=====================

 

Ideias para Blogger

25 anos de história.

Written By Al Berto on sábado, agosto 12, 2006 | sábado, agosto 12, 2006

O computador pessoal, uma das invenções que mais revolucionou o mundo empresarial e de entretenimento nos últimos anos, celebra hoje o seu 25º aniversário.

A 12 de Agosto de 1981, a IBM apresentou o seu primeiro PC ('personal computer', em português computador pessoal) a um preço inicial de 3.280 dólares.

Tratava-se de uma máquina com 11 quilos de peso e apenas 15 centímetros de altura, com um pequeno monitor (27,94 centímetros) a branco e preto.

Dada a rápida evolução tecnológica por que passou entretanto a indústria informática, o primeiro computador pessoal parece já uma relíquia resgatada da Pré-História.

O primeiro PC da IBM, cuja divisão de computadores pertence agora à empresa chinesa Lenovo, integrava um microprocessador Intel 8088 de 16 bits a 4,7 MHz e 16 kilobytes de memória RAM.

O invento revolucionário conseguiu um maior acolhimento do que o prognosticado pelos analistas de então e invadiu rapidamente os escritórios, dos Estados Unidos à Europa e à Ásia.

Segundo fontes da Lenovo, as previsões de vendas para os cinco primeiros anos de comercialização eram de 241.683 dólares, número que foi ultrapassado só num mês; em Dezembro de 1984, já tinham sido vendidos 250 mil computadores pessoais.

Mesmo assim, os analistas vaticinaram que em finais do séc. XX haveria uns 80 milhões de computadores pessoais em todo o mundo, muito abaixo dos 500 milhões que já tinham sido vendidos no ano 2000.

Dir-se-ia que houve três etapas na evolução dos PC, uma invenção que nasceu para, como próprio nome indica, revolucionar e para se introduzir na vida diária das pessoas.

O computador pessoal viveu uma primeira etapa, na década dos anos 80, em que se alargou no âmbito empresarial e ajudou a transformar toda uma série de processos de trabalho.

Posteriormente, em princípios da década de 90, o desenvolvimento das aplicações gráficas facilitou o uso daquelas máquinas por parte de qualquer pessoa e permitiu a sua introdução em todos os lares.

Esta segunda etapa de desenvolvimento acelerou-se a partir de 1994 com a incorporação do CD-ROM, o que aumentou as possibilidades do uso do computador no campo do entretenimento, com os conteúdos musicais e de vídeo, e os jogos.

Além disso, outro factor determinante foi a chegada do computador à universidade e a sua utilização por parte dos estudantes para prepararem as suas tarefas e trabalhos.

Contudo, em 2000 chegaria a autêntica revolução do mundo informático graças à Internet e à sua rápida expansão em todo Mundo.

Nesta nova etapa, o PC transformou-se numa ferramenta extremamente útil para estabelecer comunicações em tempo real e aceder à informação a partir de qualquer lugar e a qualquer momento, uma vantagem ainda mais patente com a generalização dos computadores portáteis e com as tecnologias em rede.

Sobre o futuro do computador pessoal prometem-se novos avanços no contínuo processo de miniaturização das máquinas.

Os computadores do futuro primarão por uma ainda maior mobilidade, leveza e conectividade total.

Já imaginou como seria a sua vida sem um PC por perto?

23 comentários:

incondicional disse...

Holasssss, gracias por tu visita a mi blog.

Para mí es uno de los mejores inventos, ya no sabría vivir sin mi pc, me encanta la posibilidad de comunicarme con gente de todo el mundo, también es una gigantesca enciclopedia, sólo le encuentro ventajas.

Feliz domingo.

Guilherme Roesler disse...

Mostardinha, assim como o telefone celular, espero que o pc diminua cada vez mais. Ficaria ótimo. Esse instrumento é demais!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Guilherme:

Pois... e o preço, também que acompanhe a diminuição de tamanho :-)

Um abraço,

spersivo disse...

Grande Mostardinha,
D+! Também muito bom o "post" sobre os evangélicos. Aliás, evangélicos e comunistas brasileiros desmoralizaram a ideologia! Ó turma para gostar de dinheiro! Parece até que fazem curso de capitalismo selvagem! S.

António Silva disse...

Se de repente ficasse sem PC seria a mesma coisa que me sentir nu.

Blogue da Magui disse...

Tem razao. Qd a Microsoft propiciou o pc com um programa de f�cil manuseio foi realmente fant�stico.Mas eu acho que falta fazer pecas menos sensiveis as intemperies.Aqui a marisia come as placas de um dia para outro.

Jacaré Doido disse...

