=====================

 

Ideias para Blogger

25 de ABRIL - Dia da Liberdade

Written By Al Berto on domingo, abril 22, 2007 | domingo, abril 22, 2007

Há trinta e três anos anos, em vésperas do 25 de Abril, Portugal era um país anacrónico. Último império colonial do mundo ocidental, travava uma guerra em três frentes africanas solidamente apoiadas pelo Terceiro Mundo e fazia face a sucessivas condenações nas Nações Unidas e à incomodidade dos seus tradicionais aliados.




Para os jovens de hoje será talvez difícil imaginar o que era viver neste Portugal de há trinta e três anos anos, onde era rara a família que não tinha alguém a combater em África, o serviço militar durava quatro anos, a expressão pública de opiniões contra o regime e contra a guerra era severamente reprimida pelos aparelhos censório e policial, os partidos e movimentos políticos se encontravam proíbidos, as prisões políticas cheias, os líderes oposicionistas exilados, os sindicatos fortemente controlados, a greve interdita, o despedimento facilitado, a vida cultural apertadamente vigiada.

A anestesia a que o povo português esteve sujeito décadas a fio, mau grado os esforços denodados das elites oposicionistas, a par das injustiças sociais agravadas e do persistente atraso económico e cultural, num contexto que contribuía para a identificação entre o regime ditatorial e o próprio modelo de desenvolvimento capitalista, são em grande parte responsáveis pela euforia revolucionária que se viveu a seguir ao 25 de Abril, durante a qual Portugal tentou viver as décadas da história europeia de que se vira privado pelo regime ditatorial.

Este dia, há trinta e três anos, é bem capaz de ter sido o mais importante da nossa História porque foi o que permitiu as alterações mais profundas, e para melhor, em toda a nossa sociedade e com benefícios para largas camadas da nossa população, algo que nunca tinha sucedido.

É bom lembrar que, nessa data, Portugal não passava de um país fortemente atrasado aos mais diversos níveis.
Grande mortalidade infantil, o analfabetismo grassava, não possuia infraestruturas rodoviárias, fechado ao mundo por quem era desprezado, uma guerra colonial injusta e degradante, a liberdade amordaçada, uma polícia política defecadamente indigna e sem carácter, etc.
A reforma, como então era bem conhecida... "um pau e um saco".
A saúde... morria-se do "malzinho".

Hoje estamos em 26º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano e só não estamos mais acima devido ao nível de educação dos Portugueses que teimam em ser lentos no seu desenvolvimento intelectual apesar de, também nestes anos, se terem construído inúmeras infraestruturas escolares.
Vale a pena sermos optimistas.




É bom viver em Liberdade, e é bom termos isso sempre bem presente, se não no nosso consciente, pelo menos no sub-consciente.

"Roubado" do David Santos:

Day 25 of April of 1974 was the day of it knocks down of the dictatorship fascist in Portugal, the call REVOLUTION OF the flowers, and the fall of the power of the enemies of the people. 25 of April, forever!

يوم 25 نيسان 1974 كان يوم تقرع عليها من الديكتاتوريه الفاشيه في البرتغال والدعوة للثورة الزهور ، وسقوط سلطة أعداء الشعب. 25 نيسان ، الى الابد!

День 25 апреля 1974 года, в день он постучит в воздухе фашистской диктатуры в Португалии слово О РЕВОЛЮЦИИ цветы, и падение власти враги народа. 25 апреля, навсегда!

Le jour 25 d'avril de 1974 était le jour de lui frappe vers le bas du fasciste de dictature au Portugal, de la RÉVOLUTION d'appel des fleurs, et de la chute de la puissance des ennemis du peuple. 25 d'avril, pour toujours !

Tag 25 von April von 1974 war der Tag von ihm klopft unten vom Diktaturfaschisten in Portugal, von der Anruf REVOLUTION der Blumen und vom Fall der Energie der Feinde von den Leuten. 25 von April, für immer

25天41974年的一天,它拍下來的法西斯獨裁政權,葡萄牙 號召革命的鮮花,秋天的權力得到人民的敵人. 25日,永不停息

Viva o 25 de ABRIL. Viva.

54 comentários:

António Silva disse...

Viva o 25 de Abril hoje... e sempre.

José Manuel Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Manuel Dias disse...

Caro José Alberto

Parabéns pelo post. O "25 de Abril" faz 33 anos e parece que foi ontem. Com 18 anos, era o tempo do associativismo estudantil e da intervenção política empenhada. Era preciso consolidar a democracia!
Um abraço

JotaCê Carranca disse...

