=====================

 

Ideias para Blogger

Avaliação contínua...

Written By Al Berto on sexta-feira, julho 28, 2006 | sexta-feira, julho 28, 2006

Os portugueses estão mais responsáveis, mais inteligentes e muito mais esclarecidos é a conclusão que se pode tirar do último barómetro TSF/DN/Marktest para o mês de Julho.

O Partido Socialista continuam em alta recolhendo a maioria das intenções de voto dos portugueses mais concretamente 43% das intenções de voto.
O Partido Social Democrata conseguem 32%. Neste caso o PSD beneficia da queda substancial do CDS/PP que passou dos 6%, no mês anterior, para 2,6% das intenções de voto neste mês.

A atestar o que é dito o Primero-Ministro José Sócrates sobe para 15 pontos positivos em Julho, uma das melhores posições alcançadas por um chefe de Governo no barómetro.

Continuando em terreno negativo e também confirmando várias opiniões, descem no indice de popularidade o lider do PSD Marques Mendes bem assim como lider do CDS/PP Ribeiro e Castro.

Nada mau para um governo que tem mostrado exemplar coragem na tomada de medidas fundamentais para a economia do país mas que, pela sua natureza impopular, outros adiaram.
A luta contra interesses instalados de autênticas corporações sindicais detentoras de previlégios imorais irá continuar suportada no sentido de justiça e no apoio da maioria dos portugueses.
O país está no bom caminho.

4 comentários:

CarpeDiemBeHappy disse...

Espero bem que sim, que continue no bom caminho...pois a minha carteira anda muito sentida com isto tudo;)
Já te linkei!!
bjs e bom fim de semana!

José Manuel Dias disse...

Como já referi no meu Blogue algumas das medidas do Governo são merecedoras de aplausos.
Ficámos ontem a saber pelo Ministro das Finanças que no primeiro semestre deste ano houve uma redução de 4.345 funcionários públicos, conforme dados discriminados de entradas e saídas na FP no 1º semestre deste ano, distribuído pelos deputados, e não um aumento de 10.166 como apareceu referido na imprensa. Teixeira dos Santos, refere o DN de hoje " denunciou o facto das autarquias não estarem a contribuir para a redução do número de funcionários públicos, avançando mesmo com novas contratações". No ranking das que mais contrataram estão as Câmaras sociais democratas de Lisboa, Coimbra e Maia, e de Oeiras ( coligação independente) e a comunista de Moura.
Reduzir o peso da função pública é uma tarefa ciclópica porque contraria as lógicas do clientelismos partidário...Como dizia Perez Metello, na coluna Opinião, do citado jornal " Os partidos à direita arrepelam as barbas e rasgam as vestes, jurando ser seu garnde desiderato o emagrecimento do aparelho de Estado. Coisa que nunca puseram em prática quando estiveram no poder. Mas ele está a dar os primeiros passos."
Cumprimentos

António Silva disse...

é preciso por os prof's e os juízes na ordem.
só querem regalias e pouco trabalho.

migas (miguel araújo) disse...

Caro José Mostardinha
O azul do meu cds.pp ainda não desapareceu.
Pequenino, mais ainda lá está.
E vamos aumentar, temos é que mudar de Presidente urgentemente.
Valha-me deus.

Já agora, caro José Dias.
Na generalidade concordo consigo. Até pela coerência de princípios e ideias que divulga no seu excelente blog.
Mas a questão das autarquias coloca-se do mesmo ponto de vista do Estado. Faltam as saídas para se comparar efectivamente.
Mas mesmo assim permita-me: em tempos de contenção, com todo o projecto do PRACE e do Simplex (já não vou para o Choque, porque já parece mal - desculpem lá esta mas saiu-me), 10.166 (mesmo com as saídas) é muita,mas mesmo muita gente.
Cumprimentos