=====================

 

Ideias para Blogger

Alguém me sabe dizer de que país é esta bandeira?

Written By Al Berto on sábado, setembro 02, 2006 | sábado, setembro 02, 2006

Encontrei esta bandeira num blog venezuelano e um texto donde extraí estes parágrafos:

...que convocaría un referendo en el 2010 para reelegirse por tercera vez consecutiva..."De obtener mayoría el Sí el mandatario adelantó que "habría que modificar la Constitución, con la aprobación del pueblo para que la reelección en Venezuela sea indefinida. ¡Hasta que el pueblo diga cuándo debe terminar el mandato de un presidente!"...

... "Espera que los candidatos que aseguran respetar la democracia lo demuestren, aunque advirtió a sus seguidores que no pueden confiarse porque "no son sino lacayos del imperialismo norteamericano. Si alguno no lo es demuéstrelo y súmese a la revolución.
Porque aquí no hay sino 2 candidatos: Hugo Chávez y George "Míster Diablo" Bush".


"Los patriotas vengan conmigo. Escojan si queremos ser independientes o una colonia norteamericana", insistió y denunció que sus adversarios preparan un golpe de Estado y les advirtió que tendrán "su 13 de abril", en referencia a los hechos de 2002."...

En ese sentido calificó de "ridículos y vergonzosos" los discursos de los candidatos opositores, porque a diferencia de ellos "nosotros sí sabemos para dónde vamos".
A "Míster Diablo", como aseguró que llamará ahora al presidente de Estados Unidos, le dijo: "Usted lo que tiene aquí es puro bate partío".


O curioso é que tudo isto foi tentado em Portugal pelo Partido Comunista Português com vista á sua perpectuação no poder no pós 25 de Abril de 1974.
Entretanto com a queda do regime soviético pode o mundo aperceber-se das consequências do que ele significa, na prática, para o povo.
Também em Portugal eles falavam nas "massas populares e nos trabalhadores"... mas há 30 anos que andam, em média, á volta dos 8% em eleições democráticas.

Estive na primeira linha contra o golpe de estado em preparação.
Portugal esteve á beira duma verdadeira guerra-civil.
Já havia medo no ar, exactamente como no tempo da ditadura fascista.
A coacção psicológica e a ameaça velada pairavam no ar.
A táctica também era denegrir a oposição aproveitando todos os meios disponíveis.
A ameaça de golpes contra-revolucionários para amanhã e o imperialismo americano sempre presente.

Esta gente tem a mesma linha de raciocínio:
- "Quem não é por nós é contra nós", célebre máxima do ditador fascista Salazar.

Não contavam, estes inimigos da democracia, que neste país houvesse um Partido Socialista, um homem que dá pelo nome de Mário Soares...

... e um povo amante da liberdade.

Ao sujeito lá de cima dou-lhe razão numa coisa, nunca o mundo teve o azar, como agora, do governo dos EUA ter um presidente tão estúpido como o actual... só faz borrada em cima de borrada.

41 comentários:

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

A bandeira se assemelha muito com a da Venesuela e as faixas coloridas, são as mesmas. A diferença está no símbolo adotado.
Bom sábado!!!

Beijo,
Cris

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha, meu amigo, cada vez mais fico perplexo. Para onde caminhamos neste momento sombrio? A unica coisa que sei é que este turvo caminho não nos leva para a democracia e liberdade. Abraços, Guilherme

Emanuelle disse...

Venezuela. Estou com saudades de você. Um beijo.

Arauto da Ria disse...

