=====================

 

Ideias para Blogger

Mãe

Written By Al Berto on segunda-feira, maio 29, 2006 | segunda-feira, maio 29, 2006

Mãe - que adormente este viver dorido,
E me vele esta noite de tal frio,
E com as mãos piedosas até o fio
Do meu pobre existir, meio partido...

Que me leve consigo, adormecido,
Ao passar pelo sítio mais sombrio...
Me banhe e lave a alma lá no rio
Da clara luz do seu olhar querido...

Eu dava o meu orgulho de homem - dava
Minha estéril ciência, sem receio,
E em débil criancinha me tornava,

Descuidada, feliz, dócil também,
Se eu pudesse dormir sobre o teu seio,
Se tu fosses, querida, a minha mãe!

2 comentários:

veritas disse...

Adoro este poema que retrata a Mulher-Mãe, no fundo o que todos os homens procuram, mas não confessam, um prolongamento da mãe na mulher dos seus sonhos...Sabe que este é um dos meus poetas preferidos?

Cumprimentos.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Veritas:

Muito bom gosto vejo que tem,
Sadia mente que a pensar vai mais além.

Cumprimentos.