=====================

 

Ideias para Blogger

Hungria - 50 Anos depois

Written By Al Berto on terça-feira, outubro 24, 2006 | terça-feira, outubro 24, 2006


No dia em que a Hungria comemorava 50 anos do aniversário da revolta contra a ocupação soviética de 1956, o esperado cenário de união nacional transformou-se numa batalha campal entre centenas de polícias de choque e manifestantes no centro de Budapeste.
A jornada ficou marcada pelo gás lacrimogéneo e pimenta, os canhões de água, as balas de borracha, meios utilizados pela polícia para dispersar as pessoas.

Mas se agora estas manifestações conhecem um cunho de luta pela verdade na política em democracia, há 50 anos elas tiveram o cunho da luta pela liberdade e pela libertação do jugo soviético.

Nessa época a tenebrosa máquina comunista, de que o Partido Comunista Português, tido desde sempre como o mais soviético da Europa, é o legítimo herdeiro em Portugal, não hesitou em matar indiscriminadamente os húngaros que se atreveram a mostrar a sua oposição a um regime que nada lhes dizia e do qual se sentiam aprisionados no seu próprio país.

Por cá, ainda grassam desses comunistas que, então, apoiaram e deram vivas ao espezinhamento do povo húngaro pelos tanques soviéticos.
Muitos deles são actuais dirigentes do Partido Comunista.

É por estas e por outras que a estes políticos oportunistas e sem escrúpulos, que tudo são capazes de fazer em nome de uma ideologia falida, não pode ser dado qualquer crédito democrático.
São os mesmos que hoje em dia se "encostam" ao povo português para, aproveitando um ou outro descontentamento, desestabilizar o país no seu processo de reajuste económico.

7 comentários:

Cfe disse...

Mostardinha,

Se servir de consolo: lembre-se de que pelo menos não estão no poder como no Brasil!

Ah, se o povo no Brasil tivesse metade da indignação do húngaro...

Cris disse...

Concordo com o comentário acima... infelizmente..Bj!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

Hummm!!!... vamos salvaguardar as devidas distâncias e não exageremos.
Senão perdemos todos a razão.
Eu ainda não vi no Brasil tanques nas ruas, ou por outra, já andaram nas ruas mas por outras razões e... pela política oposta que, nos princípios, é igual.

Um abraço,

Cfe disse...

Mostardinha,

É justamente por não serem truculentos ao extremo, colocando tanques na rua, que o PT mantem-se no poder.

Toda a estratégia petista baseia-se em argumentos propagandísticos, que vistos e analisados em pormenor não passam dum engano ao "consumidor". Mas você sabe: ninguem gosta e analisar comercial televisivo: só de ver.

Muita gente tem medo de um segundo governo Lula dizendo que haveria comunização, com tentativas de golpes. Isso nunca irá acontecer,por agora, a menos que grupos apoiantes do PT se antecipem a decisão dos chefes.

A estratégia do PT é a de dominação cultural, criando um ambiente favorável a sucessiva unificação da opiniões e ideologias.

Em resumo: eles comem pelas beiradas.

Se batessem de frente, muitos dorminhocos, cegos que não querem ver e outros da espécie teriam de ficar com os olhos bem abertos. Seriam OBRIGADOS a tomarem uma posição.

No caso concreto da Hungria, apenas uma gravação foi necesária para despoletar os protestos.

Ao contrário, no Brasil o digníssimo, ilustríssimo Ministro da Justiça declarou:
"Claro que não foi. É evidente que não foi o PT. Foram pessoas que montaram um grupo de inteligência entre aspas e que fizeram isso (a negociação). É isto que está nos autos (inquérito)"

Em que outro lugar do mundo uma pessoa comum teria coragem duma declaração destas? Ele separou as ações do tal setor de inteligencia para uma lado e PT para outro. Só um problema: existem várias declarações de petistas e ex-petistas afirmando que o tal setor fazia parte das estruturas do PT!

Imagine-o defendendo um homicida com argumento de foi o dedo que premiu o gatilho e ele, o criminoso, só foi testemunha...

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Carlos Ferreira:

"Imagine-o defendendo um homicida com argumento de foi o dedo que premiu o gatilho e ele, o criminoso, só foi testemunha... "

Gostei desta.

Um abraço,

veritas disse...

Olá José Alberto:

Grande verdade essa, são eles os principais instigadores e grevistas.

Bjs.

Ricardo Rayol disse...

Ainda não entendi pq toda vez que vao comemorar alguma coisa de revolução o pau come solto.