Há poucos minutos vi na televisão Fidel e Chavez,dois acidentes da esquerda no mundo e duas aberrações do comunismo.
Mas chamar ao Mário Soares socialista é outra afronta aos verdadeiros Socialistas, meteu Marx na gaveta,toda a vida foi um defensor da burguesia e os seus conceitos.
Democrata e quando muito Social-Democrata,(estilo Olf Palme)estou de acordo,assim como concordo que o P.dos EUA é um asinino e um foco
de desestabização Mundial,que nos pode meter numa Guerra Mundial.
Um abraço, e
continua vivo e interventivo.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

AVISO AOS NAVEGANTES:

HÁ OS QUE JÁ ME CONHECEM E SABEM QUE SOU QUASE CEGA E QUE LEIO E ESCREVO POR RECONHECIMENTO DAS LETRAS, MAS PARA EVITAR ERROS, O CERTO MESMO É SEMPRE COPIAR, AMPLIAR, RESPONDER DESSA MESMA MANEIRA, COM LETRAS AMPLIADAS E SOMENTE DEPOIS DE TODO ESSE PROCESSO, ENTÃO COLAR O COMENTÁRIO OU O TEXTO QUE EU POR ALGUMA RAZÃO, TENHA ESCRITO.

Nem sempre faço!!!

Mas é certo dizer que cometo erros dramáticos, de digitação e peço que desconsiderem, pois na verdade mesmo, eu sou uma deficiente visual e meu mundo é completamente impressionista.

Somente por essa razão eu não me AUTO CONDUZO pra forca, por ter escrito e postado uma barbaridade dessas que deixei aqui escrito, no comentário acima...

Que aceitem minhas desculpas com penitência máxima!!!

Errar é humano e esse é meu lado que mais se assemelha a essa espécie, ou seja, meus contantes erros, mas até aí escrever VENEZUELA com "S"???

Tô prontinha para virar presidente do Brasil!!!

E...
Beijos,
Cris

migas (miguel araújo) disse...

Meu caro
Ponto de ordem à mesa.
Como já referi, fique descansado que não perde nunca a minha presença neste seu espaço.
Garanto-lhe que venho cá diariamente (só não venho quando não abro o computador).
Posso é, pela questão temática, não partilhar consigo alguma opinião.
mas vir cá, venho sempre.
Quanto ao post, este é o caso já antigo e de renascimento do chamado comunismo sul-americano, obviamente muito socializado nos princípios, mas muito mais ditatorial e nada democrático na prática.
E não se pense que a influência e o problema reside na velha cuba.
O maior problema reside na Venezuela, na Bolívia e no Chile.
Um abraço

Orlando Tambosi disse...

Se deixarem, esse daí vira ditador perpétuo na Venezuela. Uma velha pretensão na Cucaracholândia....

Bom domingo

Lili disse...

Bom domingo para você também!

Jorge Sobesta disse...

Grande Mostardinha,

Essa bandeira é da República dos loucos da Venezuela. Chega a dar medo.

Bom fim-de-semana para você também.

Um abraço.

CAntonio disse...

Caro Alberto,

Em breve verás algo parecido lá em Terras de Santa Cruz.

Bastará o sr. Ignorância da Silva ganhar a eleição.

Eu não quero estar presente; tenho descendência portuguêsa, sou casado com portuguêsa, e caio fora na mesma hora....vou p'rá ....Aveiro ou Sintra do amigo Vitor.

Um abraço,

José Alberto Mostardinha disse...

Viva CAntonio:

Espero que haja sensatez por parte dos responsáveis políticos apesar de pensar que os actos de corrupção só poderão agudizar ainda mais a conflitualidade social na medida em que surge a necessidade de preservar o "tacho" a qualquer preço.

Estou crente que assim seja porque o que se passa na Venezuela é demasiado grave... para ser verdade.
É como andar á procura do inimigo dentro de "casa".
Pessoas civilizadas não fazem isso.

O assunto é sério e nem se põe... mas se fosse o caso gostaria que optasses pela minha Aveiro, verias o que é a arte de bem receber.

Além de que nós não precisamos do resto do país para nada pois desde a indústria, comércio, serviços, turismo, praia, ria, rio, montanha, cidade, campo, etc, etc, temos cá tudo, para além duma grande força de vontade para trabalhar.
Aqui não há greves... não se tem tempo para isso.
Depois os resultados veêm-se com naturalidade.

Só cá vêm é buscar os impostos.

Um abraço,

angolano atento disse...

Caro amigo: Excelente blogue! Cá virei novamente. Quanto a bandeira.... é de facto curioso.

Ekilibrus disse...