Aqui em casa o computador é mais importante que a geleideira, fogão, televisão, etc... Não dá pra viver sem! Se der um defeito que vai demorar uns dias pra consertar, vou na rua e compro outro!

-Sedna- disse...

Buen invento este...

Muy interesante tu página... te leo...

Gracias por tu visita.

Saludos.

rouxinol de Bernardim disse...

Vamos criando dependências várias e nem nos apercebemos delas!...

veritas disse...

Olá José Alberto!

É impossível imaginar a minha vida sem o computador, não só a nível profissional, como também pessoal, e confesso...é uma fraqueza minha...

Bjs.

Ricardo Rayol disse...

Acho que eu viveria muito melhor ahahaha. Ficar sem PC e sem celular... não é má idéia. Muito boa retrospectiva tecnologica

TRILHAS&TERRAS = Homem em Movimento disse...

Os computadores fazem parte da minha vida, desde que eu tinha 18 anos e isso significa dizer a 32 anos atrás... Eram máquinas imensas... E geravam fantasias como nos filmes de ficção... Meu filho mais novo, já nasceu com a tela do computador ao seu alcance, mas jamais deixou de ser criança por conta deles e nem trocou as brancadeiras de rua e normais a cada idade, por brincadeiras virtuais. Hoje ele é um excelente artista gráfico, mas é muitas outras coisas também... Reconheço as maravilhas geradas por essa valiosa máquina, mas há que se viver a realidade das ruas, dos lugares, dos passeios e das famílias. mas é mesmo muito bom e especialmente se olharmos para as muitas coisas boas que um PC ligado à rede, possibilita.

Beijinhos para teu domingo!!!
Cris

vera disse...

Olá José Alberto: LULA SEGUE OS PASSOS DE FIDEL "O golpe que Fidel Castro deu no povo cubano, é o que José Dirceu foi aprender em Cuba, para aplicar no Brasil, através de Lula.
Fidel, em campanha dizia que não era comunista, após conseguir o apoio do povo cubano se revelou um verdadeiro ‘mentiroso comunista’, e deu o “GOLPE” no povo cubano, criando mecanismos econômicos para se perpetuar no poder. Violando todos os direitos dos cidadãos cubanos."
POSTEI COM VÍDEO :-) BJS

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Voltei somente para te avisar que TRILHAS & TERRAS, também sou eu...

Beijinhos,
Cris

SIONA disse...

larga vida al pc ...
bss
SIONA

IGNACIO disse...

Verdaderamente no me imagino, como serían nuestras vidas sin estas maquinitas.
A pesar de ser tan frías acercan a mucha gente.
Gracias por tu paso

AC disse...

Há erros de previsão que ficam efectivamente na história. Não foi o Gates que disse que jamais seria necessário mais de 64 K de Ram?
Cpts

JotaCê Carranca disse...

Como seria eu se não tivessem-te inventado, ó PC? Parabens e já te digo que gosto-te muito, mesmo quando só apetece fazer o delete ou o format c dois pontos.
Um abraço

Augusto Marques disse...

Se não houvesse PC já me teria divorciado pois seria inevitavelmente tentado a sair de casa á noite.

migas (miguel araújo) disse...

Estaríamos agora a escrever tudo isto numa "HCESAR" qualquer, de carreto longo ou curto, e já teríamso engendrado em esquema entre todos nós de transmissão de correspondência via, pombo correio.
Assusta pensar assim , hoje em dia, mas... também seria muito mais aventureiro.
Já agora, falamos do PC, do Telemóvel, da Internet, da Televisão por cabo (alguém hoje imagina só 4 canais?), do cartão de multibanco e de crédito, etc...
Abraços

sarah disse...

haha eu tenho uma comunidade no orkut: sou vou pro cèu se la tiver internet....isso já diz tudo neh!

um beijinho querido...já te linkei...e fiz isso justamente pq não esquecerei de vir aqui mais depois disso!!!

té depois! boa semana pra nós!

Ana disse...

Ai, sem pc é que não!!!

AVC disse...

É ténue a linha que separa uma utilização normal de uma utilização menos “saudável”.
O computador pode ser e é uma ferramenta extraordinária, mas, também pode ser uma fonte de alienação, adição e de alguma esquizofrenia. Tornam-se necessários cuidados no livre acesso das crianças aos mundos virtuais. Importante é a socialização. Importantes, para além do estudo, são as brincadeiras em grupo, o convívio, a natureza, o contacto com os animais a sério, etc. O computador deve ser colocado no seu devido lugar, ou seja, um utensílio formidável, mas, não mais do que isso.

Cumprimentos.