Enquanto eu for dono da minha lucidez esse dia é comemorado com grande farra porque é assim que eu comemoro os meus grandes dias.
Viva o 25 de Abril sempre!!!!!


Parabens pelo blog 'novo'

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha, todos os países ja tiveram o seu 25 de abril.

De certa maneira, a independencia de um país irmão como Portugal, muito alegra o povo brasileiro.

Eu, pelo menos, ico feliz por Portugel estar liberto.

Abraços, Guilherme

Papoila_Rubra disse...

Caros amigos,

"José Afonso", figura ímpar da cultura portuguesa, que trilhou, desde sempre, um percurso de coerência na recusa permanente do caminho mais fácil, da acomodação, no combate ao fascismo salazarista e pela liberdade e democracia, é tema de um selo que está em 3º lugar. Precisamos do voto de todos para que se faça um selo em sua memória e em louvor à Liberdade.
Num período de exaltação de valores salazaristas, devemos contrapor com os nossos defensores de Abril!

“Venham mais cinco!!
Traz um amigo também!”


VOTA
[aqui]

Abril, SEMPRE!!

Davide da Costa

Águas da Vida disse...

Parabéns pela lembrança, essa data nao deve jamais ser esquecida para que as pessoas deem valor a liberdade e saibam o preço que foi pago por ela.
Um excelente final de domingo.
Big Kiss

Menina do Rio disse...

Engraçado eu lendo isto justo no dia do descobrimento do Brasil há 507 anos atrás...
Aqui não há comemoração neste 22 de abril, e esta madrugada por coincidencia estava a ver um filme sobre a mãe Africa e suas mazelas, sobre o julgo de outras nações e me pergunto o que é ser livre?

beijinhos

Saramar disse...

Meu querido amigo, achei emocionante o seu texto, além de esclarecedor.
Para quem já viveu sob o regime ditatorial, a data de 25 de abril é significativa, principalmente por sermos países irmãos.
Lembro-me ainda hoje da música que Chico Buarque fez em comemoração ao restabelecimento da democracia em seu país, que você deve conhecer.

Beijos

PSousa*Bancada Directa* disse...

Meu caro amigo,


Claro que o 25 Abril nos deu possibilidade de crescer intelectualmente e evoluir enquanto seres humanos, pois foi uma ditadura muito cruel, mais para quem era pobre...
Mas ainda hoje, temos uma liberdade reservada, pois muitos ainda são calados e outros ultrapassam esse sentimento, em todos os estados sociais.

Ainda me lembro {contado por meus familiares} do meu pai, vir do ultramar onde combateu e eu dando uns passos em direcção a ele pequenino e cheio de alegria por me dizerem que o meu pai tinha voltado da guerra,não me reconheceu a primeira, pois tantos meses afastado de mim perguntou?"De quem é o miudo tão lindo", só depois de alguem lhe dizer que era filho dele, ele reconheceu o seu sangue///
Esta é umas das muitas histórias que não esqueço da minha vida, pois como muitos devem ter as deles, como José teve.
Abraço e viva a liberdade democrática, que ainda tem muito a caminhar para ser total e para todos.

Jorge Ortolá disse...

Olá José Alberto,

Viva o 25 de Abril...
No entanto é pena que este dia não seja mais desenvolvido no ensino curricular. Penso que dessa forma tornava os jovens de hoje mais civicos e integrados nas necessidades deste País que, apesar de tanto se ter desenvolvido, continua com bastantes carências. Principalmente ao nível da responsabilidade e seriedade politica.

grande abraço e mais uma vez...

VIVA O 25 DE ABRIL

Enfim... disse...

e que o 25 de abril esteja sempre presente naquilo que somos e naquilo que seremos

Bjokas e boa semanita

CAntonio disse...

Caro Alberto,


Portugal mudou e muito. Cresceu muito se comparado a outras nações; como a nossa: política, social e economicamente.

Parabéns aos irmãos lusos.


SDS,

Yvonne disse...

Parabéns pelo 25 de abril. Parece que foi ontem. O tempo está passando muito rápido. Beijocas

Barão da Tróia II disse...

A malta tem a memória muito, muito curta, hoje como ontem"...o que faz falta é avisar a malta..." Boa semana.

david disse...

Irei escrever sobre o 25 de Abril ainda, mas se quiseres, está lá em casa o "Grândola Vila Morena", segunda senha para o levante.

Um abraço.

veritas disse...

Olá!

