=====================

 

Ideias para Blogger

Welcome Guys

counter

Copyright © 2006 Jamos

All Rights Reserved

Directory of General Blogs

Temas para Blogger

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Locais dos visitantes deste blog

Textos

Marcas

... nos livre das más companhias (1) 2007 (2) 25 de ABRIL (1) aborto (2) absurdos (1) alegria (1) ambição (1) ambiente (1) amigo (1) amizade (2) Apito Dourado (1) apologia (1) Aveiro (1) bananas (1) beleza (1) bom senso (1) Brasil (2) BRB (Be Right Back) (1) burla (1) campanha (1) campeão (1) Carlos Paredes (1) Chávez (1) China (1) clandestino (1) clínicas (1) competência (6) Cónego (1) conspiração (1) corrupção (4) credibilidade (1) crise (1) cristão (1) desastre (1) desilusão (1) Deslumbramento (1) despenalização (2) ecologia (1) educação (1) emoções (1) escândalo (1) estúpido (1) ética... ou falta dela (1) evolução (1) excomunhão (1) (1) feliz (1) grávida (1) hipocrisia (3) hipocrisia XXI (1) hipócritas (1) homenagem (2) homens de valor acrescentado (1) Igreja Católica (2) ilegalidade (1) imbecilidade (2) inveja (1) investigação (1) irresponsabilidade (4) irresponsáveis. (1) IVG (1) Jardim (1) jornalismo (1) justiça (3) liberdade (1) loucura (1) luzes da ribalta (1) macaco (1) Madeira (1) Magistrada (1) maternidade (1) meme (1) mensalão (1) mentecaptos ou triste circo (1) MILITARES (1) moralidade (1) moralização (1) mulheres (1) Nacionalismo bacoco (1) negócio (1) Nim (1) nuclear (1) O melhor do mundo são as crianças. (1) obrigado (1) óbvio homicídio (1) OPA (2) opinião (1) ópio do povo (1) órgãos humanos (1) padre (1) paranóia (1) Páscoa (1) paz (1) pensamento (1) perspectivas (1) Portas (1) Portugal Telecom (1) produtividade (1) progresso (1) rapto (1) referendo (3) religião (1) remédio (1) respeito (1) rir (1) sabedoria (2) Salazarismo (1) Saúde (2) seriedade (1) simpatia (1) SNS (1) Sócrates (1) solidariedade (1) SUBSÍDIOS (1) sucesso (2) transparência (1) tratamento (1) Tribunal (1) tributo (1) TV (1) União Europeia (1) USA (1) Vaticano (1) Venezuela (1) verdade (1) vergonha (1) virtual (1) VIVO (1) votar (1) Wi-Fi (1) Zeca Afonso (1)

Followers

... cada vez mais elucidado(s).

Written By Al Berto on segunda-feira, janeiro 29, 2007 | segunda-feira, janeiro 29, 2007


Uma das razões apresentadas pelos defensores do NÃO á despenalização da IVG - Interrupção Voluntária da Gravidez é a de que tal despenalização, ou seja, deixar de mandar as mulheres para a prisão que é o que defendem, faz com que se pratiquem mais abortos.

Deduzem, nas suas mentes "brilhantes", que as mulheres, que o pensem fazer, não o fazem porque há uma lei que as pune com prisão.
Isto é o cúmulo da demagogia e, como é sabido á saciedade, é um argumento completamente falso... e perigoso porque, devido a ele, muitas mulheres colocam a sua vida em perigo e, por esse motivo, originam grandes despesas para o SNS - Serviço Nacional de Saúde exactamente pelas consequências duma IVG feita sem o devido acompanhamento médico.

Num dos seus cartazes pode ser lido:
- "Contribuir com os meus impostos para aumentar os abortos? Não obrigado!"

Só mentes cheias de malícia e ignorantes podem ter a ideia de criar uma "máxima" destas.

Toda a gente sabe, ou deveria saber, que os abortos provocados clandestinamente provocam mais despesa ao SNS do que se tivessem sido devidamente acompanhados.
Não é raro que as urgências dos hospitais sejam ocupadas com mulheres nesta situação.

As despesas de recuperação duma mulher nestas condições saiem muito mais caras ao erário público - nomeadamente por exigirem muitas vezes internamentos prolongados - do que em condições de legalidade.

No entanto dou-lhes razão onde a "têm"... em Espanha, após a despenalização, o número de abortos aumentou.
Querem saber porquê?

Sinto-me mal mas AQUI está a razão, AQUI o processo - com laivos de vergonha nacional -



Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2007
segunda-feira, janeiro 29, 2007 | 30 comentários | Read More

Declaração de voto.