A democracia exige o respeito pelas maiorias...Chavez foi eleito pelo povo, tal como Lula. Podemos mudar um Presidente mas não podemos mudar um povo. Cada povo tem, no momento certo da história, o líder mais apropriado. É o caso da Bolívia, do Brasil e da Venezuela. Agradam maioria porque os antecessores não souberam fazer o que é essencial fazer: ajudar os mais pobres, por via reformas e de projectos concretos, a serem menos pobres. Agora os pobres, ajudam os ricos a srem menos ricos. Claro que esta realidade não se pode dissociar do que se passa no EUA.Um paíss que cada vez mais se encontra cercado de países que rejeitam o chmado " imperialismo ianuqe"...fruto de uma visão maniqueísta de olhar o Mundo por parte do seu Presidente.
Brasil tem futuro mas o futuro está nas mãos dos brasileiros.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

"CAntonio disse...
Caro Alberto,

Em breve verás algo parecido lá em Terras de Santa Cruz.

Bastará o sr. Ignorância da Silva ganhar a eleição.

Eu não quero estar presente; tenho descendência portuguêsa, sou casado com portuguêsa, e caio fora na mesma hora....vou p'rá ....Aveiro ou Sintra do amigo Vitor.

Um abraço",


Li isso e preciso complementar (rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr) que a SENHORA IGNORÂNCIA certamente fará o mesmo, uma vez que agora, com sua nova "LINHAGEM ITALIANA", poderá bater tranças ao vento, atrás de "suas terras de origem" e em busca de paragens mais amenas...

Meus avós eram portugueses e meu pai também, mas morraram todas antes de me darem aquele papelzinho de garantia de qualidade...

Sendo assim, já sei que deve deizer ao povo daquei, que FICO...

Sniff...Sniff... Snifff...

Beijo,
Cris

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

CORRIGINDO...

Meus avós eram portugueses e meu pai também, mas MORRERAM papelzinho de garantia de qualidade...


Um dia eu aprendo a ler antes de postar!!! Até lá, espero não ter perdido o resto da pouca visão que tenho!!!

Outro beijo!!!
Cris

Deus_patria_familia disse...

Estou a gostar do seu blogue. Acho que deve acentuar ainda mais a defesa da civilização ocidental. Não há nenhuma razão para tolerar tipos como esse Hugo Chavez e malandros do género. Conviria formar brigadas para invadir a Venezuela e os cubanos que o castro para lá mandou. Alias aquela mania do Castro andar a subsidiar os pobre e a dar-lhe médicos cubanos é altamente perigosa. Por isso este blogue pode ser um farol para lutar para impedir tais praticas. Nos estados Unidos já temos grupos organizadpos de cidadãos que lutam contra tais ajudas, Focus on the family, já que perigosos esquerdistas pretendem alimentar pessoas com fome em vez de lhes ensinarem os santos evangelhos.
Agradeço o seu esforço no sentido de desmascarar esta gente.

José Alberto Mostardinha disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
José Alberto Mostardinha disse...

Viva Ekilibrus:

Comentário muito sensato e inteligente o seu.
Gostei da forma como expôs a questão e, na generalidade, concordo com o argumento.
É de facto preciso respeitar o voto democrático e governa quem tem a maioria.

Uma maioria não deve ser considerada boa quando nos é favoravel e má quando não o é, essas são as regras da alternância democrática.

É preciso é que quem ganha não use a democracia para a manietar e adulterar em seu benefício, nomeadmente alternado as "regras do jogo" que o lá colocaram.


Os países da américa latina, principalmente os tiveram ao longo dos anos governos mais reaccionários á frente dos seus destinos, são aqueles que mais risco correm agora de sofrerem as consequências de uma radicalização política de sinal contrário.

Quem está a frente dos governos deve pensar no bem estar da maioria do seu povo o que, no caso da américa latina, é por demais evidente que não aconteceu.

A saída para a america latina são os partidos moderados de centro-esquerda filiados na Internacional Socialista que lhe dão a credibilidade necessária contra a corrupção e o respeito pelas regras democráticas.

Governação de direita leva aos extremismos políticos como estamos a constatar.