Sem dúvida que esta data deve ser bem explicada aos jovens. Indigna-me que para muitos o 25 de Abril não passe de mais um feriado. Tanta gente que morreu na guerra colonial! Tantas famílias amputadas e outras com feridas e perdas irreparavéis, podia ter sido o meu pai, porque andou lá vários anos. E nessa altura na tropa não havia opções, apenas obrigatoriedade. Custa-me sentir que os jovens de hoje não sabem especificamente como era a vida antes do 25 de Abril e por isso não dão o devido valor aos antepassados que lutaram para que eles tivessem um futuro melhor, para que tivessem liberdade de formar um espírito crítico autónomo e consciente. Acho que a educação em Portugal está a falhar...

Bjs. Boa semana.

Pata Irada disse...

Trova ao Vento que Passa(1963);

...
Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de sevidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.
___________________________

Música: António Portugal
Letra: Manuel Alegre
Intérprete: Adriano Correia de Oliveira

Mostardinha fui buscar essas informações porque adorei o poema.
Lindo!

Quero dar os parabéns a Portugal e dizer que me sinto muito feliz em poder brindar com vocês essa importante conquista histórica.

Um beijo

Belzebu disse...

"Foi bonita a festa, pá!..."

É sempre bom avivar a memória, em tempo de amnésias lamentáveis!

Abril, sempre!!!

Saudações infernais!

Patacoadas do Cleber disse...

A Democracia será sempre o melhor caminho para qualquer nação. Haverão os acidentes de percurso, os erros, as injustiças, mas termos o poder de reclamar, criticar e porque não elogiar também o que está nos trilhos é ótimo. O futuro nos espera...

Passarim disse...

Mostardinha,

Que a liberdade seja perene entre os português e todos os povos. Sabendo o valor da liberdade é que podemos lutar para conserva-la e amplia-la. Sejamos solidários aos povos que ainda não a tem. Parabens a voces e todos os irmãos de Portugal. Abs do Jarbas do Aparte.

sANdrA fasolo disse...

_Alberto,

que coincidência, 33 anos e fim... o mesmo tempo de JC e depois uma mudança na história.

:)

beijo no coração de Portugal

Margri disse...

É claro que o 25 de Abril é um marco importante, e é pena que tantos já tenham esquecido, ou nem chegassem a saber, como era antes dele.
Para muitos jovens, o que tanto nos custou a alcançar (não apenas a nível político, mas em muitos outros aspectos), é qualquer coisa de evidente e sem importância.

Contudo, acho que ainda não compreendemos todas as implicações da Liberdade.
Aproveitei a data para também postar sobre um dos seus aspectos.

Um abraço e bom 25 de Abril.

david santos disse...

Ó Alberto, eu peço muitas desculpas. Até já tenho sido criticado por muitas pessoas por não as visitar, mas eu não sei organizar favoritos. Por isso, ando sempre a receber críticas. Tenho de andar dentro dos comentários à procura das pessoas, mas como as visitas ainda são bastantes, eu perco-me. Eu já pedi ao Mário Margaride para ensinar a organizar os favoritos, espero que ele me ensine, caso eu organize essa situação, tudo é muito mais fácil. Tenho dois filhos licenciados nesta área, mas eles não me fazem nada, porque não querem que eu passe o tempo agarrado ao blog. Querem que eu agarre no carro e vá passear, mas eu sempre sonhei escrever e, como agora estou reformado, quero passar os meus dias a ler e a escrever. Não é para publicar em livro. O que eu já publiquei, chega. Mas os meus filhos pensam que ando a trabalhar para publicar e não estão nada interessados que eu passe assim o tempo. Contudo, quando eu tiver as coisas acertadas, passo mais tempo por aí. Até porque tens trabalhos, que eu preciso de os ler. Agradeço muito que não estejas sensibilizado comigo. Um grande abraço e VIVA O 25 de Abrel. Há quem queira fazer com que ele ande para trás, mas aí estamos nós. Nunca mais se abram aquelas prisões malditas.

Pedro Link disse...

Viva, Mostardinha
Tudo o que sei acerca do que aconteceu nesse dia foi-me ensinado na escola e pelos meus pais, que na altura eram relativamente jovens, mas não tão jovens que não tivessem sentido a estranheza da situação. Não puderam sair de casa porque os meus avós não deixaram, as informações que recebiam eram muito difusas, haviam militares nas ruas...
Eles e outros com a mesma idade ( e mais velhos) sabem qual é a diferença entre o antes e o pós 25 de Abril.
Tal como eu, milhares de pessoas não têm a verdadeira noção do que se passou há 33 anos, mas uns esforçam-se por saber e outros há que só sabem que dia 25 de Abril é feriado. Porquê? Não fazem ideia!...
É realmente uma pena que alguns não tenham consciência da importância desta data. Sinto-me envergonhado quando, todos os anos por esta altura, são feitas entrevistas a jovens nas quais lhes é perguntado o que pensam do 25 de Abril. É que a resposta é invariavelmente " Foi uma coisa boa para Portugal... porque sim."
Se não soubermos dar valor à nossa História, que valor poderemos dar ao presente e ao futuro?

