=====================

 

Ideias para Blogger

Portugal no "top ten" da liberdade de imprensa.

Written By Al Berto on sexta-feira, outubro 27, 2006 | sexta-feira, outubro 27, 2006

Por norma, todos os anos a organização Repórteres Sem Fronteiras estabelece uma classificação sobre liberdade de imprensa a nivel mundial.
Tem como base num questionário a que respondem jornalistas, investigadores, juristas e militantes dos direitos do homem nos respectivos países.

No "ranking" elaborado pelos Repórteres Sem Fronteiras (RSF) em Outubro de 2003, Portugal aparecia na 28ª posição, num total de 166 países.

De acordo com a organização não-governamental norte-americana Freedom House, que em Abril de 2004 também publicou uma lista relativa à liberdade de imprensa, Portugal encontrava-se no 18º posto, entre os 193 países monitorizados.

Os Repórteres sem Fronteiras são uma organização criada há cerca de vinte anos para defender o direito à informação.

No que a ela diz respeito, em 2006 Portugal surge à frente de países como a Dinamarca (19º), França (35º), Espanha (41º) e Estados Unidos (53º).

Quanto aos países de língua portuguesa, Cabo Verde e Moçambique surgem ambos em 45º lugar, a Guiné-Bissau em 62º, o Brasil em 75º, Timor-Leste em 82º e Angola em 91º.

O primeiro lugar da lista é ocupado pela Finlândia e o último pela Coreia do Norte.
Portugal figura em 10º lugar no ranking sobre liberdade de imprensa numa lista que inclui 168 países.

Recapitulando:
Outubro de 2003 - 28º,
Abril de 2004 - 18º,
Outubro de 2006 - 10º


É sempre um conforto para o ego quando se trata de atingir objectivos positivos.
E mais do que com armas, é com "pequenos" passos como este que se constrói um país mais respeitado internacionalmente.

11 comentários:

Stella disse...

esse é um dos sinais que demonstram o amadurecimento de uma Nação.

A|cinéa Cavalcante disse...

Quem sabe um dia eu vou morar em Portugal?
Meu avô era português, nascido em Lisboa e se orgulhava muito do país.
Beijos.

Anónimo disse...

O tempo passa, a vida esmorece, mas…

No compasso lento das horas
Numa corrida contra o tempo
Marco presença mesmo
Que seja só para desejar
BOM FIM DE SEMANA!!!

Beijos
Nadir

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Alcinéa:

É um previlégio poder contar com os teus comentários no Estados Gerais.
Que a tua luta pela liberdade de expressão não seja em vão.

Bjs,

Jorge Sobesta disse...

Caro Mostardinha,

Parabéns pela conquista portuguêsa.
Aqui pelo caso da Alcinéa, você sabe que estamos um tanto quanto atrasados.

Um ótimo final de semana.

veritas disse...

Olá José Alberto:

Ainda bem que a nossa democracia de 32 anos deu frutos! Vá lá jogar no euromilhões, boa sorte e bom fim-de-semana.

Bjs.

Jofre Alves disse...

A blogosfera é um mundo que partilhamos com objectivos marcados e sólidos, e que nos entra pela casa dentro.Neste blogue entro para a sala como convidado bem recebido e assisto, satisfeito e prazenteiro ao quanto de bom e belo se faz, sobretudo aqui, onde tudo é agradável. Ao despedi-me satisfeito desejo bom fim-de-semana.

Cfe disse...

Parabens por isso e muito mais:

- Portugal foi elogiado pelo FMI (ou o Banco Mundial, estou meio confuso), por implementar as reformas da administração do estado mais rápidas este ano;

- A OMS colocou Portugal num dos lugares cimeiros nos indices de saúde, se não caio em erro é o 12º, queriam corrigir, (mas é por aí);

- Portugal tem a 3ª menor taxa de mortalidade infantil do mundo;

No caso concreto do último dado ressalto que pode-se avaliar o estágio de desenvolvimento da sociedade pelo cuidado que tem com as crianças...

Tem outra coisa que eu sempre reparei: vão achar maluquice ou morbidez, mas não é. Em Portugal os cemitérios são tão limpos e organizados que parecem jardins. Fazem questão de manter organizada a última casa de seus entes queridos, ainda que não lhes sirva de nada. E para isso é necessário dinheiro, tempo e sobretudo desprendimento destes.

Arauto da Ria disse...

Caro Mostardinha,é claro que todos nós ficamos satisfeitos com esta perfomance do nosso País, mas se nos faltar esta e com a barriga vazia então mais vale fazermos outra revolução.
Não quero ser inconveniente em sua casa, mas creia que me custou ver os seus comentários no meu blog e no do Miguel, caramba,você é socialista português e acho que aqueles comentários são demasiado
retrogados, para um homem como você,penso que está a ser fundamentalista de mais a defender o Governo e principalmente o seu lider.
Desculpe mas tinha que lhe dizer isto.
Um abraço.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Carlos Ferreira:

Você é de facto... espectacular.

Para mim, quando falo de Portugal, apesar de por vezes não ser compreendido, pretendo falar na Língua Portuguesa.
Cada vez que um de nós, lusófonos, damos um passo em frente, em qualquer domínio, isso deve ser sempre motivo de satisfação para todos no seu conjunto.

Vejo no Brasil um imenso Portugal e por isso fico pesaroso quando aí não vejo o que gostaria de ver.

Portugal é pequenino... mas tem um coração do tamanho do mundo.

E tanto assim é que tem os seus filhos por aí espalhados... não podia ser de outra forma.

Temos insuficiências, é um facto, muitas delas motivadas pela nossa limitação estrutural e alguma periferia, do ponto de vista económico.

Mas não me resigno, os portugueses não se podem resignar.
Só temos que trabalhar mais e reinvidicar menos.

Um abraço meu caro amigo,

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Arauto:

Obrigado por me dar a oportunidade de esclarecer esse assunto.
No meu posicionamento não há qualquer tipo de fundamentalismo.
Seja com este governo seja com qualquer outro.

Defendo as medidas do governo pela simples razão de que qualquer pessoa bem informada não o poderá deixar de fazer.

As medidas em curso são inevitáveis, por este ou por qualquer outro governo.
Se assim é prefiro que seja por este que me dá maiores garantias de estabilidade política e, portanto, maior estabilidade para o país.

A função pública precisa ser "posta no sítio", tem de acabar a "rebaldaria" existente onde de 10 funcionários presentes numa qualquer trabalho 2 ou 3 trabalham enquanto os restantes conversam;
Os professores precisam saber que tem de ensinar e não dar um qualquer trabalho aos seus alunos e irem para a sala dos professores falar das telenovelas ou do jogo do fim de semana.

...e por aí fora.

A rebaldaria criada pelos comunistas no tempo do gonçalvismo ainda está a atrasar o país em relação á média europeia.
A falta de responsabilidade e de sentido profissional tem de acabar.

É preciso por o país a trabalhar mais e melhor... e menos reivindicação.

Um abraço,