Written By Al Berto on terça-feira, janeiro 23, 2007 | terça-feira, janeiro 23, 2007

O referendo de 11 de Fevereiro de 2007 será sobre uma alteração no código penal.
Trata-se portanto de uma questão exclusivamente legislativa e política.
Não se trata de determinar o início da vida, nem de retirar a governos futuros a prerrogativa de decidir que actos médicos serão pagos pelo SNS.

Resumidamente, eis no que fundamento a minha posição...

A vida não começa com a fecundação: transmite-se.
Um espermatozóide e um óvulo separados são ambos células vivas.
Um espermatozóide que fecunda um óvulo origina um ou mais seres humanos individuais, que terão a mesma informação genética (é o caso dos gémeos univitelinos).
A fecundação dura uma vintena de horas e a nidação (implantação no útero) demora seis a oito dias.

Considero importante, pessoalmente, que o crescimento se acelere pela 12ª semana, mas parece-me mais relevante que só pela 24ª semana a taxa de sobrevivência do prematuro (viabilidade) se aproxime dos 50%, e que nesse momento já haja indícios de controlo do próprio corpo pelo feto (e portanto actividade cerebral consequente).

Mas as duas únicas fronteiras biologicamente claras, ao longo das quarenta semanas da gravidez, são mesmo a fecundação e o nascimento: a origem de um indivíduo e a sua separação física da progenitora.

A maternidade é um direito mas não um dever.

Eticamente, não consigo valorar um aborto no primeiro mês de forma muito diferente da contracepção de emergência, e um aborto no oitavo mês de forma substancialmente diferente de um infanticídio.

Mas a liberdade da mãe é também um valor.

Não é um descuido, por muito irresponsável que seja, que deve obrigar uma mulher a completar os nove meses de uma gravidez, com tudo o que isso significa de cuidados, privações e investimento emocional.

No primeiro trimestre, existe um equilíbrio entre os valores da liberdade da mulher e da vida do embrião/feto, sobre o qual cada mulher deve poder seguir a sua consciência.

Em Portugal, a «pílula do dia seguinte» (que não se sabe se actua antes, durante ou depois da fecundação...) está totalmente despenalizada e é usada abundantemente (foram vendidas 230 mil em 2005), sem que ninguém acuse as utilizadoras de «homicídio» (o que evidencia que a sociedade considera que não é de facto de «homicídio» que se trata).

Ora um «não» só seria perfeitamente coerente se defendesse que o abortamento de qualquer óvulo fecundado fosse tratado como um homicídio.

No Código Penal actual, o «crime de aborto» tem a mesma pena no segundo e no oitavo mês, o que é absurdo e só se compreende porque o código penal reduz a prazos «intervalados» o que é contínuo.

Se a IVG for despenalizada até às 10 semanas, a maioria das IVG´s será, desejavelmente, realizada nas primeiras seis a oito semanas.

Se uma IVG é uma boa ou má opção, só compete a cada mulher decidir, porque só ela pode garantir que a gravidez irá até ao fim.

A mim, cabe-me votar no dia 11 de Fevereiro para que elas possam decidir sabendo que não serão obrigadas à clandestinidade, e cientes de que não serão investigadas ou levadas a tribunal.

Evidentemente, votarei «sim» no dia 11 de Fevereiro.

Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2007


UPDATE 1 (observação):

Depois de praticamente ser impedido de entrar no Blogger fui compulsivamente "empurrado" para mudar para a versão Beta.
Esta versão é, a meu vêr e para já, uma grandecíssima "caca".

Como consequência, para lá de complicações surgidas no layout do Blog que procuro averiguar, aparecem aqui alguns amigos que estavam devidamente identificados e, inexplicavelmente, passaram a anónimos.

Do sucedido, a que sou totalmente alheio, peço desculpa.
Isto é o que se chama "andar de cavalo para burro!".


UPDATE 2 (observação):

Tudo indica que os erros (ortográficos e tornar os comentários anónimos) foram cometidos pelo Blogger aquando da transição para o Beta.
Os comentários posteriores á transição estão a sair bem... acho eu... lol.
Alguma anormalidade fico grato pela informação.

Obrigado,

terça-feira, janeiro 23, 2007 | 34 comentários | Read More

Tem tudo a vêr... ajude a parar este flagelo.


Clique na imagem e colabore nesta campanha.
Não faça como a avestruz... saiba mais
aqui e aqui (em inglês).
A sua opinião é importante.




Ainda há homens sérios... e competentes.


(Siga o link acima, muito importante)

terça-feira, janeiro 23, 2007 | 22 comentários | Read More

Assim não dá... vou emigrar!

Written By Al Berto on segunda-feira, janeiro 22, 2007 | segunda-feira, janeiro 22, 2007


Um Cónego, de seu nome Tarsício Alves, da paróquia de Castelo de Vide, Portalegre, distribuiu hoje o Boletim Paroquial em que refere que as mulheres que cometem o aborto estão impedidas de ter um funeral religioso invocando, para tal, o cânone 1184 do Código Canónico.