Um abraço e obrigado pelas tuas palavras no meu espaço.

Jorge Ortolá disse...

Olá José Alberto,

Tens um "Thinking Blogger Award" para receberes no meu canto.

Bom 25 de Abril.
Abraço

Arauto da Ria disse...

Caro JAM,
Excelente post, mas de ti não se espera outra coisa. A Revolução dos Cravos também o merece.
Parabéns.
Um abraço.
NB. Tambem eu não podia deixar esta data cair no esquecimento, mais simples mas tambem sentido.

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Churchill dizia que a democracia é um sistema falho e ruim... mas ainda assim, melhor e mais eficiente que todos os demais!

Meus caros amigos portugueses, saibam que têm aqui um brasileiro que admira muito a sua nação, justamente em razão do que ela fez a partir daquele longínquo 25 de abril.

Portugal deixou a ditadura para caminhar em passos largos para o progresso. Pode ser que vocês achem que não, mas olhem em perspectiva e verão que seu país soube aproveitar a liberdade melhor que o meu, onde grassa a irresponsabilidade geral e irrestrita em todos os níveis de governo.

Se Portugal tivesse e extensão territorial e as riquezas naturais do Brasil, hoje, passados 33 anos, seria uma superpotência!

Parabéns a todos, parabéns pelo post!

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Obrigado pelo link do meu blog aqui nos Estados Gerais.

Retribuo a gentileza, este também é um blog de leitura obrigatória.

Anónimo disse...

VIVA O 25 DE ABRIL!!!

Um abraco da

Pe de Salsa


P.S.- Nao consigo entrar de outra forma. As minhas desculpas.

Alexandre disse...

Apesar de nunca estarmos satisfeitos, muita coisa mudou para melhor, sem dúvida, nestas últimas 3 décadas! O programa do António Barreto na RTP às terças está a mostrar muito bem aquilo que éramos e aquilo que somos... um programa que não ficaria mal se fosse administrado como uma disciplina do secundário, talvez assim fosse mais fácil mostrar aos jovens de onde vieram os seus pais...

Um bom 25 de Abril!!! Um forte abraço!!!

veritas disse...

Olá!

Passei para lhe desejar um óptimo dia e para relembrar que não podemos deixar a luta pela concretização dos verdadeiros valores esmorecer. Viva o espírito de Abril!

Bjs.

Stella disse...

caro amigo, tem países que após passar por um período obscuro em sua história, aprende e cresce, outros infelizmente não aprendem a lição. Portugal é um daqueles poucos que souberam aprender com os erros cometidos.
parabéns ao povo português.

tunico disse...

Parabéns a todos os portugueses pelo dia de hoje. A Constituição de 25 de abril foi fortemente inspirada pelo PS. A sorte de Portugal foi não ter nas fileiras socialistas um Lula ou um José Dirceu.Senão, vocês estariam como nós hoje.

tunico disse...

Mostardinha, me desculpe mas esqueci de um adendo a meu comentário. Será que os portugueses não querem vir aqui de novo nos descobrir e nos conquistar?

Águas da Vida disse...

Mas sera que o ocidente tem realmente liberdade de expressão?
Vivemos realmente uma verdadeira liberdade ou tudo não passa de ilusão?
Mesmo assim...VIVA 25 DE ABRIL!
Big Kiss

MARIA VALADAS disse...

Obrigada pelo teu esclarecimento no post...acerca do dia de hoje...25 de Abril!

Eu VIVI intensamente há 33 anos o dia de hoje!!

Chorei de Alegria...pelo Fim da opressão, da liberdade da palavra ( oral e escrita), pelo fim da guerra colonial etc... etc...

Tenho duas filhas... uma quase com a idade da revolução...mas que desde pequenas eu tentei explicar o que significava o dia 25 de Abril!
Hoje, são duas adultas conscientes... do país em que vivemos... e o que passou em 48 anos de Opressão!

Só me falta aqui escrever uma coisa:

VIVA O SALGUEIRO MAIA!!

Um cravo para colocares na lapela...