Um abraço,

efe disse...

Oh Mostardinha,
Pensa lá um pouco naquilo que dizes ser a saída para a América Latina que consideras serem os partidos de centro esquerda filiados na internacional socialista...e analiza o caso da Venezuela. É um caso paradigmático de falência desse partido - o Copei - e do Andrez Peres. Era um corrupto e a sua politica não diferia da politica da direita mais clássica : desprezo pelos mais desfavorecidos, aliança com os interesses americanos, corrupção generalizada.
Foi por isso que o Hugo Chavez ganhou. E vai ganhar outra vez.
E é uma pena que haja gente da esquerda que não entende isto.

José Alberto Mostardinha disse...

Relativamente ao comentário:

"Conviria formar brigadas para invadir a Venezuela e os cubanos que o castro para lá mandou. Alias aquela mania do Castro andar a subsidiar os pobre e a dar-lhe médicos cubanos é altamente perigosa. Por isso este blogue pode ser um farol para lutar para impedir tais praticas. Nos estados Unidos já temos grupos organizadpos de cidadãos que lutam contra tais ajudas, Focus on the family, já que perigosos esquerdistas pretendem alimentar pessoas com fome em vez de lhes ensinarem os santos evangelhos."

Caro amigo, vejo que tem uma visão tão perigosa como a dos que acusa de alguma falta de serenidade na acção política.
Para quem termina falando nos evengelhos até parece que o meu caro fez algum estágio com o Bin Laden. Esse é que segura numa mão o seu evangelho e com a outra mata indiscriminadamente inocentes.


Não é com essas políticas de violência que se pacifíca o mundo.
Isso é o que o estúpido do Bush tem andado a fazer... a "atear fogos" por todo o lado.

Depois o meu amigo entra em contradição quando diz que Cuba subsidia os pobres e lhes dá médicos e termina a dizer que afinal são "perigosos esquerdistas pretendem alimentar pessoas com fome."

Há muita tensão e violência no que diz e não me revejo nessa linha de pensamento.

Concordo que, internamente, o povo deva lutar pela defesa da sua democracia e da liberdade mas isso não é o mesmo que andar a inavdir países soberanos sem que se prove, em definitivo, que o mesmo significa qualquer ameaça á liberdade de outros povos.

Cumprimentos,

José Alberto Mostardinha disse...

Viva efe:

A imagem que, ainda hoje, a opinião pública venezuelana tem acerca do Andrés Perez é bastante contraditória:
por um lado foi um dos líderes políticos mais carismáticos da Venezuela do final do século XX, e por outro lado foi considerado um dos mais corruptos.

A sua popularidade durante seu primeiro mandato ficou a dever-se em parte à paz económica derivada dos preços altos do petróleo.
Parecido com o que se passa agora com Hugo Chavez.
O segundo foi mais complicado e menos popular, porque a situação económica do país era totalmente diferente (baixos preços dos petróleo e crise económica séria no país) e na opinião de alguns críticos, Perez tomou medidas impopulares de modo muito acelerado.
Provavelmente como Hugo Chavez irá fazer só que aqui não se sabe se haverá retorno ás liberdades democráticas.

De qualquer forma é preciso não esquecer de que, devido ao seu comportamento, foi expulso do partido Acção Democrática o tal que é filiado na IS.


Nenhum partido no mundo pode garantir que não surja um qualquer corrupto nas suas fileiras.
Mas isso é muito diferente de tornar a corrupção a norma e que esta não tenha o castigo merecido que, no mínimo, seja a expulsão do partido a que pertença.

Nas eleições seguintes a Acção Democrática é derrotada devido exactamente ao escândalo do Andrés Perez.

Por outro lado falas no COPEI como sendo o partido do Andres Perez o que não é verdade.
Quem estava no governo antes do Hugo Chavez para lá ir era de facto o COPEI que é um partido de direita (democrata cristão).

O facto é que o processo democrático não foi parado e permitiu ao Hugo Chavez ganhar as eleições.
Resta saber se ele vai continuar a respeitar a "regras do jogo" e a realizar eleições verdadeiramente democráticas.


