todo o Mundo.
Um abraço.

Belzebu disse...

Por acaso já conhecia este video e fiquei tão chocado como tu! Aliás cada vez que penso que já nada me surpreende, algo surge a contrariar. É infinita a maldade e o sadismo humano, chega a ser nojenta a forma como ele exprime os seus ódios e frustrações!

Revoltante! Saudações infernais!

Guilherme Roesler disse...

lMostardinha,

nestes dias me mantive um pouco distante pois estou em uma fase "complicada" do semestre, ou seja, provas. Muito estudo, pouco tempo. Mas aviso: Aqui passo, mas não estou deixando comentários.

Quanto, ao video, não sei porque, mas não estou conseguindo ve-lo, mas imagino ser alguma estupidez. Enfim, estes "tipos" ainda persistem a existir.

Abraços,

Guilherme

Ricardo Rayol disse...

PQP. Vá lá que a lei islâmica seria ótima plicada no Brasil mas fazer isso com uma criança é de uma escrotidão sem nome. Que Alá os envie diretamente para o inferno islâmico.

Pata Irada disse...

Bem, se é uma "pegadinha", MENOS mal.
Mesmo assim é lastimável e deprimente.

Stella disse...

já conhecia essas fotos, se reais ou não elas são chocantes, como tantos outros fatos REAIS que muitas vezes nos passam desapercebidos ou que fazemos de conta que não existem. a violência e hipocrisia são as constantes nos dias atuais e se tornaram banais.

angel bar disse...

Prefiro acreditar na história de saltimbancos e de circo e mesmo assim choca-me profundamente...

"A palavra ''progresso'' não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes"
(Albert Einstein)

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Silvana, olá Stella:

De facto é disso que se trata.
Bjs,

thesarcasticway disse...

Horrivel!
Só podia vir mesmo de um pais daqueles, um pais de bárbaros...