Segundo o Cónego, o funeral eclesiástico é um sinal da plena comunhão e quem comete um aborto incorre automaticamente numa excomunhão, a mais pesada das censuras eclesiásticas.

Já na última edição de 2006, do folheto que publica semanalmente, este Cónego pôs à "reflexão" dos fiéis cinco casos reais da vida concreta e num deles pergunta se recomendaria o aborto a uma jovem grávida e não casada.
Sabem, os meus caros amigos, o que ele escreveu como adenda á pergunta?

- "Se respondestes Sim, terias morto Jesus Cristo".

E, conforme reportagem da TV, trata de fazer a apologia do não ao próximo referendo durante o culto religioso o que é proibido, e punido, por lei.

Mas eu até nem digo mais nada, só gostava de saber a opinião dos meus caros leitores perante casos destes... em pleno Séc.XXI.
segunda-feira, janeiro 22, 2007 | 24 comentários | Read More

Aborto ilegal cria corrupção.

Written By Al Berto on quinta-feira, janeiro 18, 2007 | quinta-feira, janeiro 18, 2007


Maria José Morgado, procuradora adjunta que tem a seu cargo o processo ‘Apito Dourado’, não tem dúvidas e afirma que o aborto ilegal é um negócio sujo que não é legalmente processado e como tal não tributado e que, por isso, cria realidades concretas que potenciam a corrupção.

A mesma procuradora afirma ainda que há clínicas em Portugal que mais parecem ‘slot machines’, autênticas máquinas de fazer dinheiro.

Esta realidade, que pessoas mal formadas pretendem querer que passe despercebida sob o pretexto religioso de dizer não a uma interrupção da gravidez observando a legalidade e a segurança da mulher, é tanto mais grave quanto se sabe que quem tem disponibilidade financeira se desloca á vizinha Espanha para esse fim.

Não é moralmente justo que se "enviem" mulheres desesperadas e mais necessitadas para a pratica de uma interrupção da gravidez com consequências muitas vezes lamentáveis e que, ainda assim, fiquem posteriormente sujeitas a penas de prisão, conforme estabelece a actual lei, que, essa sim, é o que verdadeiramente está em causa no próximo referendo de Fevereiro.

Qualquer pessoa de consciência aberta e moralmente bem formada sabe e compreende que isto é uma realidade e só a hipocrisia e falta de carácter não a levará a admitir tal situação.

O respeito pela vida humana impõe igualdade de oportunidades para o ser humano.
Ora é isso que se pretende fazer cumprir com o referendo.

Para os que, de repente, se manifestam a favor da vida com argumentos desgastados histórica e cientificamente, será bom recordar o verdadeiro atentado á vida que foram as Cruzadas em que se cometeram assassínios continuados sob a benção da igreja.
E também será bom lembrar os séculos de inquisição em que inocentes eram mandados para a fogueira para serem queimados vivos.

Afinal por onde andava o tão proclamado respeito á vida?

Deixemo-nos de hipocrisias e sejamos sérios.

O que está em causa no referendo não é legalizar o aborto, é antes retirar da lei aquilo que ela tem de mais injusto.


A menos que os países culturalmente mais avançados que Portugal não passem afinal de imbecis nessas mentes mais retrógradas.
quinta-feira, janeiro 18, 2007 | 25 comentários | Read More

Um palhaço... verdadeiramente "triste".

Written By Al Berto on domingo, janeiro 14, 2007 | domingo, janeiro 14, 2007

Gautham Prasad, nascido na Índia mas residente em Brooklyn, New York, tem 29 anos e descreve-se a si mesmo como sendo um comediante profissional, palhaço, e professor de Yoga.
Já teve o seu infeliz momento de fama após encenar e colocar no Youtube um vídeo em que satiriza de forma grosseira o Pai da nação indiana Mahatma Gandhi.
O vídeo que, como se pode ver, é apresentado perante uma pequena plateia e ao vivo, tem um argumento imbecil, despido de qualquer graça que verdadeiramente fundamente boa disposição.
Sobre o protagonista só restará dizer que o infeliz assim "não vai lá"... nem como palhaço.
Só mesmo uma assistência intelectualmente medíocre pode achar graça a um comportamento que não passa de desajeitado no mau sentido do termo e, porque não dizê-lo, estúpido.

Com esta "produção" esse tal "realizador" já conseguiu enfurecer a comunidade Indu, na India e não só, que considera a mesma uma afronta e um desrespeito para com um homem que, sempre defendendo a paz e a não violência, fundou a Nação Indiana.