Um abraço,

CUBA LIVRE disse...

Olá José Alberto! São os "anti-cristos" da nova era! Estão querendo atrasar a América Latina... Que pena que ainda existam BESTAS como estas!

Cris disse...

Pobre Latino-américa!!!Morales, Chavez e Lula...que trio!!" Vou-me embora pra Passárgada ...lá sou amigo do rei.."
Bj, Mostardinha.

Kafé Roceiro disse...

Tô impressionado! Bandeira da venezuela com o símbolo comunista da antiga U.R.S.S.?
Estou chocado com isso...

Helena de Tróia disse...

Agora "aparelham" até os símbolos nacionais. Credo!!!

efe disse...

Tens razão quanto ao COPEI, naturalmente. Quanto ao Chavez, repara que nada permite pensar que ele não respeite as regras do jogo. Alias o tempo joga a favor dele. Tanto as ultimas eleições como o referendo de há dois anos foram supervisionados por observadores internacionais que as consideraram impecáveis.
O mesmo não se pode dizer quer das eleições americanas - onde o Bush foi eleito - nem das ultimas eleições no México que foram uma valente chapelada.
Na Venezuela, o que está a acontecer é que eles tem, pela primeira vez em muitos anos um presidente que se preocupa com os 70 por cento da população que não tem nada. E esses começam a ter educação e saúde. O crescimento economica é elevado e a inflação esta nos 2,2 por cento.

Ricardo Rayol disse...

Hugo quer seguir o caminho de Fidel. Uma palhaçada que só um povo trouxa iria referendar.

Michael Meneses disse...

Poxa em primeiro lugar desculpa por so agora ter vindo aqui em seu blog é que andei meio oculpado.Mas na medida do possivel voltarei mais vezes e vou ti linkar em meu blog.

Realemnte o mundo tem um grande azar em os EUA ter um presidente como o Bush. Tive uma namorada americana que tinha uma grande vergonha dele como Presidente.

Abraços

Tiago Motta disse...

O mesmo perigo corre o Brasil, com um poder executivo que usa dinheiro publico para comprar o legislativo e o judiciario. E o povo, que na miseria não reclama pois recebe o bolsa-esmola.

Enquanto isso eles criam leis de censura, e de controle estatal dos meios de comunicação. O futuro do Brasil está se tornando sombrio.

Marilza disse...

Bem, só de passagem, vc visitou meu blog e apesar de nao entender nada do que escreveu, resolvi visitar. Bjo no coraçao

veritas disse...

Olá José Alberto:

Esse é um símbolo em nome do qual foram cometidos muitos crimes e erros, uma ideologia caduca, e no entanto perigosa. Uma fórmula do insucesso, se não qual o sentido da era Gorbachev?

Nick!! disse...

Penso que a discussão anterior sobre a definição de social democracia não evoluiu. Tomando como exemplo a Venezuela, esta ruma para a socialização através da democracia, por meio de reformas legislativas. Não seria esta uma boa definição da social democracia? Afinal, o que é social democracia?

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Nick:

Grato pelo teu contributo nesta troca de opiniões.

Deixas no ar a pergunta o que é a social-democracia.
Começaria por te dizer que para mim é, em primeiro lugar, uma forma de estar em democracia.

Não é, por exemplo, afirmar "no son sino lacayos del imperialismo norteamericano. Si alguno no lo es demuéstrelo y súmese a la revolución." como quem se está afirmando como dono da "verdade absoluta".

Também é respeitar os adversários políticos e não dizer que são "ridículos y vergonzosos" los discursos de los candidatos opositores".

Estas declarações são tudo menos respeito pelas regras do jogo democrático e encerram em si mesmas intenções claras de autoritarismo político vulgo, ditadura.

Quando dizes que a "Venezuela, esta ruma para a socialização através da democracia, por meio de reformas legislativas" espero que daqui a algum tempo ainda possa contar com os teus comentários para vermos se assim é... ou não.

E também para vermos se são respeitados os direitos inalienáveis do cidadão livre como, por exemplo, o de ter direito á sua liberdade de expressão.

