=====================

 

Ideias para Blogger

Quando a cabeça não tem juízo...

Written By Al Berto on terça-feira, maio 30, 2006 | terça-feira, maio 30, 2006

Em Portugal, o primeiro caso foi detectado em 1983, no Hospital Curry Cabral.

Segundo um estudo do Eurostat, divulgado a 10 de Setembro de 2002, Portugal é o único país da União Europeia onde se tem registado um aumento do número de infectados com o VIH e apresenta uma taxa de incidência (número de novos casos por milhão de habitantes) cinco vezes superior à média da comunidade Europeia.

Olhando as estatísticas da Europa e de Portugal, o maior número de casos foi diagnosticado, nos últimos 20 anos, em:
- toxicodependentes intravenosos,
- heterossexuais,
- homossexuais e bissexuais do sexo masculino.

Em Portugal cerca de 50% dos casos diagnosticados em 2002 foram em toxicodependentes, enquanto em mais de 40% o comportamento de risco foi heterossexual.

A estimativa da UNAIDS aponta para cerca de 43.000 pessoas infectadas em Portugal.

O total acumulado de casos de infecção pelo HIV conhecidos em Portugal é de 25 968.

Destes:

• 47,6% (12 372) em utilizadores de drogas por via endovenosa
• 34,5% transmissão heterossexual
• 11,7% transmissão homossexual masculina
• 6,2% restantes formas de transmissão


Até 31/12/04 faleceram 6 991 pessoas com infecção pelo VIH.

Os casos notificados que referem como forma provável de infecção a transmissão heterossexual têm apresentado uma tendência evolutiva crescente.
No 1º e 2º semestres de 2004, respectivamente, 54,9% e 55,9% dos casos notificados pertencem a esta categoria.
O total acumulado de casos de SIDA em Portugal até 31/12/04 era de 11 755. Desde 2000, tem-se verificado um aumento proporcional do número de casos de transmissão heterossexual e diminuição proporcional dos casos associados à toxicodependência.


Desde 2000 observa-se que são notificados com maior frequência casos de SIDA em grupos etários superiores (> 55 anos).

Os portadores assintomáticos da infecção VIH em Portugal são predominantemente jovens com idade entre os 20 e os 39 anos, pertencendo 47,8% à categoria de “toxicodependentes” e 37% à categoria de “heterossexuais”.

Na última estatística da ONU/SIDA haverá pelo menos 32 mil portugueses infectados.

Nkosi Jonhson morreu sem culpa. Até quando?

3 comentários:

veritas disse...

Mas sabe que por vezes é uma questão de cultura...machista...acham que o preservativo diminiu o prazer, o que faz falta são sessões de esclarecimento, penso que os centros de saúde deveriam trabalhar nesse sentido de uma forma mais coordenada.

veritas disse...

diminui, peço desculpa pelo erro.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Veritas:

...de cultura e de muita ignorância..

O facto de já determos este "record" na Europa não admira...é directamente proporcional ao nível cultural do país.

Depois há outro entrave ao seu combate que é a vergonha escondida de debater abertamente estas questões que a todos diz respeito.

Cumprimentos.