A falta de referências e de valores, o verdadeiro "veneno" dos nossos tempos, mais uma vez revelado em todo o seu "esplendor".

A comunidade Indu mais radical exige que o Youtube censure este video o que é completamente descabido.

Se Mahatma Gandhi visse o video, do alto da sua imensa sabedoria, seguramente não iria rir muito simplesmente porque de facto não tem nenhuma piada enquanto obra artistica mas, se fosse o caso, seguramente que não deixaria de o fazer.

domingo, janeiro 14, 2007 | 21 comentários | Read More

Geração Fast-Food... perdão, obesa.

Written By Al Berto on quinta-feira, janeiro 11, 2007 | quinta-feira, janeiro 11, 2007


O «The Big One» é o nome do hambúrguer da cadeia de fast food Mickey´s e está a tornar-se no produto mais bem sucedido de sempre. Após descobrir que a carne está contaminada, Don vai até à fábrica e descobre factos desagradáveis...

Condições de funcionamento brutais, intoxicação gastrointestinal, crueldade animal, baixos salários… você realmente sabe o que está naquele hambúrguer?
Descubra o verdadeiro custo do fast-food e como você pode mudar o sistema... com uma "mordida" de cada vez.
Com o fim de semana aí, sempre propiciando aquele passeio com a miudagem pelos hipers e centros comerciais... o que é que os amigos pensam sobre este tema?

ahhh!... por falar nisso... um SAUDÁVEL fim de semana para todos.
quinta-feira, janeiro 11, 2007 | 10 comentários | Read More

Afinal já haviam sido apanhados em flagrante.

Tive conhecimento de que o paparazzi que filmou o video da Cicarelli numa praia em Espanha já os havia apanhado numa altura anterior em cenas idênticas conforme mostra o video abaixo.
Já depois de ter "realizado" o video, foi a vez do tal paparazzi ter conhecimento de que os protagonistas se afirmaram completamente escandalizados por terem sido "apanhados com a boca na botija" e que iriam accionar a justiça á semelhança da Cicarelli que não sabe de nada... pois foi o namorado que moveu a acção.

Aliás esta coisa de ninguém saber de nada parece estar a contaminar o Brasil.
... onde é que eu já li isto?
De facto nós é que somos todos muito estúpidos.

Mas nem todos os brasileiros são assim "espertos" como essa Cicarelli.
Devo admitir mesmo que, muitas vezes, conseguem até ser verdadeiramente geniais... senão vejamos.
quinta-feira, janeiro 11, 2007 | 14 comentários | Read More

Missa pela DGCI.

Written By Al Berto on quarta-feira, janeiro 10, 2007 | quarta-feira, janeiro 10, 2007

O director-geral dos Impostos, Paulo Macedo, encomendou uma missa de acção de graças pela sua DGCI (Direcção-Geral de Contribuições e Impostos) e pelos funcionários.

Para quem estiver interessado a invulgar iniciativa tem lugar esta quarta-feira, pelas 18:30, na Sé Patriarcal de Lisboa.

Segundo o Jornal de Negócios, o convite foi feito aos funcionários do Fisco oralmente pelas respectivas cadeias hierárquicas ao fim da tarde de terça-feira.

Meus caros amigos, eu já tenho visto de tudo e, para mim, a única coisa que ainda me conseguirá supreender será ver "um porco a andar de bicicleta", no entanto esta fica muito próxima disso.

Agora começo a compreender porque os resultados da cobrança de impostos têm vindo a crescer... imaginemos então como seria se as taxas do fisco, reservadas ao comum dos mortais, também fossem aplicadas a todas as actividades em que há lugar á transacção de dinheiro nessa mesma igreja que vai realizar essa missa!


Mas convenhamos que há ideias "geniais"... lá isso há!
quarta-feira, janeiro 10, 2007 | 14 comentários | Read More

Mais rápido do que a velocidade da Luz.

Written By Al Berto on terça-feira, janeiro 09, 2007 | terça-feira, janeiro 09, 2007


Enquanto não há matéria de facto que permita "malhar" numa qualquer, e habitual anormalidade política, apreciemos o que a chamada "sociedade civil" faz de melhor.

O universo terá sido formado através do famoso "Big Bang".
Há já algumas teses que se mostram bastante interessantes.
No entanto há muito que me interrogo, e procuro informar, sobre o que existia antes desse famoso "Big Bang".

Numa destas pesquisas "tropecei" naquilo que pode ser considerado um repto à Teoria da Relatividade de Einstein.
Que heresia!!!! Dirão alguns.
Mas a ciência caminha e evolui assim.
Antigos paradigmas caem para dar lugar aos Novos Paradigmas, teorias são corrigidas, expandidas ou: seguem directo para o lixo da Ciência.