Resumindo, o que está em causa é se a acção política que está a ser desenvolvida através, por enquanto, das liberdades democráticas, não visa acabar com elas a curto prazo em nome de valores mais do que subjectivos.

O Fidel Castro no início também negou ser comunista e já está há 47 anos á frente de um regime baseado numa política de partido único e numa polícia repressiva de estado, no que diz respeito à liberdade de expressão e à aplicação de penas duras (inclusive a morte) a presos políticos.

Hugo Chavez já disse, mais que uma vez que ele Fidel, é o seu "herói".

Um abraço,

efe disse...

Pois,
Também me parecia que estavamos a falar de coisas diferentes...Quando o Mostardinha diz que a social democracia é em primeiro lugar uma forma de estar em democracia,
O Mostardinha coloca o acento tónico no jogo da democracia e não naquilo que a social-democracia tem de primordial que é entender-se a ela própria como um estadio de desenvolvimento no processo histórico que desembocará noutro estádio de maior liberdade e democracia, politica, social e economica a que se convencionou chamar socialismo. Ou seja a "social democracia" é um estar e não um construir. por outras palavras, o Mostardinha é um liberal e não um social democrata. Porque o que distingue a social-democracia é a forte componente social de defesa e de transformação das sociedades e não apenas o jogo democrático. Este é apenas o caldo em que fez profissão manter-se, ao contrário de outras correntes de esquerda que subalternizam esse jogo em favor de uma maior celeridade das transformações.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva efe:

Com o devido respeito tenho que considerar que, porque atrás de pseudónimo, estás em vantagem sobre mim na tua crítica.

Peço desculpa mas deverias expor o conceito sem te referires á minha pessoa mas sim aos princípios políticos, pois são esses que estão em causa.
Eu limito-me a dar uma opinião e não coloco "rótulos" nos comentadores sejam eles liberais, sociais-democratas ou comunistas.

Mas se, como dizes, a social-democracia é "como um estádio de desenvolvimento no processo histórico que desembocará noutro estádio de maior liberdade e democracia, política, social e económica a que se convencionou chamar socialismo", então eu pergunto-te por um exemplo onde isso já foi posto em prática.

Na URSS, na China, em Cuba, onde... diz-me onde.


Depois partes do princípio que a evolução das sociedades tem um "fim" noutro "estádio" o que, para mim, é um conceito completamente desconcertante pois considero que as sociedades estão em continua evolução e que esse "fim" não existe, ou melhor, vai existindo... para quem morre.

Tenho para mim que as sociedades mais justas no planeta são aquelas que conseguiram para a maioria das suas populações um melhor bem estar com pleno desfrute de todas as liberdades.

E mesmo essas estão em permanente evolução, com avanços e recuos acompanhando com naturalidade o correr dos tempos e da natureza humana.

São eles os países nórdicos aqueles em que me revejo.
Governados na maior parte do seu tempo por partidos sociais-democratas e, de quando em vez, por partidos liberais.
Isto acontece porque se respeita a democracia e a vontade popular que, como vemos é mutável.


O que tu apresentas como um fim é parecido á descoberta do "sexo dos anjos", mas não a nada de concreto.

Por outro lado pareço descortinar o conceito de que, forçosamente, a sociedade tem de ser "obrigada" a caminhar num certo sentido e então aí estamos completamente em desacordo.

As sociedades não devem ser obrigadas a... antes devem ser os governos obrigados a...

Quem tem o poder legítimo é o povo e só ele, através de eleições, pode, num dado momento, afirmar o que pretende.

São opiniões favoráveis á existência da tal "vanguarda revolucionária" que, ao longo dos anos, têm feito surgir os maiores ditadores sem escrúpulos que o mundo já conheceu.

Gostaria de ver rebatidos estes princípios, pois eles são a essência da democracia e da verdadeira social-democracia.

Um abraço,

veritas disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Cfe disse...