Beijo

Maria

Sheila Pithan disse...

que a busca da democracia nunca acabe, e que Portugal seja sempre o maior entre todos os povos, amo minha (nossa língua - Brazil) mas a palavra saudades não cabe nesse momento, não há saudade de guerra, principalmente em época de guerra pois a feridas reavivam-se... muita prosperidade ao nosso povo irmão, o povo português...

T(h)iago... disse...

Depois da idade das trevas que um país fantástico como Portugal atravessou, é bom mostrar ao mundo o verdadeiro significado da palavra LIBERDADE, este dia libertou Portugal de uma das piores ditaduras da Europa, uma ditadura que arrastou o país para um nível de subdesenvolvimento comparável a países de 3º mundo, no meio de uma Europa em crescente desenvolvimento.
Este dia significa o fim da casa portuguesa com certeza, o fim de um país centrado apenas nos 3 "F´s", Fado, Futebol e Fátima. o fim de um país onde os seus governantes mantinham a população num estado constante de ignorância, pois assim era bem mais fácil de controlar. Quem não sabe é como quem não vê!, este dia marcou o inicio de uma nova era livre de opressões e de censuras, o inicio de Portugal como o conhecemos hoje, um país com os seus problemas, com as suas duvidas, mas com uma grande força de lutar e de seguir em frente!
Viva a Liberdade!!!

Moinante disse...

" Não há machado que corte a raiz ao pensamento ... "

25 de Abril uma conquista do povo .

Obrigado Capitães de Abril ...

Obrigado Salgueiro Maia .

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Meus sinceros parabéns a você e a todo povo Português.

Aqui na terrinha estamos (os que ainda penssam) de luto pela falta de tudo o que se possa chamar de civilização.

Grande abraço.

Santa disse...

Querido amigo,

Belíssimo post! Que honra estar aqui pra comemorar data de tantos significados históricos ao bravo povo português. E de nós todos do lado de cá também. Vida longa ao 25 de abril!!!

Bjs

Pata Irada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pata Irada disse...

Que viva para sempre 25 de abril!

Parabéns Portugal!
Parabéns povo português!

TIM - TIM!

Um beijo imenso para Portugal.

Carla Ramos disse...

Viva o 25 de Abril... mais vale tarde do que nunca!

Patacoadas do Cleber disse...

Mostardinha, tem um post muito legal no http://www.sindromedeestocolmo.com/ sobre o 25 de abril. A Denise (dona blog) é uma pessoa encantadora e acho que gostará de conhecer a página dela. Abração

Nilson Barcelli disse...

Caro amigo, fizeste talvez o melhor post comemorativo do 25 de Abril que eu li neste dias.
Subscrevo tudo o que disseste. Parabéns.
Um abraço.

Cris disse...

ZÉ : Apenas hoje , e com muita espera , consigo entrar na caixa de comentários. De qualquer forma, agradeço pelo muito que aprendí com este texto comemorativo do 25 de Abril. Parabéns a vocês !

Saramar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JotaCê Carranca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JotaCê Carranca disse...

"Para os jovens de hoje será talvez difícil imaginar o que era viver neste Portugal de há trinta e três anos anos, onde era rara a família que não tinha alguém a combater em África, o serviço militar durava quatro anos, a expressão pública de opiniões contra o regime e contra a guerra era severamente reprimida pelos aparelhos censório e policial, os partidos e movimentos políticos se encontravam proíbidos, as prisões políticas cheias, os líderes oposicionistas exilados, os sindicatos fortemente controlados, a greve interdita, o despedimento facilitado, a vida cultural apertadamente vigiada."


Ainda bem que os jovens de hoje não o sabem.
Mas peno tenho que a História ensinada nas Escolas não fale deste tema com a DIGNIDADE que ele merece.

Mas isto sou eu a falar que não falo de politica

Grande abraço

(alguma dificuldade de postar comentarios utilizando IE)

acordomar disse...

Cabe-nos realmente a luta de transmitir aos mais novos o que sentimos e passámos ha 33 anos.
25 de Abril SEMPRE.

Gostei muito muito deste texto.
Grd beijoca ;*

José Manuel Dias disse...

Excelente post! 25 de Abril,sempre!

CarpeDiemBeHappy disse...

Este post está muito bom!!
Realmente houve uma grande mudança, sabendo o que era antes e o depois, prefiro o depois. Penso é que os Portugueses não dão a devida importância ao 25 de Abril e ao fazerem isso (quem por lá passou) transmite a indiferença por tal acontecimento aos mais novos.
Viva a liberdade, viva a democracia!!