“( ...) Um trabalho que pode modificar as Teorias de Einstein”. The Guardian.
“Divertido ( ... ) Denuncia o Classicismo, o Sexismo, a Xenofobia da Torre De Marfim da Elite britânica” . Time Out- N Y

Quem é o responsável por estas apreciações?
Pois, pois, é um portuguesinho de 35 anos que atende pelo nome de João Magueijo e cuja profissão é a Física Teórica e a grande paixão: a Cosmologia.


João Magueijo tem no seu cerne o necessário, o imprescindível para enfrentar a tarefa hercúlea que se propôs, é genial e confia em si mesmo e na sua capacidade e conhecimentos para expor a sua ideia revolucionária, que está rompendo com sucesso nos meios científicos.

Admirador de Einstein , Magueijo não pretende “puxar as orelhas” do grande cientista e sim fazer avançar a Ciência para um patamar mais elevado, com a sua colaboração, dirimindo dúvidas , problemas e soluções mal resolvidas que encontrou em Einstein e para as quais julga possuir respostas mais cabais.
É preciso ter cacife , coragem e muita confiança em si mesmo para se ter a audácia suficiente de encarnar o papel do cientista solitário, que discorda daquilo que já está estabelecido, lançando o seu desafio á apreciação dos cientistas “seniores” da elite britânica, pertencentes ao que se convencionou chamar de: “Torre De Marfim” académica.

Magueijo tem uma forma muito própria de estar, diz ele:
“Tenho pouca paciência com cientistas que pegam uma tábua, procuram a parte mais fina e fazem um grande número de furos, porque a tarefa assim fica mais fácil.”

Qual é a proposta de João Magueijo?
A VSL ( variable speed of light – velocidade variável da luz) que ele, bem-humoradamente conta que alguém sugeriu que as iniciais queriam dizer –very silly - (disparate).

Aliás, vários “Alguéns” tentaram dissuadi-lo de lançar a sua ideia consensuando que se ela fracassasse cortaria, no cerne, a sua brilhante carreira, ele não se deveria expor tanto defendendo aquela tolice.

Mas a “ tolice” agora, está incomodando e muito o mundo científico!

Magueijo adverte:
“A Ciência é assim. Qualquer nova ideia é lixo até ter sobrevivido a esse interrogatório feroz. Afinal, eu tinha sido levado a esta nova ideia precisamente por ter questionado a validade da teoria da inflação.”

João Magueijo diz gostar de pensar o universo como se ele fosse um organismo... como algo que está vivo. A mim só me resta dizer... espectacular.

A sua proposta sobre a VSL é esta:
“A velocidade da luz teria sido muito maior quando o universo era ainda jovem e impensavelmente quente. Hoje, 14 bilhões de anos depois, em nosso universo frio, essa constante tem ainda um valor estonteante: cerca de 300 mil Kms por segundo para a Luz que se propaga no vácuo”.

A ideia considerada “herética”, reconhecida assim também pelo próprio “herege”, logo de saída propõe a explicação de problemas e questões mal resolvidas sobre a evolução do universo, dentre outros poréns.

Numa sua análise afirma:
“Se observarmos uma galáxia situada a um bilhão de anos luz de distância, estaremos a vê-la como era há um bilhão de anos.
O que vemos são sombras do passado que talvez já nem existem mais – nunca saberemos”.
Isto quer dizer que os cosmólogos têm uma vantagem em relação aos arqueólogos: temos acesso directo ao passado do universo.....”.


João Magueijo, como disse tem 35 anos, é professor de Física Teórica no “Imperial College” - Londres.
Foi pesquisador (3 anos) da Royal Society, cientista convidado das Universidades da Califórnia, Berkeley e Princeton.
É Doutor em Física Teórica pela Universidade de Cambridge.


Não há duvida de que numa época em que há alunos que, praticamente, terminam o ensino médio sem saber fazer contas, é de admirar que um país tão pequeno como Portugal produza um "produto" científico deste calibre.
Como se vê nem tudo vai mal na Pátria de Camões... como muito boa gente pretende fazer crer.

Com estas minhas pesquizas quero ver se consigo confirmar se realmente o Adão foi feito do pó da terra e se a Eva de uma costela de Adão.
Por outro lado, se foi feito do pó da terra porque não foi usado o pó (da terra ???) de... Marte por exemplo?
terça-feira, janeiro 09, 2007 | 3 comentários | Read More

Nove minutos geniais... sem palavras.