Parece admirar o Mário Soares, na sua luta pela democracia e no seu combate ao comunismo. Tudo isso pode ser verdade, eu não tenho nada contra, mas com o devido respeito só lembro que há dias ele foi a Venezuela como convidado do Chavez e no seu retorno a Portugal elogiou o ditadorzeco da Venezuela. Ainda bem que é o mesmo homem que declarou que deveria se negociar com o Bin Laden. Permita alguns comentários, se não gostar diga que não tornarei a faze-lo: C Antonio: se morar em Portugal vá para o Algarve, você vai adorar. Lamina D`água: sendo filha de português você pode requerer a nacionalidade portuguesa, sem sair do Brasil, informe-se no consulado. Ao engraçadinho do Deus, Patria e Família: quer fazer troça dos outros vá para um site de petralhas. E já agora: Cuba tambem enviou tropas para Angola sem o aval da ONU, financia atividades políticas noutros países, ou seja intromete-se nos assuntos internos dos outros e só dá essa esmolinha em remédios e operações por pura propaganda. E ainda fica justificando o seu fracasso com o bloqueio dos EUA (diz que não lhe permite o acesso a várias coisas entre elas: remédios). Quero ver com o que o Chavez, afilhado do Fidel, vai justificar o atraso que a Venezuela está, cheia de petrodólares e há mais de SETE anos no poder, com o país dando dinheiro a rodos para impressionar os incautos como o senhor.

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Na bandeira do meu pais - Angola - tb temos os simbolos comunistas e isso até hoje.

Passei por aqui :)

José Alberto Mostardinha disse...

Viva cfe:

Pois... mas esse é o Mário Soares versão 2006 com 80 anos de idade.
É capaz de não saber mas a idade afecta muito as pessoas e Mário Soares não foge á regra.

Veja bem que até se candidatou á Presidência da República com aquela idade!!!
Consequência... teve 12% dos votos.

Isto é uma coisa, a outra é a de que se não pode apagar a história, e nela Mário Soares ficará indelevelmente ligado pela positiva, nacional e internacionalmente.

É este distanciamento que é preciso ter quando se julgam pessoas.

efe disse...

Mostardinha,
Os comentários ao teu post já vão longos...importaria pensar na importancia que alguns tem.
Mas vou apenas fazer um breve comentário ao que me dizes acima.
A meta da social democracia é, evidentemente, o socialismo. Como se chegava lá? Atraves de transformações sociais em Liberdade. Em Portugal até houve um slogan para distinguir esta forma de chegar ao socialismo que se traduzia no slogan "Socialismo em Liberdade". Porque? Porque se contrapunha a uma outra forma de chegar ao socialismo que passaria pela privação da liberdade e pela imposição de uma ditadura. Certo?
Não disse que se chegou a isso. Julgar - fica para a história.Arrisco dizer que se chegou a formas de socialismo em vários países: a Suécia, Cuba, Dinamarca, mesmo França, urss, enfim, a história o julgará... Nestes paises o grau de socialização foi diferente, bem como a existencia de algumas liberdades que consideramos de referencia...
De facto, a história não tem um fim, no sentido de Fukuyama, nem foi isso que quis dizer...mas repara na sucessão de formações economicas e na substituição de umas por outras...Porque haveriamos de achar que tudo ficaria e acabaria no capitalismo?
Os social-democratas acham que se deve intervir no sistema para acelerar a transição para outro sistema, ou não é?
Isto não tem nada a ver com vanguardas revolucionárias se bem que eu entenda o ponto de vista de quem pretende chegar lá com uma direcção vanguardista...o resultado é triste, como sabemos.
Por ultimo e sobre ditadores...é melhor não nos metermos nisso...há demasiadas tendencias para chamar isso a quem não gostamos, sem ver sequer o modo como o poder é exercido....
efe

JotaCê Carranca disse...

Desde o dia 3 que tenho tentado pôr aqui o meu comentário, mas por aparentes dificuldades técnicas não o tenho conseguido. Hoje consegui abrir esta página e resolvi escrever o que havia pensado. Mas a verdade é que alguém aqui escreveu com mestria o que eu penso:
"Cada povo tem, no momento certo da história, o líder mais apropriado."
"A meta da social democracia é, evidentemente, o socialismo."

acrescento que até à presente data gosto do Chavez.