=====================

 

Ideias para Blogger

A exploração dos incautos continua.

Written By Al Berto on segunda-feira, dezembro 18, 2006 | segunda-feira, dezembro 18, 2006

O criacionismo, ou a teoria da concepção, é um movimento que defende que a vida na Terra começou tal como vem na Bíblia, com Adão e Eva, e que todos descendemos dos animais e humanos que embarcaram na Arca de Noé.

É um movimento religioso e fundamentalista, que tenta afastar dos manuais escolares a teoria da evolução de Darwin, e tem grande expressão nos Estados Unidos.
Mas começa a ganhar terreno na Europa e está a chegar a Portugal.


Ora o ideólogo do criacionismo, Charles Brabec, Suíço nascido na Áustria, está a construir um museu criacionista em Mafra, o primeiro do tipo na Europa.

Charles Brabec é criacionista, ou seja, contrário á teoria da evolução, ou evolucionismo, através da selecção natural, postulada por Charles Darwin no século XIX.
Para ele, o que vale é a palavra da Bíblia, o que se diz no livro do Génesis, que relata a criação do mundo por Deus, que criou do barro Adão à sua semelhança e soprou-lhe as narinas dando-lhe a vida, e da costela de Adão, dando-lhe forma de mulher, criou Eva.

Brabec foi criado numa família católica, mas tornou-se cristão evangélico.
São os fiéis fanáticos das igrejas evangélicas que, sem fazer qualquer interpretação, orientam as suas patéticas práticas pelo que bebem directamente na Bíblia, tal como os fundamentalistas islâmicos fazem em relação ao Alcorão, que normalmente estão associados ao movimento criacionista ou, nas suas roupagens mais modernas, da concepção inteligente.
Como se argumentos escritos ao longo de dois mil anos podessem ter alguma aplicação prática hoje quando se sabe que nem mesmos os escritos do século passado o têm.

Para ele, a Terra não terá mais que 4000 anos, quando os cientistas, através de métodos estratigráficos, falam em 4500 milhões de anos.
Todos os seres vivos que hoje existem descendem das espécies salvas por Noé na sua arca, aquando do dilúvio.
Os dinossauros terão perecido nessa altura, mas foram contemporâneos dos humanos (apesar de haver provas de que se extinguiram há 65 milhões de anos, e os primeiros homens modernos surgiram apenas há 150 mil anos).


Até há pouco tempo, este fenómeno era descrito como quase exclusivamente americano, associado a igrejas evangélicas nos EUA próximas da direita conservadora.

O Instituto Discovery, de Seattle, é uma espécie de think tank, uma organização que financia e promove actividades que põem em causa a evolução, ou apresenta a questão como se houvesse uma polémica científica.
Mas entre os cientistas, e provavelmente entre todas as pessoas no seu perfeito juízo racional, esse é um ponto assente que não suscita dúvidas.


Ele é, tal como o "bispo" impostor da IURD de todos bem conhecido, obviamente o presidente e fundador do Instituto Discovery Portugal, que abrirá o Parque Discovery nessa quinta em Mafra.
A pergunta a colocar é: E quem financia o museu?
Por ora, o local do futuro museu ainda é apenas um barracão, mas terá um diaporama que mostra o mundo antes, durante e depois do dilúvio, répteis vivos (em representação dos dinossauros) e até um planetário, onde serão exibidos filmes sobre o Universo.

E fico pasmado de cada vez que vejo este tipo de notícias por aí.
No contexto da cultura americana, que está praguejada de fundamentalismos (religiosos e não só), até consigo perceber que este tipo de teoria "pegue".
Sinceramente, espero que em Portugal isso não aconteça.

A propósito deste tema, aconselho vivamente a quem puder que veja o documentário "The Root of All Evil" de Richard Dawkins.
Está em parte disponível no YouTube e noutras fontes "similares".



Algumas das entrevistas feitas nos EUA, sob o meu ponto de vista, são bastante "assustadoras".
E não "fogem" muito do tipo de declarações desse tal "empresário" de Mafra com uma leitura da Bíblia feita "á letra".

Todos os fanatismos religiosos, a exemplo da pior "peçonha", devem ser irradicados á nascença ou a sociedade, tal como a idealizamos, arrisca-se a entrar em colapso.

11 comentários:

Augusto Marques disse...

um povo que consegue eleger um Bush mostra-se capaz de tudo.

Anónimo disse...

CARO AMIGO, Elegeram o Bush nos EUA e os brasileiros conseguiram fazer algo pior ainda. Reelegram um bossal corrupto para presidente.

Estou divulgando os blogs amigos no meu blog, se vc se nteressar, por favor venha conhecer os problemas dos brasileiros contada por blogueiros espalhados por todo o Brasil

O SERVIÇO DE UTILIDADE BLOGAL ESTÁ ABERTO

http://ssrjupdatedblogs.blogspot.com/

ENTREM, LEIAM AS REGRAS E SE FOR DO SEU AGRADO, O ESPAÇO É DE TODOS!!!!

DIARIAMENTE TERÁ UM ESPAÇO PARA AS POSTAGEMS DO DIA, BASTA DEIXAR AVISADO !!!!!!!!!!!!

ESTOU TORCENDO PARA Q DÊ CERTO E NÓS NOS MULTIPLIQUEMOS !!!!!!!

Anónimo disse...

Curioso é que esses cromos caiem aqui todos, será que Portugal é um portal de energia que atrai mentecaptos? Boa semana

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha,
é um absurddo que estejamos indo para este "lado" da ciencia.
Mais dia menos dia a hipocrisia ganha terreno.
Aqui no Brasil, no Estado do Rio de Janeiro, tentou por na grade escolar o criacionismo, mas não colou.
Ainda bem, pois não queria ver meui filho achando que veio de Adão e Eva.
Abraços, Guilherme.
ps. andei sumido pois estava de ferias, e para onde fui não tinhaum acesso regular aos computadores.

David disse...

Há pouco tempo, comentei a respeito do que disse o Guilherme acima. Estamos aqui no Brasil numa "onda" de ensino religioso obrigatório.
http://aquinaogenesio.blogspot.com/2006/12/religio-nas-escolas.html

Anónimo disse...

Viva meu caro
Terá, obviamente, o mesmo impacto que a própria IRUD. Ao princípio muito fogo de vista mas com muito pouco rastilho.
Um abraço

veritas disse...

Olá!

Cabe a cada um de nós saber manter o espírito aberto para saber triar através da racionalidade aquilo que toca a imbecilidade. Os mais esclarecidos deverão dar o seu contributo no sentido de proteger os mais incautos.

Bjs. Boa semana.

Patacoadas do Cleber disse...

O criacionismo defende teses tão absurdas que eu fico me perguntado se os seus defensores acreditam de verdade no que pregam. Acreditar em Adão e Eva, Arca de Noé e coisas do tipo é passar atestado de burrice. O que está por trás de verdade das mentes dessas pessoas?

Anónimo disse...

Estas coisas funcionam melhor junto dos mais pobres, cultural e socialmente menos desenvolvidos. É pois natural o seu desenvolvimento nos EUA e a exportação para países como o nosso.

Cpts

Jorge Sobesta disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Isso me lembra um outro austríaco que foi para a Alemanha e começou a contar uma estória sobre uma raça pura de arianos que habitavam as florestas e blá,blá,blá e que acabou causando a 2ª guerra mundial!

Um abraço.