Written By Al Berto on segunda-feira, janeiro 08, 2007 | segunda-feira, janeiro 08, 2007

Este fim de semana, no Lusomundo Gallery, vi o filme "Aconteceu no Oeste".
Filme magnífico, muitos consideram-no o melhor western de sempre, sobre o Oeste americano e que recordo da minha juventude.
Em "Aconteceu no Oeste" o director Sergio Leone conta a história de três homens com destinos diferentes, mas todos interligados.
São eles: Harmonica (Charles Bronson), Frank (Henry Fonda) e Cheyenne (Jason Robards).
Junta-se-lhe ainda uma mulher, a bela Jill McBain (Claudia Cardinale), que muitas vezes vai ser o ponto de charneira entre os três personagens.
O motivo desta hitória épica vai ser, como não podia deixar de ser, o ouro e os dólares; mas Leone inova, ao aplicar nesta saga, a figura feminina, introduzindo o amor nas suas aventuras.
Mas mesmo o amor de Leone é um amor "sujo".
Vingança, traição, violação, ganância, falta de respeito pelo próximo, são elementos bem tradicionais de Leone que aqui estão em destaque, mas apresentados de forma superior.

Neste trecho do filme poderemos apreciar toda a magia de Sergio Leone, de dois grandes actores, Henry Fonda e Charles Bronson, numa sequência de silêncios repletos de intensidade em que a máxima de Leone continua imutável, um olhar vale mais do que mil palavras, e duma banda sonora genial de Ennio Morricone.
Para quem gosta de cinema é um filme obrigatório.


Curiosidades:

- O ator Henry Fonda inicialmente recusou o convite do director Sergio Leone para o papel principal em "Aconteceu no Oeste". Fonda apenas aceitou participar no filme após o próprio Sergio Leone viajar para os Estados Unidos e convencê-lo.

- Originalmente era intenção do diretor Sergio Leone que Clint Eastwood interpretasse o personagem que acabou por ficar com Charles Bronson em "Aconteceu no Oeste".

- O diretor Sergio Leone pretendia que os três protagonistas de "Três Homens em Conflito", Clint Eastwood, Lee Van Cleef e Eli Wallach, aparecessem numa pequena ponta no segmento logo no início do filme, mas como Eastwood não estava disponível no período das filmagens de "Aconteceu no Oeste" esta idéia acabou arquivada.

- Al Mulock, que interpretou um dos três atiradores que aparecem na sequência de abertura do filme, suicidou-se em pleno set de filmagens de "Aconteceu no Oeste".

- "Aconteceu no Oeste" tem a mais longa sequência de créditos da história do cinema: 14 minutos.

- Algumas versões americanas de "Aconteceu no Oeste" possuem 20 minutos a menos que a versão original, excluindo diversas cenas do filme como todas as que aparecem o personagem de Lionel Stander.

- "Aconteceu no Oeste" é a primeiro filme da trilogia feita pelo diretor Sergio Leone sobre a América. Os demais filmes foram "Quando Explode a Vingança" (1972) e "Era uma Vez na América" (1984).

- A banda sonora de Ennio Morricone torna-se uma das mais aplaudidas.

- Dulce pontes (letra e voz) e Ennio Morricone (música) criam a canção "Amor a Portugal" tendo por base o tema do filme.

segunda-feira, janeiro 08, 2007 | 7 comentários | Read More

Irresponsabilidade da TV... porque mais acessível.

Written By Al Berto on sábado, janeiro 06, 2007 | sábado, janeiro 06, 2007

Um menino de 10 anos matou-se ao imitar o enforcamento de Saddam Hussein reproduzido pelo "famoso" vídeo pirata duma mente deformada.
A criança nasceu na Guatemala e vivia em Houston, no estado do Texas.
Com ele são já três as crianças que seguiram "o conselho" das TV´s que, em busca de "share" fácil, rapidamente trataram de divulgar as imagens.
A televisão entra pelas casas dentro "sem avisar"... é exigível que se auto-regule.
Qualquer um dos nossos filhos está completamente á mercê destas imagens.

Onde pára a deontologia jornalística?

Sem palavras.
sábado, janeiro 06, 2007 | 13 comentários | Read More

Uma "justiça" lamentável...

Written By Al Berto on quinta-feira, janeiro 04, 2007 | quinta-feira, janeiro 04, 2007


A Justiça brasileira ordenou que o serviço online de vídeo YouTube, unidade do mecanismo de busca Google, seja fechado até que sejam removidas as imagens da modelo Daniela Cicarelli com o namorado, Renato Malzoni Filho, filmadas numa praia espanhola

O casal processou o YouTube por não ter suspenso a exibição de um vídeo em que os dois aparecem em cenas de sexo, em pleno mar numa praia de Cádiz, no ano passado. O vídeo foi o mais visto da Internet no Brasil durante vários dias.

Cicarelli, ex-mulher de Ronaldo, e Tato Malzoni pediram à Justiça que o YouTube retirasse o vídeo, ao que o Tribunal decidiu em favor do casal.
A acção judicial pedia pagamento de multa diária de 250 mil reais (cerca de 67 mil euros) caso o vídeo continuasse disponível.

Algumas cópias do vídeo de Cicarelli e Tato têm sido retiradas do site, mas os utilizadores voltaram a colocar as imagens polémicas online.
O caso arrasta-se há meses e o casal iniciou um terceiro processo em Dezembro, pedindo que o YouTube fosse encerrado enquanto fosse possível ver o vídeo.

A 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo concedeu uma decisão liminar em favor do casal na quarta-feira, mas como é obvio só a ignorância destes juízes não permite saber que tal é, praticamente, impossível.
Mostra um desconhecimento confragedor do que é a internet o que, nos tempos que correm, dá mostras de muito pouca preparação para o exercício da função no que a ela diz respeito.

No ano passado, um tribunal brasileiro ordenou que o Google revelasse dados pessoais de alguns dos utilizadores do popular Orkut (cujo impacto nas redes sociais se pode equiparar ao HI5, em Portugal) que contivessem conteúdos racistas ou relacionados com a pornografia infantil.
O Google eliminou algumas dessas páginas, mas afirmou que pelas leis norte-americanas não poderia revelar informações de utilizadores

A justiça brasileira em vez de condenar os autores da "proeza" por atentado ao pudor, condenam a informação.
É o descrédito e a vergonha internacional para o Brasil.

Já me sacanearam o video mas ele há-de aparecer.

Para quem quiser dar uma lição a essa pseudo-justiça brasileira que pretende limitar o direito á livre informação em vez de, neste caso, estar quieta e/ou julgar os pretensos protagonista duma acção pública pretensamente imoral, apesar do video somente apresentar cenas banais e vulgares, cá vai o código:

Isto é uma imagem, é necessário copiar o código para texto.

... e não é que já me sacanearam outra vez?

Mas como é possível as pessoas com responsabilidades pactuarem com esta autêntica censura?
Alguém foi dentro da casa daquela fulana filmar alguma coisa?
Onde é que está a moralidade... ou a falta dela?
Direito á privacidade numa praia pública?
Mas que é que é isto?


... já cá está outra vez!
quinta-feira, janeiro 04, 2007 | 48 comentários | Read More

Depois dos professores incompetentes...

Written By Al Berto on quarta-feira, janeiro 03, 2007 | quarta-feira, janeiro 03, 2007

Depois dos professores incompetentes... sim, somente dos incompetentes, porque os competentes estão a favor das reformas, a Ordem dos Médicos critica a assiduidade controlada por sistemas automáticos que, no caso do Hospital Pedro Hispano é feita por leitura da impressão digital do dedo.

A maioria dos hospitais usava o livro de ponto ou impressos, não estando a cumprir uma lei que há já oito anos deveria ter sido implementada, conforme consta de recomendação dada, mas que os tais interesses corporativos e falta de coragem política impediu que se concretizasse.

Atente-se na explicação dada pelo bastonário da ordem... mas como se fossemos muito burrinhos:
- "O controlo do trabalho médico que é feito pelos directores directos e pelos directores de serviço é feito na base daquilo que se sabe ser um trabalho que depende de muitas circunstâncias."

Bom, adiante que nem vale a pena perder tempo com esta declaração.
O sistema em causa será aplicado aos profissionais com contrato de prestação de serviços.
O objectivo será o de avaliar o grau de satisfação do hospital com os serviços contratados.
Os clínicos em causa serão avaliados em questões como o empenho, a produtividade, as relações humanas no trabalho, a empatia e a pontualidade.

O que estes senhores nos querem dizer a todos é que quem lhes paga, todos nós entenda-se, não tem o direito de saber se cumprem ou não com a sua obrigação independentemente de razões específicas, mas acessórias, que poderão ser avaliadas á posteriori.

Num país em que as listas de espera, para os diferentes cuidados médicos, não param de crescer, não há duvida que este comportamento dos profissionais daquela unidade é uma boa ajuda para a compreensão desse "fenómeno".

Seguramente que a pressão ilegítima destes profissionais, através da chantagem que significa a sua resignação profissional ao seu dever, não irá ter sucesso em virtude de, finalmente, Portugal ter um Governo que governa não em função de interesses particulares de indole corporativa mas sim do progresso do país.

ai... essa "maldita" avaliação, num país em que parte dos seus profissionais se foi habituando ao laxismo, é uma verdadeira chatice.
quarta-feira, janeiro 03, 2007 | 21 comentários | Read More

Portugal... um país maioritariamente terrorista?

Written By Al Berto on terça-feira, janeiro 02, 2007 | terça-feira, janeiro 02, 2007


O aborto e as pesquisas em embriões foram, ontem, comparados ao terrorismo pelo Papa Bento XVI, que os considerou um "atentado à paz" durante a homilia.
"Junto com as vítimas dos conflitos armados, do terrorismo e das mais diversas formas de violência, temos as mortes silenciosas provocadas pela fome, pelo aborto, pelas pesquisas sobre os embriões e pela eutanásia", afirmou Bento XVI na sua mensagem.

Pois é meus caros, como amplamente sabem sou contra uma lei que manda mulheres para a prisão pelo facto de acharem não ter condições para uma gravidez indesejada pelos mais diversos motivos e que só a cada uma cabe avaliar.
O resto é hipocrisia e condenar a mulher que já sofreu bastante, sobretudo as que não têm meios, a uma situação que deveria, essa sim, ser motivo de preocupação para algumas consciências.
Por isso sou defensor do SIM á despenalização do aborto até ás 10 semanas tal como está formulado na pergunta que vai a referendo no próximo dia 11 de Fevereiro.
Convém notar que continua a ser crimimalizado fora desse periodo.

O que eu não sabia era que, tal como a maioria do povo português que é favorável a esta alteração na lei, também seremos por isso terroristas nas palavras daquele ex-membro da criminosa juventude do Hitler, de todos bem conhecida.
Pelos vistos não bastou a embrulhada em que, ainda á pouco, se meteu com os muçulmanos e em que logo a seguir "andou que nem barata tonta" a pedir desculpas na Turquia.

NB: ao clicar na imagem será redireccionado para uma página com declarações sobre este assunto.

terça-feira, janeiro 02, 2007 | 14 comentários | Read More

Saddam Hussein enforcado.

Written By Al Berto on segunda-feira, janeiro 01, 2007 | segunda-feira, janeiro 01, 2007

Ano Novo, vida nova, pelo que, para alguns, não há nada como acabar o velho "a matar".
Passou esta quadra festiva e está na hora de voltarmos á realidade e, perante tanta estupidez... apetece-me ser estúpido, digo, objectivo.
Assim:


A acabar o ano Saddam Hussein foi executado por enforcamento.
Muito sinceramente, sinto uma revolta muito grande pelo extremismo islâmico e por tudo e que Saddam Hussein e os que o rodeavam fizeram, mas fica-se chocado ao ver as imagens de um homem com uma corda ao pescoço.
Foi punir crimes com outro crime.
Se o queriam matar, como sempre se soube, tinham-no feito quando o capturaram e poupavam o mundo a este lamentável espectáculo.

Ficou o Iraque mais seguro com este acto? Ficaram os americanos mais seguros? Ficou o mundo mais seguro? Não creio.
Violência gera violência e não é com violência que se constrói qualquer democracia, nem no Iraque... nem em qualquer outra parte do mundo.
Será que há sede de sangue na cabeça desta infeliz gente paranóica...


Este "dejecto" é o presidente dos Estados Unidos.

Sabe-se que Saddam Hussein recusou ir vendado para o cadafalso.
Testemunhas da condenação afirmaram mesmo que subiu para a forca sem qualquer resistência, resoluto e corajoso e as suas últimas palavras exortaram os iraquianos a manterem-se unidos.

Uma coisa é certa, se fosse o covarde, oportunista e paranóico do Bush que estivesse no seu lugar, seguramente que, antes de ser enforcado, ter-se-ia afogado na sua própria merda.

Este sujeito, sendo o seu lider, é o paradigma do verdadeiro anti-americano.
O seu povo que se cuide pois a estima e consideração do seu país está pelas "ruas da amargura" a nível mundial.
Num passado mais ou menos recente quando se falava de uma qualquer atitude das autoridades norte-americanas isso era entendido, na generalidade, como sendo benéfica para o mundo, hoje, qualquer que ela seja, antes de iniciada já está condenada ao pessimismo e ao descrédito da opinião pública mundial.
Penso mesmo que nunca na história dos USA o descrédito atingiu tal dimensão.


Entretanto, fruto da irresponsabilidade deste louco, os melhores filhos americanos vão perdendo a vida numa guerra que, é sabido, não terá qualquer hipótese para o lado americano.
Com Saddam morto através do lamentável espectáculo que foi possível visionar, resta a pergunta onde irão agora fazer-se explodir os seus seguidores sabendo eles que quem esteve por detrás desta encenação são as autoridades americanas.
Também aqui Bush não tem em conta a segurança, interna e externa, dos seus compatriotas.
Como irresponsável que é, pensa que tudo se resolve pela acção armada ou de hiper-segurança e não pelo respeito e consideração internacionais.

Começo a sentir nojo desta geração política de débeis mentais em que somente se vislumbram raras e saudáveis excepções... e não é só nos USA.

segunda-feira, janeiro 01, 2007 | 10 comentários | Read More